17/06/19 | 13:34
Alunos de escola municipal decidem de forma democrática nomes de espaços educacionais da unidade de ensino

Durante a assembleia do Grêmio Estudantil, da   Escola Municipal de Educação Integral Dr. Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, localizada na zona Centro Sul,  realizada na tarde desta sexta-feira, 14/6, foram escolhidos os nomes da horta escolar e cozinha experimental da unidade de ensino, de forma democrática . A escolha foi feita pelos mais de 150 alunos, que  compõem o Grêmio.

A cozinha experimental foi nomeada como “Brincando com sabores” e horta escolar, onde também está instalado o jardim sensorial, os alunos decidiram por “Jardim Amazônico” .

O Grêmio Estudantil funciona como uma entidade representativa na gestão democrática da escola. A função é mobilizar e promover ações  pedagógicas, que envolvam as áreas de desporto, comunicação, arte, cultura e lazer.  Atualmente, existem 14 grêmios implantados na rede e outros serão implantados de forma gradativa.

Os grêmio são coordenados pela Divisão de Apoio à Gestão Escolar (Dage), da Secretaria municipal de Educação (Semed).  Segundo a chefe do setor, Jussara Marques,  a instituição serve para auxiliar o trabalho dos gestores e para promover o protagonismo dos  alunos da rede municipal  de ensino.

“Desde o ano passado tivemos a preocupação de implementar esse grêmio estudantil que consiste em  outro braço, que serve para auxiliar a gestão escolar, promover a melhoria no ambiente escolar,  a participação dos  alunos, a autoestima dos jovens, enfim, todos os  processos que existem nas  escolas”, explicou.

A Escola Municipal de Educação Integral Dr. Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo faz parte da  Divisão Distrital Zonal Sul (DDZ Sul), da Semed. Na unidade de ensino, a coordenação do Grêmio é composta por 10 alunos, que ocupam os cargos da presidência, diretoria de comunicação,  de cultura, entre outros.

São realizadas ações diárias pelo grêmio, mas a reunião com a equipe de coordenação acontece sempre às sextas-feiras  em uma assembleia geral feita para decidir, em conjunto, benfeitorias,  momentos de socialização, apresentações culturais, enfim, inúmeras situações pertinentes para bom andamento das atividades pedagógicas da unidade e dos anseios dos estudantes . Nesse mesmo dia, os alunos têm a possibilidade de aprender sobre culinária, sobre horta escolar, jardinagem nos clubinhos,  divididos oficinas.

Segundo a gestora da unidade, Regeane Chaves, o Grêmio é visto pela escola como uma ferramenta que cria a promoção de uma  gestão democrática e preocupada em escutar o aluno.

“Quando a gente fala em  educação integral, a gente não pode deixar de ouvir o aluno, e nada melhor que o Grêmio para fazer isso. Aderir ao grêmio foi a maneira que encontramos para nos  articular e fazer a  socialização entre os alunos e a escola de modo geral”, disse.

Na DDZ Sul, há duas que possuem Grêmio Estudantil, uma é a Sérgio Pessoa, e a outra é a Escola Municipal Vicente de Paula, situada no bairro Japiim, zona Sul.

Segundo o gerente pedagógico da DDZ Sul, Anderson Rodrigues, o Grêmio é importante para estimular a cultura cidadã do aluno e, ao mesmo tempo, desenvolver crianças e adolescentes mais conscientes sobre os direitos enquanto seres políticos.

“O  Grêmio vem fortalecer essas práticas do cidadão enquanto ser atuante,envolvido no contexto social com um todo. E esse é justamente o propósito do Grêmio, conscientizar o aluno que pode e deve participar desse processo educacional”, enfatizou o gerente .

A presidente do Grêmio da Sérgio Pessoa é  a aluna Ingrid Nascimento, 12 anos, do 5º ano, do Ensino Fundamental. Ela reafirmou que a organização é fundamental para o bom andamento do trabalho desenvolvido pelos professores e a gestão da escola.

“É muito importante para escola, porque ajuda a  escola promover uma série de atividades e resolver situações”, disse.

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054