05/10/15 | 13:26
Alunos de escola municipal destacam em mostra trabalhos do Mais Educação

I Mostra Integrada Programa Mais educação. EM. Francisca Mendes. Fotos Cleomir (45)As atividades desenvolvidas pelo Programa Mais Educação, na Escola Municipal Francisca Mendes, localizada no São José 2, zona Leste, foram apresentadas, na manhã desta segunda-feira, 5, em uma mostra cultural. Nela, os 125 estudantes participantes do programa expuseram o que vêm aprendendo nas atividades realizadas no contraturno das aulas da unidade de ensino.

Os trabalhos destacaram os cinco eixos de atuação do Mais Educação na escola: O Liga pela Paz; orientação de estudo e leitura; horta escolar; judô e esporte e lazer. No refeitório do colégio, um stand mostrou todas as atividades realizadas para a qualificação do aprendizado em português e matemática dos estudantes.

De acordo com a orientadora Lígia Pinheiro, as aulas atraem os alunos porque ensinam de forma lúdica. Ela destacou que os professores atuam como parceiros no projeto.

I Mostra Integrada Programa Mais educação. EM. Francisca Mendes. Fotos Cleomir (16)“Ele detecta a dificuldade do aluno no aprendizado e nós atuamos em cima disso. Nós já estamos com resultados satisfatórios no que se refere à leitura, ao português e a matemática. Nós sempre enfatizamos a dificuldade do aluno, trabalhamos o lúdico e o convencional. É um reforço para os estudantes”, afirmou.

No ginásio poliesportivo da escola, foi montado um circuito para os alunos apresentarem as atividades do eixo esporte e lazer. Houve corrida com bola, com obstáculo, queimada e futsal. As crianças foram divididas em duas equipes e competiram entre si. Ao final, os vencedores foram premiados.

“Eu corri tanto que cansei. É legal brincar com meus colegas. Agora vamos ganhar uma medalha”, disse Aniely Souza, 7, do 3º ano.

I Mostra Integrada Programa Mais educação. EM. Francisca Mendes. Fotos Cleomir (5)Na avaliação do gestor da escola, Carlos José Oliveira, o Programa Mais Educação tem sido essencial para o crescimento dos índices educacionais da escola. Ele contou que desde 2012, quando as atividades extracurriculares foram integradas ao plano de aula dos professores, as notas do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) aumentaram consideravelmente.

“O Programa Mais Educação tem se tornado dentro da nossa escola um atrativo para que nossos alunos participem cada vez mais das aulas. Nós resolvemos integrar as ações esportivas do programa com a educação física da escola. Nossos resultados melhoraram na questão do ensino e aprendizado e isso se deve a ação do Mais Educação”, destacou.

A coordenadora do Programa Mais Educação na Semed, Norma Elaine Medeiros, participou do evento e ressaltou a importância de os trabalhos desenvolvidos ao longo do ano serem apresentados à escola.

I Mostra Integrada Programa Mais educação. EM. Francisca Mendes. Fotos Cleomir (53)“Essa culminância é de fundamental importância para mostrar à escola a importância do programa, porque às vezes o programa não é visto na escola como parte integrante, mas como uma coisa de lado. O Mais Educação é uma política de indução de tempo integral e visa formar o aluno em sua plenitude e essas outras atividades, como o esporte, fazem parte dessa formação do estudante”, observou.

Judô
Um dos eixos mais procurados pelos alunos é o de judô. Durante as atividades na quadra, foram feitas demonstrações de golpes da arte marcial e foram explicados os fundamentos básicos do esporte. Segundo o monitor da atividade Adrio Hattori, o judô ensina princípios de respeito, companheirismo, honestidade e desenvolve o reflexo, raciocínio lógico e equilíbrio mental dos alunos.

“Como só pode participar quem tem bom comportamento, eles (os alunos) ficam estimulados a mudarem para participar das aulas. O judô em si não é só uma modalidade de luta. Ele é um estilo de vida, um ensinamento, que essas crianças vão levar para o resto da vida”, explicou.

O aluno Moisés Barata, 10, do 5º ano, é um exemplo de transformação por meio do esporte. Antes ele não dava importância aos estudos, mas após começar a praticar o judô, ele melhorou as notas e o relacionamento em casa. O garoto gostou tanto do esporte, que se matriculou em uma academia e tem aprimorado as técnicas também fora da escola. Hoje, já passou para a faixa amarela.

“Eu gostei muito do judô. Quero continuar no esporte e quem sabe me tornar professor também, assim como o mestre Adrio”, comentou.

Texto: Thiago Botelho
Fotos: Cleomir Santos

Assessoria de Comunicação

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

(92) 3632-2054