16/05/17 | 16:55
Clubes de Matemática da Semed visam bons resultados na Prova Brasil e Olimpíada Brasileira de Matemática

RRA_4262Representantes dos Clubes de Matemática da Secretaria Municipal de Educação (Semed) tiveram sua primeira reunião de 2017, nesta terça-feira, 16/5, no auditório da sede da secretaria, na Avenida Maceió, bairro Parque Dez de Novembro. Participaram da reunião assessores de todas as Divisões Distritais Zonais (DDZ) e professores responsáveis pelos projetos nas escolas participantes. Neste ano, os objetivos da formação dos clubes são a melhora nos resultados da Prova Brasil, um dos indicadores do Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (Ideb) e a participação nas Olimpíadas Brasileiras de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP).

Os clubes de matemática da Semed começaram suas atividades em 2016, como uma iniciativa da Divisão de Avaliação e Monitoramento (DAM), mas com o grande interesse em aderir ao projeto, a Divisão de Ensino Fundamental assumiu a responsabilidade de dar continuidade aos trabalhos.

A intenção para 2017 é que cada DDZ tenha, pelo menos, duas escolas com clubes de matemática atuantes. Cada clube pode ter a participação de cinco a dez alunos e um professor responsável. Francinaldo Mendes, assessor de matemática da DEF, responsável por repassar as orientações aos professores e assessores das DDZ´s explicou a dinâmica das atividades.  “Serão realizadas atividades mensais, que poderão ser enviadas em forma de fotos ou filmes de até 1’30” e, em outubro, haverá a entrega do prêmio ‘A Matemática é 10’ para a escola com maior destaque”.

Trabalhar as questões de maneira mais lúdica e envolver os alunos na resolução dos problemas pode ser uma das soluções para atrair mais estudantes e reforçar o ensino da disciplina. É o que acredita o assessor responsável pela criação dos clubes na DDZ sul, Átila Ribeiro.

“Hoje, nas salas de aula, a gente se preocupa muito em recuperar aluno e esquecemos esses pequenos gênios que estão em classe. Então, o clube da matemática vem pra gente fomentar o estudo, a criatividade. A maioria dos alunos quando vamos ensinar a matéria, já vem com aquela ideia de que é difícil, mas não é difícil. O que falta é entendimento, uma melhor aplicação, uma melhor divulgação da matemática”, finalizou Átila.

 

Texto: Alexandre Abreu

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054