29/09/21 | 14:53
Cmei Paulo Herban Jacob realiza palestra aos pais em alusão a campanha “Setembro Amarelo”

Com o tema “Juntos somos mais fortes”, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Paulo Herban Jacob, bairro Terra Nova 2, zona Norte, realizou a palestra para os pais e responsáveis pelas crianças, na manhã desta quarta-feira (29/9). A programação foi alusiva a campanha “Setembro Amarelo”, que trata sobre a prevenção ao suicídio, pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O evento ocorreu na quadra da escola, reuniu aproximadamente 250 responsáveis dos 378 alunos do 1º e 2º períodos da unidade escolar. Na oportunidade, os participantes receberam máscaras, sendo 240 para os adultos e 150 para o público infantil na cor amarela. Ao final, todos ganharam também brindes do evento pela direção e corpo docente da escola.

 O chefe da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Norte, Daniel Laborda, acompanhou toda a programação e ficou impressionado com a participação dos pais e o trabalho realizado pela escola de atender os responsáveis pelas crianças sobre um tema bem presente no seio familiar.

“A comunidade abraçou essa ação com muito carinho, não foi à toa que tivemos um bom número de participantes. Isso é muito importante da escola fazer parte deste contexto social em levar a informação à sociedade, em que nosso público alvo são as crianças. Parabéns a escola, a gestora, professora e a prefeitura de Manaus”, contou.

ara a gestora da escola, Nivia Lima, o resultado foi além do esperado com a participação dos pais, mas principalmente a chance que eles tiveram de relatar algumas situações em determinada época de suas vidas, mas sem ter o medo de socializar com os outros participantes.

 “Tivemos vários relatos de pais, e o mais significativo para a gente não é a elaboração do evento, mas o resultado. Por exemplo, ouvir dos pais os depoimentos que eles se emocionaram, das lágrimas escorrendo dos rostos, quando a psicóloga estava falando, e eles tiveram alguma lembrança negativa, que os fez sofrer. Acho que alcançamos nossos objetivos, conseguimos atingir os pais e eles ficaram muito agradecidos”, disse.

Socialização
A psicóloga Tricia Avilar, que tem 11 anos de psicologia clínica, foi a palestrante do evento. Para ela, foi importante abordar um tema, mas principalmente de contribuir com os problemas que afetam ou deixaram lembrança na vida de cada pessoa.

“Sensibilizar os participantes a olharem para dentro de si e aos que estão ao seu redor. Trazendo como reflexão, que muitas vezes não sabemos o que o outro está passando, seus problemas, pensamentos e que o diálogo, atenção, um abraço podem ser uma ferramenta poderosa para ajudar alguém que está precisando. Encorajando-os e incentivando-os a pedir ajuda de alguém, ou de um profissional”, explicou.

Oportunidade
A doméstica Maria Lucilete da Cruz Rodrigues, 37, mãe da aluna do 2º período, Larissa Rodrigues Amoud, 5, participou da programação e ficou muito satisfeita com a programação, pela participação dos pais e a chance de ouvir os relatos de experiência.

 “Foi muito legal, muito edificante para mim e acredito que para todas as mães e os pais. A participação da psicóloga foi maravilhosa, porque eu já passei por alguns problemas de depressão, mas me senti muito acolhida pela diretora. Se fosse preciso conversar, ela estava à disposição para nos ajudar. Gostei muito, me senti até mais valorizada em saber que posso contar com essa ajuda”, completou.

Setembro Amarelo

A campanha é coordenada pela Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da Semed, em parceria com as escolas da rede municipal e das Divisões Distritais Zonais (DDZs). A iniciativa será realizada durante todo o mês de setembro nas unidades de ensino. O objetivo é potencializar um espaço promotor de ações de valorização da vida e intensificar o diálogo sobre saúde mental com toda comunidade escolar.

Texto: Paulo Rogério

Fotos: Cmei Paulo Herban Jacob