13/10/14 | 16:58
Cmei Elza Damasceno promove palestra sobre câncer de mama

O Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Elza Damasceno reuniu, na manhã desta segunda-feira, 13, mães de alunos e comunitários do bairro Santo Antônio, zona Oeste, para uma rodada de palestras sobre a importância da prevenção ao câncer de mama. A ação faz parte do Outubro Rosa, campanha mundial de conscientização sobre a doença.
O evento, que teve a participação de mais de 50 pessoas, abordou principalmente o autoexame para a detecção precoce da doença, que segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) deve chegar, no Brasil, a 57.120 novos casos em 2014, o que pode acarretar em mais de 13 mil mortes.
Uma das palestrantes foi a enfermeira Tatiane Cristina Moreira que mostrou as consequências de quem é acometido pela doença. Segundo ela, o evento serviu para levar à comunidade informação e conscientização sobre a prevenção.
“A Campanha Outubro Rosa foi instituída para conscientizar as mulheres em relação ao combate no câncer de mama, visto que é o câncer que mais mata mulheres no Brasil. Aqui nós estamos conscientizando as mães com relação ao autoexame, mamografia e realização do preventivo para combater o câncer de mama e também o de colo de útero. O autoexame deve ser feito mensalmente e fora do período de menstruação. É importante, porque a mulher vai conhecer a sua mama e possivelmente detectar um nódulo ou caroço. Se sentir alguma coisa diferente ou uma secreção que saia do mamilo, o ideal é procurar um médico, porque daí será feito um exame clínico e posteriormente, se necessário, encaminhamento para um especialista”, explicou.
Lene Silva, mãe da aluna Ana Clara, de 5 anos, é um exemplo da importância da detecção precoce da doença. Em 2010, ela foi diagnosticada com câncer de colo de útero, procurou tratamento de imediato e hoje, quatro anos depois, o tumor está controlado e sem riscos de se expandir.

“É importante que as pessoas saibam que esse câncer não dói. Muita gente diz que não vai fazer o preventivo porque não está sentindo nada. Eu também não sentia nada, mas fiz o preventivo e apresentou que eu tinha esse problema. E por isso, busquei tratamento e posso dizer hoje que estou curada. É importante a prevenção. A mulher tem que fazer os exames, deixar o medo e a vergonha de lado pelo bem da saúde”, disse.
Dona Maristela de Souza viveu o inverso de Lene. Ela detectou um caroço nos seios, no entanto, não buscou ajuda de imediato e teve que retirar uma das mamas pelo fato de o câncer ter se aprofundado. Ela fez questão de dar uma dica para as mulheres. “Eu não me cuidei logo e tive que tirar o seio todo. Eu digo para as mulheres: quando tiver algum nódulo, procure logo o Cecon (Fundação Centro de Controle de Oncologia), porque se eu tivesse ido mais cedo, eu não tinha tirado meio seio todo, tinha tirado só um pedacinho”, afirmou.

Ação social

Para encerrar as atividades do Outubro Rosa na escola, será realizada uma ação social na próxima quarta-feira, 15, onde serão oferecidos gratuitamente: corte de cabelo, escova e manicure. Segundo a diretora do Cmei Elza Damasceno, Delle Karem Góes, essa é uma forma de atrair as mães. “Elas (mães) serão estimuladas a virem na escola por conta da ação social e aí e teremos a oportunidade de falar sobre o tema”, falou.

Texto: Thiago Botelho
FOTOS: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação (92) 3632-2054