23/08/18 | 16:26
Atletas do Jaavas disputam partidas de futsal e goal boal

Dando sequência à programação de jogos da 7ª edição dos Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), foram realizadas nesta quinta-feira, 23/8, as disputas de futsal e goal boal. As partidas aconteceram na quadra da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), no Parque 10 de Novembro, zona Sul, durante todo o dia.

No total, os jogos envolveram cerca de 400 participantes. O futsal foi disputado por alunos de  paralisa cerebral, deficientes intelectuais, visuais, físicos, auditivos e autistas. No goal boal, as partidas foram disputadas por atletas com deficiência auditiva.

A coordenadora do Jaavas, Shirley Amaral, lembrou que os jogos servem de preparação para o Dia Nacional Paralímpico, a ser realizado em 22 de setembro e que será organizado pela Semed pela primeira vez, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), na Vila Olímpica de Manaus.

“Esses jogos são um convite para todo o Estado e a cidade de Manaus se prepararem para esse evento grandioso para o Comitê  Paralímpico Brasileiro”, contou.

A Escola Municipal Ana Cristina de Melo, no bairro Tarumã, zona Oeste, participa do Jaavas pela primeira vez, com 32 alunos, do 2º e 3º anos do Ensino Fundamental. Além de participar dos jogos de futsal, a escola também estará disputando medalhas na natação. Para professora da classe especial, Patrícia Coelho da Silva, a programação significa uma forma de interação com outros alunos.

“Para eles é muito importante essas atividades, porque é um momento em que eles saem das quatro paredes. É uma atividade recreativa bastante útil, além de ser também um encontro com outras escolas e de conhecerem outros amigos”.

Para o aluno da 3ª fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Escola Especial André Vidal de Araújo, Washington Teles, 29, e que tem deficiência intelectual, está participando dos jogos é gratificante.

“Foi muito legal, porque antes de entrar na escola não sabia nada, mas estou aprendendo com os colegas. Gosto muito de praticar esporte”, disse.

A Apae conta com 120 participantes no futsal, bocha, tênis de mesa e basquetebol. Para o professor da instituição, Antônio Carlos Noronha, a prática esportiva é fundamental para o desenvolvimento da pessoa com deficiência. “Eles esperam muito por essas modalidades, porque gostam de interagir. É um trabalho muito bom que o Jaavas realiza”, frisou.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054