01/06/17 | 15:02
Cmae Aníbal Beça promove noite de homenagens e apresentações culturais

O Centro Municipal de Arte e Educação (Cmae) Aníbal Beça promoveu nesta quarta-feira, 31/5, a segunda edição no ano do projeto “Quarta das Artes” . A ação, que aconteceu no auditório da unidade, localizada no São José, zona Leste, teve como objetivo apresentar o trabalho dos alunos das oficinas de artes, bem como homenagear o maestro e compositor Adelson Santos, comemorar o quinto aniversário do coral I Musicci e homenagear as mães pelo seu dia.

Além da comemoração de aniversário do coral e da homenagem a Adelson, o evento também teve as apresentações do grupo de flauta Sopraninos, da regente Brenda Zane, o grupo de percussão Curumim na Lata, do regente Carlos Valdez e apresentações dos grupos de dança e teatro do Cmae, com performances em alusão ao Dia das Mães.

Estiveram presentes no evento, representantes dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) Moacir Andrade e Balbina Mestrinho, que ficam nas proximidades. A festa foi aberta ao público, então a comunidade também esteve presente, lotando o auditório.

A homenagem a Adelson Santos aconteceu por meio do coral I Musicci que preparou um repertório com algumas das principais canções do compositor. O maestro também participou quando o coral entoou o canto “Não mate a mata”.

Para Adelson, que tem mais de 50 anos de carreira e esteve pela primeira vez no centro a convite do diretor da unidade, Jorge Farache, foi uma grande surpresa o tributo. “Eu não sabia o que ia acontecer aqui, o diretor só me falou que ia ocorrer a homenagem. É bom, porque homenagem é algo que massageia o ego”, completou.

A cantora Isabela Domitila Sampaio, 19, foi outra das atrações, cantando as músicas Last Kiss e Killing me Softly. Ela, que estudou por quatro anos no Cmae, fala sobre a importância do lugar para o seu desenvolvimento artístico. “Antes de estudar aqui, eu já acompanhava meu pai, desde pequena. É muito gratificante ver o quanto as pessoas cresceram e evoluíram artisticamente. É um lugar que me traz muitas recordações da minha infância”.

Outro momento importante da noite foi a interação entre os estudantes com os músicos presentes, que aumenta o laço com a atividade que estão desenvolvendo, segundo o diretor do Cmae.Jorge Farache também falou sobre a continuação do projeto. “Com essa interação, há a troca de experiências entre os músicos e alunos, o que faz o trabalho ser mais importante. A ideia é fazer todo mês um evento desses, na última quarta-feira”.

A apresentação do coral aniversariante começou com o regente Pedro Sampaio, mais conhecido como Pedrinho, fazendo um agradecimento, tanto aos alunos, quanto aos colaboradores e, principalmente, ao seu pai. O coral apresentou uma síntese dos momentos mais marcantes desses cinco anos de existência. Para ele, esse é um marco muito importante.

“É difícil imaginar que um coral de escola consiga ficar por 5 anos na ativa. Já tivemos vários alunos aqui, alguns são até mestres em música, tocando no exterior. Aqui, muitos ex-alunos também estão presentes”, frisou o regente.

Um desses ex-alunos presentes na plateia era José Tavares, 33. Ele, que esteve no auditório para assistir a mãe e a sobrinha que cantavam no coral, elogiou a existência do centro e destacou que o mais importante é o processo de aprendizagem cultural. “Eu fiz parte do coral por cerca de dois anos. Infelizmente tive que parar por causa do trabalho, mas a gestão aqui é muito boa. O trabalho é maravilhoso, porque aproxima a comunidade, principalmente a periferia, a cultura. A grande contribuição é tirar os meninos da rua, ocupar os jovens e adolescentes, além de despertar o talento e a veia artística neles”, finalizou José.

Texto: Alexandre Abreu

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054