23/06/16 | 13:59
Alunos de escola municipal fazem caminhada ecológica no ramal do Cetur

23-06-16-Alunos fazem caminhada ecológica.foto.Lton Santos (10)O ramal do Cetur, no Tarumã, zona Oeste, recebeu uma caminhada ecológica, que reuniu 200 alunos da Escola Municipal Francisca Campos,  na manhã desta quinta-feira, 23. Os estudantes contaram com o apoio da Polícia Militar e do Exército Brasileiro para chamar a atenção dos moradores para a preservação da natureza e dos animais silvestres, constantemente encontrados no entorno da unidade de ensino.

Com faixas e cartazes, os estudantes gritaram palavras de ordem, clamando pela conscientização ambiental por parte dos comunitários. As crianças também entregaram panfletos com instruções de limpeza e conservação dos terrenos.

A diretora da escola, Naomi Hattori,  explicou que a ação foi planejada em face da grande quantidade de “visitas” de animais à escola e, também, por conta do acúmulo de lixo no ramal.23-06-16-Alunos fazem caminhada ecológica.foto.Lton Santos (6)

“Queremos sensibilizar os alunos e a comunidade para a preservação do meio ambiente, visto que estamos recebendo visitas de alguns animais, como o sauim de coleira e o bicho preguiça, animais estes que estavam desaparecidos daqui. Então, precisamos saber como preservar, entender que não podemos desmatar, e não jogar lixo na floresta, porque queremos preservar a natureza intacta”, disse.

Sem esquecer o momento que o país vive, um dos pelotões da passeata fez alusão aos Jogos Olímpicos 2016. Com a tocha olímpica em mãos, o aluno Henrique de Carvalho, 9, do 4º ano, lembrava aos comunitários que a maior vitória do Brasil não é ganhar medalhas, mas que a população aprenda a conviver e respeitar o meio ambiente.

“Essa caminhada representa o meio ambiente e também os bichos em extinção. Nós estamos aqui para as pessoas se tocarem que não podem desmatar a floresta e a matar os animais”, explicou.23-06-16-Alunos fazem caminhada ecológica.foto.Lton Santos (4)

Moradora do Ramal do Cetur há 15 anos, a dona de casa Jacilene Lima, 51, parabenizou a atitude da direção em promover uma caminhada em prol da preservação ambiental e lembrou que é papel da escola fomentar a conscientização das crianças. Ela conta que nunca viu uma passeata no local.

“Eu acho importante para que as crianças se conscientizem desde pequeno, apesar de que muitos pais de alunos são os que desmatam. É legal os filhos levarem essa consciência para dentro de casa”, afirmou.

Equipe de limpeza

O último pelotão da passeata foi o dos alunos do 9º ano, que com luvas e sacos plásticos nas mãos recolhiam o lixo acumulado na rua. Integrante do grupo, Clarice Leal, 14, conta que participou da atividade para passar uma mensagem para os vizinhos:

“Temos que preservar porque a Floresta Amazônica faz parte da nossa história e é como se fosse o símbolo de todos nós amazonenses”, destacou.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054