05/10/17 | 16:22
Aproximadamente 70 mil alunos participam da última Avaliação de Desempenho de 2017

Aproximadamente, 70 mil alunos dos 3º,  7º, 9º anos do Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Projeto Itinerante, participaram, nesta quinta-feira, 5/10, da última Avaliação de Desempenho do Estudante (ADE) do ano. Os discentes foram avaliados nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, e os do 9° ano também fizeram a de Ciências. A prova envolveu 357 unidades de ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Os alunos do 5° ano farão a avaliação no próximo dia 17.

A chefe da Divisão de Avaliação e Monitoramento (DAM) da Semed, Núbia Breves, disse que essa avaliação é justamente para verificar as habilidades que os alunos adquiriram até esse momento dos conteúdos ministrados em sala de aula, ao longo do ano letivo.

“Aplicamos a avaliação para ver e corrigir possíveis lacunas de aprendizagem, principalmente com os alunos do 5º e 9º ano, que farão a Prova Brasil. Estamos trabalhando em cima das avaliações da ADE para fazer as intervenções necessárias junto à escola”, explicou.

De acordo com diretor da Escola Municipal Sabá Raposo, bairro Manoa Florestal, zona Norte, Josiel Siqueira Souza, o trabalho pedagógico foi intenso com os 431 alunos do 3º, 7º, 9º e da Educação de Jovens e Adultos (EJA/3ª e 4ª fases) para conseguir bons resultados, principalmente em ano de Prova Brasil.

“Nossa expectativa é que saia um bom resultado e na Prova Brasil também, porque nos preparamos para isso, com simulados, aulões, conversando com nossos alunos, pais a respeito da nossa expectativa para Prova Brasil”, completou.

A Escola Municipal Engenheiro João Alberto Menezes Braga, bairro Manoa, zona Norte, participou com, aproximadamente, 580 alunos do 3º, 7º, 9º ano. Para diretora Luciana de Oliveira Dias, todo trabalho foi realizado para que os alunos tivessem um bom desempenho.

“Nossa expectativa é que realmente nossos alunos venham a ter um bom êxito, mas principalmente que venham a ter mais aprendizagem, porque eles se envolveram muito, já com foco voltado para Prova Brasil”, contou.

A aluna do 3º ano do matutino, Joyssy de Almeida Vieira, 9, disse ter se preparou muito em casa para fazer a prova, mas principalmente na escola, com os outros colegas e a professora, que ficou todo tempo tirando as dúvidas e ajudando na preparação.

“Achei que a prova está um pouco fácil de português, porque estudei muito o que a professora passou para fazer. Já em matemática, nem foi fácil e nem difícil, mas deu para responder tudo que estava na prova”, disse.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Lton Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054