17/08/15 | 14:19
Alunos do Cmei Erick Vicente realizam Feira de Ciências

Feira de Ciências. CMEI. Erick Vicente. Fotos Cleomir (4)Os mais de 100 alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Erick Vicente, localizado no bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus, participaram durante toda esta segunda-feira, 17, da Feira de Ciências da unidade de ensino. Em 2015, o tema foi ‘Iluminação pública; causas e consequências’ e os pequenos falaram sobre essa questão ensinando os visitantes que locais com falta de iluminação pública são alvos de violência, vandalismo e consumo de drogas.

De acordo com a diretora do Cmei Ana Lúcia Pinheiro, o tema foi abordado porque “a segurança de uma cidade está ligada diretamente à iluminação pública”. Na ocasião, segundo a gestora, o estuda de caso realizado pelos estudantes foi à praça do bairro, que hoje é local de venda de drogas por conta da falta de iluminação.

“Nós escolhemos esse tema porque é uma realidade no nosso bairro, principalmente, na praça. Queremos mostrar para as crianças as causas e consequências de não ter iluminação. Não só para as crianças, mas os pais precisam ter consciência de que precisamos preservar o bem público. A prefeitura vem, troca as lâmpadas, mas logo depois os vândalos quebram. Nós levamos eles (alunos) até lá (praça) para que tivessem contato com essa realidade”, explicou.

Feira de Ciências. CMEI. Erick Vicente. Fotos Cleomir (3)Na sala do 1º período, foi montada uma maquete representando a escola e mostrando o que seria a realidade ideal do bairro, com as ruas bens iluminadas e sem lixo. Os pais participaram auxiliando na explicação dos filhos. Foi feito uma espécie de “quiz”, onde as mães perguntavam e os pequenos respondiam.

“As causas da fata de iluminação pública são: vandalismo; assalto; uso de drogas; violência e medo”, explicou Isabelle Laís Souza, 4, do 1º período.
Importância dos pais.

A professora do 1º período, Edmara Rodrigues, disse que decidiu convidar os pais para participarem das apresentações para inseri-los no ambiente da escola, uma vez que, para alunos da educação infantil, o acompanhamento é essencial para o desenvolvimento escolar.

“Nós somos um bairro de zona vermelha. Eu trabalho aqui há oito anos e conheço bem as condições de insegurança. Essas crianças vão crescer e vão para outras escolas. Elas saem daqui bem educadas, mas isso precisa continuar. A família é importante para ajudar a educá-los e educar os outros filhos também”, disse.

A artesã Jane Gomes, mãe da aluna Júlia, do 1º período, participou da apresentação da filha. Para ela, a presença na escola é importante para que a criança se sinta segura.

“É bom os pais se aproximarem da escola, dos professores. Isso ajuda eles (alunos) a participarem mais. Tem que participar porque se não participar a criança não desenvolve, não tem um bom ensino. Temos que estar presentes. Os professores fazem isso para chamar a comunidade participar mais da escola. Sempre que tem um evento eu venho”, afirmou.

Texto: Thiago Botelho
Foto: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054