06/08/13 | 9:50
Arthur Virgílio Neto debate no MEC construção de mais creches e liberação de recursos federais

A construção de pelo menos 30 creches ainda em 2013 e a liberação de duas emendas de bancada no valor de R$ 23,5 milhões para a educação básica em Manaus. Estes foram os temas de uma reunião do prefeito Arthur Virgílio Neto com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na tarde desta segunda-feira, em Brasília. Segundo dados do Ministério da Educação (MEC), a atual gestão municipal está conseguindo bons resultados na área e pode conseguir um marco de construir mais de 50 creches em um único ano.

“Trouxemos uma ampla pauta para discutir com o ministro Mercadante. As principais são a construção de mais creches, com subsídio na obra e no custeio, e a liberação de verba solicitadas pela bancada federal do Amazonas para aplicação na estruturação da educação básica da capital”, disse o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que estava acompanhado do secretário municipal de Educação e deputado federal licenciado, Pauderney Avelino, autor de uma das emendas. “Nossas pautas são viáveis e foram muito bem recebidas pelo ministro Mercadante. Considero que vamos conseguir bastante avanço para a educação da capital ainda este ano”, continuou o prefeito.

O ministro Mercadante encarregou o secretario de Educação Básica do Ministério, Romeu Caputo, de acompanhar as demandas de Manaus e pediu celeridade no andamento dos projetos. Para Mercadante, a capital do Amazonas vem tendo bom desempenho na construção de creches este ano e a cidade pode ser destaque nacional conseguindo construir cinquenta em 2013. Nesta gestão, seis creches já foram entregues e outras 16 estão em construção. Outras 30 podem ser construídas com verba do ministério, por meio de um registro de preços nacional que reduz em 23% o valor da obra, garantiu o ministro.

“Conseguimos um grande projeto de construção de creches pré-moldadas que reduz bastante os custos da obra. Manaus pode aderir a este modelo e se tornar referência com este grande número de creches entregues a quem precisa”, disse Mercadante.

O ministro também confirmou que libera os R$ 23,5 milhões de emendas de bancada, bastando que a bancada empenhe o valor. “Não acredito que o senador Eduardo Braga, líder da bancada, se oponha a ajudar a educação básica da nossa cidade. Há uma emenda de R$ 13 milhões do deputado federal Pauderney Avelino e outra de R$ 10,5 milhões do deputado Francisco Praciano prontas para serem apresentadas, basta que o líder da bancada empenhe para que o Ministério libere os investimentos”, disse o prefeito.