26/07/16 | 11:30
Alunos da rede municipal têm aula diferenciada sobre a abolição dos escravos no Amazonas

26-07-16-Abolição da escravidão no Amazonas. EM. Ana Maria Barros. Fotos Cleomir (7)A partir de uma atividade extraclasse realizada nesta terça-feira, 26, alunos da Escola Municipal Ana Maria de Souza de Barros, no Mauazinho, zona Leste da cidade, tiveram a oportunidade de conhecer a história e particularidades da Abolição da Escravatura no Amazonas, que aconteceu em 10 de junho de 1884. O evento envolveu 700 alunos, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, dos turnos matutino, vespertino e noturno.

A ideia é levar aos estudantes da rede municipal a temática em questão por meios de atrações culturais e artísticas alusivas aos 132 anos da abolição da escravidão no Amazonas, com a realização de atividades em uma escola de cada Divisão Distrital Zonal (DDZs), da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

26-07-16-Abolição da escravidão no Amazonas. EM. Ana Maria Barros. Fotos Cleomir (3)“Mostramos o assunto de uma maneira leve, objetiva e ao mesmo fiel à história, por meio do teatro, música, dança e diversas apresentações artísticas”, destacou José de Lima Castilho, gestor da Escola Municipal Ana Maria de Souza de Barros.

Durante o evento, foi abordado o fato do Amazonas ter sido o segundo estado brasileiro a proclamar a libertação dos escravos, atrás somente do Ceará. Após a nomeação do presidente Theodoreto Carlos de Farias Souto para a Província do Amazonas, em fevereiro de 1884, se deu o desenvolvimento das sociedades abolicionistas na capital e no interior do Estado.

Para Cleber de Oliveira, aluno do 7º ano do Ensino Fundamental, o que mais chamou atenção foi a forma como os negros eram tratados no período em que foram escravizados. Ele disse que aprendeu a ter ainda mais respeito pela cultura negra. “Eu não sabia que eles (escravos do Amazonas) tinham sofrido tanto. Acho que mereciam mais respeito, porque fazem parte da nossa história”, comentou.

Já Edson Mota, estudante do 9º, salientou que o método escolhido pela para trabalhar o tema o ajudou a entender o assunto com mais facilidade. “Eu achei bem legal a maneira que escola decidiu ensinar sobre esse assunto. Para mim foi melhor e tenho certeza quer aprendi mais rápido”, garantiu.

 

TEXTO: Emerson Felipe

FOTOS: Cleomir Santos / Semed