19/02/14 | 15:43
Ato de solidariedade

Servidores da Semed abraçam a causa da solidariedade e fazem doação para o banco de sangue do Hemoam.

Uma festa de solidariedade.  Assim foi o dia de hoje (19), para os servidores da Semed. Em época de carnaval, os profissionais da educação entraram no clima da folia solidária e doaram sangue para a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam). A expectativa é que pelo menos 70 bolsas sejam coletadas e encaminhadas para o banco de sangue da instituição.

Estacionado no pátio da Semed, o Vampirão, ônibus coletor de sangue do Hemoam, recebeu os doadores. Os interessados passavam por uma triagem onde eram avaliados pré-requisitos para as doações, como: ter mais de 50 kg, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12h, ter mais de 18 anos, entre outros. Em seguida era feita a coleta que durava pouco mais de 10 min cada.

O funcionário do setor de planejamento, Rubens Felipe de Castro, 21, foi o primeiro da fila de doadores. Ele conta que despertou para a ação solidaria quando a mãe de um amigo precisou de doação no ano passado.

“Eu acordei mais cedo pra justamente ser o primeiro, cheguei aqui antes do ônibus do Hemoam. Eu acredito que essa é uma ação de amor ao próximo ainda mais no meu caso que meu sangue é A+ que é bastante raro. Sempre que posso, faço minha parte”, disse.

A vontade de ajudar o próximo fez a professora Sueli Gomes de Souza sair da escola onde leciona, na rodovia AM-010, e vir até à sede da Semed para doar sangue. Doadora pela primeira vez, ela conta que sentiu no coração o desejo de ajudar.

“Nunca tinha sido despertada para isso, mas quando soube que iriam fazer coleta de sangue aqui na Semed algo tocou meu coração e disse que era para eu vim ajudar. Não pensei duas vezes e me desloquei da minha escola pra cá, sem nem pensar na distancia”, afirmou.

Reconhecimento

O servidor André Cristiano Martins, da Folha de Pagamento, recebeu certificado de honra ao mérito por ser doador assíduo. Desde 2010, ele doa sangue, pelo menos, três vezes ao ano.

“Fico feliz pela homenagem, mas vejo isso como uma obrigação. Todos devem ajudar os que precisam. Minha esposa sempre doou e em 2010 senti vontade também e desde então não parei mais de doar”, explicou.

Parceria

A Assistente Social do Hemoam, Luciclea Ribeiro, explicou que a presença do Vampirão na Semed faz parte das ações de coleta externa do Hemoam, que irá percorrer órgãos públicos e privados em busca de doadores. O objetivo é conseguir coletar, pelo menos, 1,8 mil bolsas de sangue até o carnaval, onde a demanda é acima do normal.

“Vamos percorrer as instituições em busca de doadores. A Semed sempre é uma boa parceira, pois, os professores têm melhor a ideia de responsabilidade social”, falou.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Cleomir Santos

Assessoria de Comunicação da Semed

Gisa Prazeres – 8842-1188 / 3632-2054