28/03/14 | 9:19
Atividades de combate à violência são apresentadas por alunos da Semed

Alunos da rede municipal de educação apresentaram as atividades desenvolvidas nas escolas para combater casos de violência, nesta quinta-feira, 27, durante o encerramento do Projeto Caravana da Cidadania. O projeto é realizado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e o encerramento ocorreu no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti), Gilberto Mestrinho, no Educandos, zona Sul. Cerca de 80 alunos e 30 educadores, entre pedagogos, professores e diretores da Divisão Distrital Zonal (DDZ Sul) participaram do evento.

 As escolas da Semed levaram para o evento folhetos, folders, cartazes, painéis, maquetes, jogral e também fizeram encenações teatrais para conscientizar os presentes sobre casos de violência como: tráfico de pessoas, segurança, bullying, estatuto do Idoso, da criança e adolescente, defesa do meio ambiente e trânsito.

Segundo o assessor de Programas e Ações Completares da DDZ Sul e coordenado da ação pela Semed, Marzílio Pereira, a comunidade escolar está mais consciente sobre o combate a violência. “Com a ação, observamos que tanto a comunidade quanto os alunos passaram a ter outra visão sobre o uso das drogas e o ambiente em que vivem. Com isso, entendemos que o projeto foi positivo e, que a partir dele, moradores e alunos se tornaram mais conscientes e disseminadores da paz”, comentou.

O subsecretário adjunto da SSP, Francisco Sobrinho, também destacou a importância do projeto para reduzir os casos de violência. “Esse trabalho é fundamental para minimizar violência e o uso de drogas na escola e no entorno das comunidades onde o projeto foi desenvolvido. A nossa intenção é mudar os índices de violência em bairros considerados perigosos, tornando a cidade mais harmoniosa e melhor de se viver. Agora pretendemos ampliar este projeto estendendo para zona Leste da cidade”, disse.

Os alunos da Escola Municipal João Valente levou educação ambiental para o encontro focando na geminação.“Com projeto aprendi que devo respeitar mais o meio ambiente e, sobretudo, que a sua preservação depende, também de mim”, comentou Alice Eloane, do 5º ano.

Além da João Valente, expuseram trabalho as escolas José Tavares, José de Anchieta, Graziela Ribeiro, Thales Silvestre, Joaquim Pinto, Anastácio Assunção e Nazira Chama Daou.

Projeto       

O Caravana da Cidadania é realizado desde julho de 2013 em 35 escolas da Zona Sul, beneficiando mais de 20 mil aluno. Nesse período, os estudantes receberam orientações sobre exploração sexual, prática de bullying, malefícios do uso de drogas, violência doméstica e sexual, tráfico de pessoas e Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Além das palestras e reuniões de orientação com pais, alunos e professores a equipe do projeto também tem atividade de cidadania de expedição de carteiras de identidade.

TEXTO: Emerson Felipe

FOTOS: Paulo Rogério Veiga