23/11/16 | 16:18
Complexo André Vidal de Araújo realiza torneio de futebol para crianças com paralisia cerebral

23-11-16-Jogos de futebol para cadeirantes. Fotos Marinho Ramos (10)Uma iniciativa chamada ‘Jogos dos Sonhos’ promoveu, na manhã desta quarta-feira, 23, a inclusão social de alunos com paralisia cerebral, por meio da prática esportiva, no Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE) André Vidal de Araújo. Ao todo, 15 estudantes cadeirantes com paralisia cerebral participaram de uma partida de futebol, sendo conduzidos durante a disputa por jogadores do Fast Clube e Abílio Nery, campeões amazonenses de futebol e futsal, respectivamente.

A atividade fez parte do encerramento das ações de educação física da unidade de ensino. O futebol adaptado é realizado semanalmente, e, nesta última partida do ano, as estrelas do esporte no Estado foram convidadas para atuarem como ‘avatares’, proporcionando uma atividade física no imaginário dos alunos. De acordo com o idealizador dos jogos e mestre em Educação Física, Alexandre Romano, os alunos vivenciam a sensação de participar de uma partida de futebol e têm um alto desenvolvimento cognitivo e social durante a brincadeira.

“Nós pensamos em criar um futebol para esses estudantes porque percebemos que eles adoram o esporte. Então, a gente adaptou tudo. Pensamos na bola, nas regras. A atividade melhora a parte social, a percepção cognitiva, porque eles entendem, são inteligentes. Esse é o principal ganho, além da autoestima”, explicou.

A Subsecretária de Gestão Educacional da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Euzeni Trajano, prestigiou a partida e destacou o ganho pedagógico da atividade. “É um processo de inclusão. O trabalho com a criança especial que não tem mobilidade é um trabalho que precisa pensar em todos os outros aspectos do desenvolvimento. Esse trabalho é de suma importância na área da educação e também na saúde da criança. É muito emocionante, porque a gente percebe na hora da atividade a alegria que eles transmitem”, destacou.

A partida

23-11-16-Jogos de futebol para cadeirantes. Fotos Marinho Ramos (60)O jogo cumpriu todo o protocolo de uma partida oficial e contou com a participação dos árbitros Lauro Marques e Francisco Ferreira, da Federação Amazonense de Futsal e a quadra foi adaptada para a atividade, com cones delimitavam o espaço de jogo. A trave foi bem menor do que a tradicional e jogo foi praticado com bolas de ginástica. Bastante disputada, a partida terminou em 2 a 2.

Mãe de Ives Filho, 16, que marcou um dos gols do time do Abílio Nery, a dona de casa Úrsula Melo, 42, vibrou com a atividade. Vascaína, ela vestiu o filho com a blusa do time cruz-maltino e se emocionou ao ver a alegria da criança.

“Cada atividade que ele participa, que se socializa, que há uma interação com os colegas, ele melhora muito. Ele fica mais disposto, melhora a respiração, a postura. Essas crianças necessitam, na verdade, de estímulo. Há uma melhora no comportamento fisiológico, além da felicidade deles. Eles ficam mais alegres. Como mãe, eu fico emocionada e grata”, explicou.

Artilheiro do jogo, com dois gols pelo Fats, Francisco Lucas Oliveira, 16, ficou vaidoso com o feito. “Sim, eu fiz os gols. Sou muito bom e gosto de brincar aqui”, disse.

Craque emocionado

O meia Roberto Dinamite, do Fast, é um jogador experiente. Além do futebol local, já jogou no Rabotnicki, da Macedônia, onde teve a honra de disputar a Uefa Champions League, principal torneio de clubes da Europa. Mesmo com tanta “rodagem” no mundo da bola, ele confessou que ficou emocionado de participar dos ‘Jogos dos Sonhos’. A atividade, aparentemente simples, levou o atleta a uma autorreflexão.

“Eu acho que isso é uma oportunidade única em nossas vidas, porque são nesses momentos que a gente percebe que o amor prevalece em tudo. Nós, seres humanos, muita das vezes nos apegamos a coisas fúteis e nesses momentos a gente vê que futilidade, de fato não tem valor nenhum. Esse simples gesto de vim aqui está sendo maravilhoso. Eu já vivi muitas experiências jogando, mas isso aqui é um momento único e inesquecível”, concluiu Dinamite.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Marinho Ramos / Semcom

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054