27/11/13 | 13:03
Alunos da Rede Municipal participam do seminário final de avaliação do PCE

Parceira do Programa Ciência na Escola (PCE), desde o início, a Prefeitura de Manaus por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) vai participar do Seminário Final de Avaliação de 2013 do programa nesta quinta (28) e sexta-feira (29).

A rede municipal conta com mais de 40 temas aprovados por 21 escolas municipais, totalizando 280 pessoas envolvidas, incluindo as zonas ribeirinha e rural. O recorde de aprovações é da escola municipal Ulisses Guimarães que conquistou seis projetos.

Para a coordenadora do PCE, Maria de Fátima Nowak, o evento busca consolidar o conhecimento adquirido no âmbito do programa para contribuir e promover a socialização do saber científico na comunidade escolar. “Essa parceria Semed/Fapeam possibilita que o aluno que está na educação básica exercite a pesquisa científica em todos os seus passos”, observou.

O encerramento das atividades do PCE acontece na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), localizada na Avenida Mário Ypiranga Monteiro, Parque 10, zona Centro-Sul da capital. 

As apresentações serão feitas no turno da manhã (8h) e da tarde (14h), pelos jovens cientistas do programa que defenderão suas pesquisas para avaliadores convidados.

Participarão mais de 180 projetos aprovados no edital 2012/13 da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas. (Fapeam). Além da participação dos projetos de Manaus, os jovens cientistas do município Rio Preto da Eva, distante 60 km da capital, apresentarão três projetos. 

As apresentações terão 20 (vinte) minutos, com a utilização de recursos visuais, conforme estabelecido o edital  N. 013/2012, com 10 (dez) minutos para considerações e perguntas.

O Programa Ciência na Escola (PCE), criado em 2004 pela FAPEAM, é uma ação de alfabetização científica e tecnológica, destinada aos professores e estudantes dos ensinos Fundamental, Médio que desenvolvem projetos de pesquisa em escolas públicas municipais e estaduais do Amazonas por meio da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).