29/11/16 | 17:03
Alunos da rede municipal apresentam em mostra jogos educativos relacionados ao trânsito

29-11-16-Transversalizando o Trânsito.Fotos Lton Santos-Assessoria Semed (1)Alunos de 123 escolas da rede municipal apresentaram, nesta terça-feira, 29, jogos educativos relacionados ao trânsito. O trabalho é resultado das atividades promovidas durante todo o ano nas instituições de ensino por meio do projeto Transversalizando o Trânsito – uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed), o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

A apresentação dos 173 jogos, produzidos com materiais recicláveis, foi realizada no Clube do Trabalhador (Sesi), na Alameda Cosme Ferreira, zona Leste, na 1º Mostra de Jogos Educativos. Entre as produções, havia jogos de tabuleiro, quebra-cabeças, carrinhos, pistas de TNT e também jogos de memória.

Para chegar ao nível de conscientização de hoje, o Transversalizando o Trânsito teve início em 2011 com o intuito de ensinar temas relacionados ao trânsito no currículo escolar das unidades da rede pública de Manaus.

A Subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano, destacou que a atividade é uma ação de prevenção à vida, uma vez que ensina as crianças a se com29-11-16-Transversalizando o Trânsito.Fotos Lton Santos-Assessoria Semed (4)portarem de maneira adequada no trânsito, evitando acidentes.

“Esse ano desenvolvemos com as escolas, não só a formação dos educadores, mas também a produção dessa material didático. É um trabalho que fixa na consciência das crianças, porque elas começam a aprender desde cedo que o trânsito faz parte da vida. O trânsito mata mais que as guerras. É preciso trabalharmos com as crianças desde cedo para que saibam se proteger, proteger os outros e tenham essa orientação junto com os pais”, explicou.

A Escola Municipal São José, expôs o trabalho ‘transitando e brincando’, um jogo de tabuleiro que apresenta as regras do trânsito, ensinando, de forma lúdica, as crianças a se comportarem nas ruas e avenidas da cidade. Vestidos de guarda de trânsito, os alunos ensinavam para os presentes como brincar com o jogo. Stefany Mendes, 5, do 2º período, explicou o que aprendeu com o projeto.

“Muitas pessoas estão morrendo vítimas de um trânsito violento por não obedecerem às leis de trânsito. É preciso fazer algo, precisamos respeitar essas leis. Tem que prestar bastante atenção”, ressaltou.

Vítimas fatais diminuem

De acordo com o Departamento de Estatística do Manaustrans, mesmo com o aumento na frota de veículos, Manaus registrou uma redução no número de vítimas fatais do trânsito em 2016, em comparação com o ano anterior. Em 2015, foram 216 mortes na capital e este ano, até o dia 28 de novembro, foram registrados 182 casos. Para o diretor presidente do Manaustrans, Eudes Albuquerque, a estatística positiva se dá pela conscientização dos condutores, em ações de educação.

“A grande causa dessa redução de acidentes é a educação no trânsito, um trabalho fortemente desenvolvido pelo Manaustrans, com ações para vários públicos. Nós temos aqui, por exemplo, 500 alunos dentro de suas escolas desenvolvendo trabalhos alusivos ao trânsito com materiais recicláveis. Esses alunos estão sendo preparados e conscientizados sobre a necessidade de um trânsito seguro, sobre o respeito às leis desde pequeno. As crianças reclamam que os pais se esquecem de colocar o cinto, que param em cima da faixa e isso vai reeducando os condutores”, afirmou.

A dona de casa Maria Célia Rodrigues, mãe da aluna Ana Paula, da Escola Municipal Santo Agostinho, por pouco não fez parte das estatísticas de vítimas fatais no trânsito. Há quatros anos, ela sofreu um acidente de moto, se chocando com um carro que ultrapassou o sinal vermelho. O trauma do acidente passou, mas as sequelas permanecem. Ela não tem os ossos da perna esquerda e usa uma prótese nos pés, já que ficou com os movimentos paralisados. Ver a filha participando de uma ação sobre o trânsito, a deixou emocionada.

“É emocionante saber que desde pequena ela está recebendo essas orientações. Eu sou vítima disso e achei interessante a atividade. Minha filha já conhece os sinais de trânsito e as cores do semáforo”, destacou. Ana Paula, mesmo com apenas 4 anos, mostrou que está afiada nas cores do semáforo. “Vermelho, amarelo e verde. O vermelho é para parar, o amarelo para prestar atenção e o verde para seguir em frente”, ensinou.

 

Catálogos dos jogos

29-11-16-Transversalizando o Trânsito.Fotos Lton Santos-Assessoria Semed (3)Todos os jogos confeccionados pelas escolas estão inseridos em um catálogo preparado pela Semed. Nele, é ensinado como construir os jogos, quais materiais utilizados e o objetivo de cada brincadeira. Segundo a assessora pedagógica da Divisão de Ensino Fundamental (DEF), Shirley Vitor, o catálogo será disponibilizado em mídia para todas as escolas da rede municipal.

“Os professores, juntamente com os alunos, montaram esses jogos e o catálogo possui todos os jogos elaborados pelas 123 escolas. O material vai ajudar as escolas a confeccionarem o que quiserem”, explicou.

 

Parceria para a prevenção

Além da Semed e do Manaustrans, O projeto conta, ainda, com o apoio financeiro do Sistema Único de Saúde (SUS), por meio do programa ‘Vida no Trânsito’, que é coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

“Esse é um trabalho de prevenção em saúde pública. A consequência final, nos casos dos sobreviventes dos acidentes de trânsito, vai impactar no SUS. Por isso, o SUS investe recursos em projetos como esse”, afirmou o titular da Semsa, Homero de Miranda Leão Neto, destacando a importância da parceria com as demais secretarias e órgãos envolvidos.

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054