31/05/12 | 14:45
Alunos do CMEI Abelhinha visitam Bosque da Ciência
Mais de 50 alunos do 1º período tiveram uma manhã diferente, ao trocarem a sala de aula por uma visita ao Bosque da Ciência.
Em comemoração à Semana do Meio Ambiente, mais de 50 alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Abelhinha trocaram, na manhã de hoje (31), a sala de aula por uma visita ao Bosque da Ciência. Acompanhado dos pais, as crianças tiveram um dia divertido e de muito aprendizado sobre meio ambiente e puderam ver de perto os animais que até então só viam nos livros ou televisão.
Segundo a pedagoga da escola, Eronilsa Barros, os alunos estudam o tema meio ambiente durante todo o ano letivo e esta atividade em especial é uma marca registrada da escola. Segundo ela, todos os anos os alunos do CMEI Abelhinha visitam o local.
“Eles (alunos) aprendem sobre a importância da conservação e preservação do meio ambiente. Depois da visita eles vão reproduzir essa vivência em sala de aula, onde contarão histórias sobre o que viram aqui”, disse.
A visita ao Bosque da Ciência começou às 9h na Casa da Ciência. Lá os alunos puderam ver vários animais empalhados o que chamou a atenção da pequena Amanda Mesquita, 5. “Estou achando muito legal. A cabeça do jacaré é maior do eu”, percebeu.
Em seguida, os pequenos percorreram uma trilha no meio da mata e puderam ver os macacos em seu momento de refeição. Os olhares atentos não desgrudavam dos movimentos dos animais.
Mais um pouco de caminhada e a atração foi o poraquê, conhecido como peixe elétrico. A professora explicou que a pessoa que toca neste peixe pega choque e um aluno indagou “como pode um peixe dar choque?”.
Na visita ao espaço seguinte, os jacarés provocaram uma mistura de medo e curiosidade. Muitos nem quiseram chegar perto do tanque onde os animais estavam e outros queriam chegar perto para tirar fotos.
Uma hora depois, o passeio terminou da maneira que toda criança gosta: com brincadeira. Os alunos se divertiram em um parquinho com playgrounds e gangorras.
A mãe do pequeno Guilherme, Karla Medeiros, trouxe o filho para atividade, mas garante que quem se divertiu foi ela.
“Foi muito legal. Eu vim trazer meu filho, mas confesso que quem se divertiu mesmo fui eu. Eles precisam disso, sair da sala de aula e conhecer coisas novas”, afirmou.