03/08/15 | 13:06
Alunos da escola municipal Eliana Pacheco têm lição no Lar Batista Janell Doyle

IMG_0018Alunos do 5º ano da Escola Municipal Professora Eliana Socorro Pacheco Braga de Souza, localizada na comunidade Santa Inês, bairro Jorge Teixeira, zona Leste, visitaram, nesta segunda-feira, 3, o Lar Batista Janell Doyle, no Mauazinho. A visita teve a proposta de conscientizar os alunos sobre a importância da valorização da família.

Os 17 alunos da rede municipal foram acompanhados pela professora Milena Pereira, que destacou a atividade como um aprendizado para as crianças.

“Queremos que nossos alunos valorizem mais a família, que percebam que ao chegarem as suas casas, terão alguém aguardando por eles. Vindo aqui eles veem crianças que não tiveram o mesmo privilégio que eles”, destacou.

Os alunos aproveitaram para apresentar uma peça de teatro de fantoches com o tema ‘Se aceitar como você é’ e interagiram com os alunos do abrigo em atividades de dança. A aluna Milena Almeida, 12, contou que com a visita aprendeu que deve ter mais respeito em casa, com os pais.

IMG_0095“Eu achei muito interessante a visita. Aqui as crianças são bem legais. Elas prestaram bastante atenção nas apresentações e aprendi que a gente tem que aprender a valorizar nossa casa, nossa família e devemos sempre obedecer nosso pai e nossa mãe”, disse.

De acordo com a psicopedagoga da instituição, Andreza Sena, o Lar atende 25 crianças no abrigo, as que moram no local, e recebe 150 crianças de 3 a 12 anos que ficam na instituição no contraturno das aulas regulares e depois retornam para casa.

“A visita foi importante para a socialização das crianças, para mostrarmos que apesar da situação sofrida com a qual elas chegaram aqui, elas também são crianças normais e podem levar uma vida normal como todo mundo”, ressaltou.

Os alunos visitantes ainda deixaram diversos brinquedos arrecadados na escola para doação às crianças do abrigo.

O Lar

O Lar Batista Janell Doyle é uma associação de utilidade pública, não governamental, filiada à Convenção Batista do Amazonas. Foi inaugurada em 12 de outubro de 1996 e tem como missão assistir de forma integral ou parcialmente crianças em situação de risco e vulnerabilidade social, suprindo as necessidades básicas nas áreas: física, emocional, social, educacional e espiritual.

A instituição se mantém de convênios e, sobretudo, de doações de pessoas sensíveis às necessidades do abrigo, que acabam se tornando padrinhos financeiros das crianças.


Texto: João Pedro Figueiredo
Foto: Lton Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054