21/06/12 | 11:35
Apresentação dos alunos do CMAE

Mais de cem alunos do Centro Municipal de Arte-Educação (CMAE) Aníbal Beça da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizaram na manhã desta quarta-feira, 20, no auditório do centro, bairro São José II, Zona Leste, de uma apresentação com repertório musical que representou as regiões do país.

A apresentação foi destinada aos pais, alunos, convidados e a comunidade em geral e serviu como avaliação dos alunos das aulas realizadas no primeiro semestre deste ano. O evento é uma forma de mostrar as atividades desenvolvidas com o alunado que participa dos cursos de canto coral adulto e infantil, violão e violino, violoncelo, flauta, percussão e dança.

Segundo o diretor do CMAE, Jorge Farache, os alunos a cada semestre passam por uma avaliação para avançar de nível. O educador ressaltou que o Centro á aberto para alunos da rede pública, particular e a comunidade em geral, além de contribuir para a formação cultural de pessoas que moram na periferia da cidade.

“Esse trabalho que está sendo apresentado mostra as aulas aprendidas nesse primeiro semestre em nossos cursos aqui oferecidos. Esse evento vem divulgar a comunidade que a arte é uma forma ilimitada de formar cidadãos, não somente em seu aprendizado, mas a ter disciplina, discernir o certo e errado, enfim, um ensinamento de vida”,finalizou.

A Professora de Flauta Doce, Dorotéia Barros de Lima, graduada em licenciatura plena em Arte e com habilitação em Música, diz que a musicalização é importante na vida da pessoa, por isso que ela enaltece as aulas de flauta com seus alunos pelo retorno positivo que tem alcançado em sala de aula.

“A flauta como instrumento é capaz de tornar a criança mais sensível às coisas da vida e ao mundo. O aluno tem mais possibilidade de saber se relacionar, lidar no dia a dia, ter prática de conjunto, ou seja, a musicalização desenvolve o lado cognitivo da criança”,relatou.

O aluno de violino, Lucas Soares Cardoso, 12, com um ano e seis meses no CMAE, foi incentivado pelo pai a fazer o curso de viola, mas devido ao seu tamanho para o instrumento, acabou estudando violino e com isso gostou de tocar o instrumento.

“Eu gosto das aulas e graças ao meu pai eu estou aqui. Vim para aprender uma coisa e vi que não tinha como fazer e acabei no violino. A música pra mim é algo bom, porque aprendi muita coisa que não sabia e lugares que não conhecia antes”, disse.

Centro Municipal de Arte-Educação (CMAE) Aníbal Beça

O CMAE faz parte da Secretaria Municipal de Educação (Semed) conta com 13 professores graduados, entre músicos, artistas plásticos, dançarinos, artistas de teatro, entre outros profissionais. No total são 800 alunos a partir dos 7 anos, que tem aulas de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

As aulas são gratuitas e os instrumentos utilizados pelos alunos do Centro são disponibilizados pela Semed.