19/09/18 | 12:24
Alunos de escola municipal na zona Leste participam de projeto sobre Linguagem em Contexto Intercultural

Mais de 120 alunos do 7º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Francisca Pergentina, no Zumbi dos Palmares, zona Leste,   estão participando de um projeto fruto de uma  pesquisa de campo voltada à cultura local e que  trabalha aspectos do  contexto social do entorno da unidade de ensino, a partir de  debates, envolvendo  assuntos como pedofilia, exploração sexual e a inserção da música no ambiente escolar. O projeto se chama Linguagem em Contexto Intercultural: um Estudo da Etnografia da Linguagem em Sala de Aula.

A iniciativa, idealizada pela doutora em antropologia e docente de Língua Portuguesa, Sheila Nunes da Silva, começou a ser executada  em junho de 2018 e se estenderá até o fim do ano letivo da rede municipal de ensino. Segundo a doutora, o projeto envolve o trabalho científico com a prática pedagógica e a proposta da Secretaria Municipal de Educação (Semed) direcionada para a disciplina de Língua Portuguesa nos  7º anos do Ensino Fundamental.

“O projeto procura provocar o olhar do aluno para a cultura local e  dialogar com conteúdos da disciplina de Língua Portuguesa e, consequentemente, articular com a proposta  pedagógica do 7º ano  do Ensino Fundamental estabelecida pela Semed”, destacou a idealizadora do projeto.

O projeto, apesar de ser executado há pouco tempo, já trouxe inúmeros benefícios, dentre eles a melhoria na  aprendizagem dos alunos, segundo a pedagoga da unidade, Greyce Anne Duarte.

“O projeto é maravilhoso e está trazendo diversas progressões no ambiente escolar, dentre elas a mudança de comportamento e  no rendimento escolar dos alunos, por conta do trabalho interdisciplinar realizado”, frisou.

A ação envolve também um estudo sistematizado, pesquisas individuais, em grupo  e atividades realizadas em sala de aula, além do foco na  saúde emocional dos alunos. O último ponto foi trabalhado nesta terça-feira,  18/9, com todos os estudantes inseridos na ação por meio de uma sessão de coach feita  pela especialista em Inteligência Emocional, membro da Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico (Febracis) e pedagoga, Cybeli Monteiro.

Umas das alunas que está sendo beneficiada com a ação é Giovanna Carvalho, 13. Para a estudante o projeto ajudou a melhorar a relação com seus colegas.

“Com o projeto, percebi que fiquei mais desinibida  e que melhorei a relação interpessoal com meus colegas”, afirmou.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Divulgação/ Escola

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054