24/11/15 | 16:09
Alunos de 290 escolas da Semed fazem provas de avaliação educacional

HEMETÉRIO (23)Mais de 30 mil alunos do 3º e 7º ano do Ensino Fundamental de 290 unidades de ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participam das provas do Sistema de Avaliação Educacional do Amazonas (Sadeam). Os testes de língua portuguesa (7º ano), leitura e escrita (3º ano) e matemática (3º e 7º ano) começaram nesta segunda-feira (23) e seguirão até o dia 30 deste mês. A avaliação é uma realização da Secretaria de Estado da Educação (Seduc/AM), em parceria com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd).

Para a assessora pedagógica da Divisão de Avaliação e Monitoramento (DAM) da Semed, Santana Elvira Amaral da Rocha, os alunos do município só têm a ganhar participando das provas, pois é uma forma de a secretaria de também avaliar o trabalho pedagógico em sala de aula.

“A Semed participa mais efetivamente desde o ano passado das avaliações, que é um desempenho anual realizado pela Seduc, em que nossos alunos também são contemplados. É uma avaliação a mais para nossa secretaria e, com certeza, de extrema relevância. Nós podemos ano que vem, quando forem passados os resultados das provas, verificar o desempenho, habilidade e competências desenvolvidas de nossos estudantes nesses exames”, comentou.

Prova SADEAM. EM. Paula Franssinete. Fotos Cleomir (8)A Escola Municipal José Carlos Mestrinho, localizada no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, contou com cerca de 60 alunos do 3º ano nos dois dias de provas do Sadeam. Para a pedagoga Darlene Andrade, a escola realizou um trabalho de sensibilização em sala de aula, com avisos aos pais e responsáveis, além de dois simulados para cada disciplina.

“Esse resultado, com certeza avaliou também nosso trabalho no decorrer do primeiro e segundo ano do Ensino Fundamental e também da Educação Infantil, onde nós atendemos também. Essas provas vão nos dar um resultado de como esse trabalho esta sendo desenvolvido na escola. Acredito, que seja um feedback das nossas atividades e um replanejamento, se for o caso de nosso trabalho”, relatou.

Cerca de 85 alunos do 3º ano da Escola Municipal Paula Frassinete, localizado no bairro da Glória, zona Oeste, também passaram pela avaliação do Sadeam. Segundo a pedagoga Marilda Picanço Lopes, o resultado das provas servirá de avaliação para o trabalho pedagógico dos professores.

“Pela aprendizagem que vimos e a participação de nossos alunos, foi muito proveitoso, dentro daquilo que nós esperávamos do conteúdo trabalhado e da prova. A nossa maior preocupação é a busca da qualidade no ensino aprendizagem”, declarou.

A aluna do 3º ano matutino, Rebeca Rilary Uchôa, 9, foi uma das estudantes que fez a prova. Ela disse que não sentiu muita dificuldade para se concentrar e responder as questões. “Estudei muito para essa prova, onde também a professora nos preparou. Ela nos passou tarefas para gente fazer em casa. Foi normal minha prova, porque já sabia de quase tudo, por isso espero obter uma boa nota”, disse.

Texto: Paulo Rogério

Foto: Rodemarques Abreu e Cleomir Santos