19/08/14 | 17:56
Alunos da Escola Elvira Borges participam de 2ª Feira de Ciências

Aproximadamente 320 do 6º ao 9º ano da Escola Municipal Elvira Borges, localizada no Bairro, Compensa 2, participaram da 2ª Feira de Ciências, realizada pela unidade na tarde desta segunda feira, 19. Como o tema ‘Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente’, a escola apresentou painéis, jogos interativos, exposições e explanações dos alunos, além de vídeos e degustações.

O subtema abordado pelos alunos foi ‘Saúde e Qualidade de Vida’. Os estudantes abordaram a higiene e a medicina alternativa por meio plantas caseiras como crajiru, capeba e copaíba. Abordaram ainda, como as frutas podem contribuir para a saúde das pessoas e as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) como sífilis e gonorreia.

“Nós pensamos em trabalhar com esta temática porque sentimos a necessidade de expor a importância de uma boa alimentação, do cuidado ao se alimentar e de repassar informações pertinentes as DSTs, visto que maioria dos nossos alunos são adolescentes e que nesta fase é importante terem conhecimento sobre tal assunto”, explicou o gestor da unidade, Rosenir da Silva Gomes.

O gestor enfatizou também como a escola se organizou para realizar a feira.  “O trabalho de hoje levou cerca de três meses de preparação. Isso aconteceu graças ao empenho dos nossos professores. Cada professor ficou responsável de orientar e dar suporte para que os alunos pudessem apresentar da melhor forma possível suas respectivas temáticas”, ressaltou.

Segundo o aluno Andrew Gama, do 8º ano, que apresentou os benéficos que as frutas trazem as pessoas a feira foi meio de adquirir novos conhecimentos e de rever maus hábitos.  “Hoje sei que é bom e saudável tomamos sucos e não refrigerantes, que com abacaxi e couve posso fazer um suco desintoxicante que é ótimo para saúde e, principalmente, para emagrecer. Posso dizer até que a partir desta feira vou mudar meus hábitos alimentares e que vou me preocupar mais com minha saúde, coisa que antes não me preocupava tanto”, disse Andrew.

No decorrer da feira foi explicado aos alunos sobre as doenças sexualmente transmissíveis, formas de prevenção e sintomas. As doenças abordadas na feira foram sífilis, gonorreia e herpes. Para aluna, Suzana Souza, do 9º, a feira é uma boa forma dos acadêmicos criarem interesse pela pesquisa.

“Acho que eventos como esse nos dão a oportunidade de quebrarmos barreiras e de nos interessarmos pela pesquisa e pelo estudo de coisas interessantes e pouco conhecidas por nós alunos”, salientou.

No decorrer da feira os alunos foram avaliados por uma banca avaliadora, composta pelos próprios professores.

TEXTO: Emerson Felipe

FOTOS: Lton Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação (92) 3632-2054