26/11/16 | 10:56
Cmae Anibal Beça faz apresentação do concerto experimental In Infinito

IMG_6584Um concerto encantador, intitulado de ‘In Infinito’, com um repertório diversificado e de qualidade, foi apresentado na noite de quinta feira, 25, pela orquestra experimental do Centro Municipal de Artes (Cmae) Aníbal Beça. O espetáculo, que durou cerca de uma hora foi realizado no auditório do Instituto Cultural Brasil – Estados Unidos (Icbeu),

Flautas, viola, percussão, clarinetes, clarone, trompa, contrabaixo, violinos fizeram parte da harmonia instrumental da orquestra. O espetáculo foi composto 11 músicas, dentre elas ‘Divertimento’ de Saint Preux e ‘Trilhos Urbanos’, de Caetano Veloso.

De acordo com diretor do Cmae, Jorge Farache, é primeira vez que orquestra faz uma apresentação fora do Anibal Beça e a ideia do concerto é mostrar ao público que o estudo da musica na tem fim e que a arte, que envolve percepção musical, ritmo, melodia e harmonia ajudam desenvolver valores e sentimentos nas pessoas.

“A ideia do concerto é dizer que o estudo da música não tem limitação e, ao mesmo tempo em que a música tem a finalidade de educar, ela sucinta valores, faz com que o aluno se torne uma pessoa autônoma, por isso também denominamos este concerto como infinito”, disse.

IMG_6580A seleção musical estava composta por musicas de grandes compositores eruditos e brasileiros.  O púbico do evento estava composto por amigos, familiares, parentes e convidados do Cmae e dos músicos.

Umas das pessoas que prestigiou a apresentação foi o professor Hands Uchôa. Segundo o educador eventos como este estimula o desenvolvimento cultural da população de Manaus. “É uma iniciativa muito boa, porque leva as pessoas da cidade a ter acesso a este tipo de arte, que na minha visão contribui no desenvolvimento cultural da população”, argumentou o educador.

Outra participante do espetáculo foi a artista plástica e integrante da Academia de Artes e Ciências de Manaus, Elizabeth Grubinger. Para a artista, o concerto demnostrou que apesar de jovens os estudantes do Cmae já tocam como profissionais.

“Achei sensacional, um trabalho com muita qualidade, de muito requinte e classe. Na minha percepção, apesar de serem jovens estudantes de música, já demonstram muito talento, habilidade musical e devem ser vistos como profissionais”, apontou.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Cleomir Santos / Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054