03/06/19 | 16:01
Comunidade escolar se envolve em ações do projeto de Educação Fiscal e Financeira executado em Cmei

A comunidade escolar do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Dilsen Silva Alves, no Coroado 3, zona Leste de Manaus,  participou da culminância do Projeto Educação Fiscal e Financeira, nesta sexta-feira, 31. Ativa na escola desde 2014, a ação tem como objetivo colaborar para que os alunos e familiares se transformem em bons cidadãos e contribuam para a sociedade com responsabilidade.

O projeto é uma iniciativa da Secretaria do Estado da Fazenda (Sefaz), por meio de parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), e é disseminado nas unidades de ensino participantes para trabalhar a Educação Fiscal e Financeira, abrangendo a importância de ser um cidadão, que aborda o que são os tributos, a relevância da nota fiscal, a seriedade dos recursos, como eles são utilizados na economia e na geração de todos os serviços que são prestados para sociedade. Além de conhecer o funcionamento do setor fiscal do país, as crianças também recebem outros ensinamentos por meio das demais instituições e secretarias parceiras, como a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Universidade Paulista (Unip), entre outras, que promovem palestras, vídeos educativos e dicas em diversas áreas de atuação.

A Semed agregou ao projeto iniciativas, como o projeto Saúde Bucal e o projeto Horta Escolar, que tem sido de grande importância não só no Cmei, como para toda a comunidade. De acordo com a gestora do Cmei, Adria Marinho, através do cultivo das hortaliças, as crianças podem trabalhar aspectos como o desperdício de alimentos, a alimentação saudável, a reciclagem, a preservação ambiental, conservação do patrimônio público, entre outros temas.

Ela explicou também que o projeto de Educação Fiscal ajuda não só na conscientização das crianças, mas das famílias dos alunos, sobre a importância de ser um bom cidadão, cumprir com as obrigações e compreender como exigir seus direitos.

Ainda segundo a gestora, as lições sobre a conservação do patrimônio e os cuidados com o meio ambiente proporcionaram a todo o corpo estudantil informações sobre como manter a escola mais organizada, limpa e colaborar com a preservação do ambiente. Outros reflexos das ações do projeto são as mudanças na alimentação das crianças, que antes comiam muitos alimentos danosos a saúde, como refrigerantes, salgadinhos e, atualmente, as crianças comem melhor, como frutas, suco, dentre outros. A comunidade escolar também transformou a lixeira viciada próximo ao Cmei em um cenário de paisagismo.

“Foram todas essas mudanças que, gradativamente, nós tivemos ao longo desses cinco anos. Conseguimos fazer todo um trabalho de conscientização com a nossa comunidade, chamando a atenção para todas essas questões.” completou a gestora.

 

Texto: Jéssica Salomão

Fotos: Divulgação/ Escola

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054