10/08/15 | 8:28
Alunos apresentam feira de ciências sobre frutas típicas da Amazônia

Esc. Mul. Padre Ruas III Feira Cultural - Rodemarques abreu (3)Apresentar os benefícios e mostrar as frutas típicas da região amazônica para os alunos e comunidade, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Padre Luís Ruas, localizado no bairro Mauazinho, zona Leste, realizou nesta sexta-feira, 7, a 3ª Feiras Municipal de Ciências, Tecnologia e Educação Ambiental com o tema ‘As frutas da Amazônia’.

Professores e pais acompanharam as apresentações dos alunos que falaram sobre os benefícios da castanha, tucumã, cupuaçu, pupunha, açaí e buriti. De acordo com a gestora da unidade, Cristiane Nascimento, os trabalhos foram divididos pelas 16 turmas e todos os 400 alunos participaram.

Esc. Mul. Padre Ruas III Feira Cultural - Rodemarques abreu (8)“Nosso objetivo trabalhando com as frutas era abordar sobre a alimentação dos alunos e mostrar as novidades das frutas, mas nós acabamos nos surpreendendo, pois temos muitos alunos que vêm do interior que já conheciam bastante as frutas típicas e muitos pais ajudaram trazendo os produtos (frutas) e outros materiais para a exposição na nossa feira cultural”, informou.

Mas nem todos os alunos conheciam as frutas apresentadas, como informou a dona de casa Eugênia Siqueira de Araújo, avó da aluna Emmily Beatriz, 5, que acompanhou a neta falando sobre o abiu e destacou a importância do evento.

“É muito bom esse vento porque hoje em dia as crianças não conhecem mais as frutas regionais. Agora é tudo industrializado e já compramos pronto ou a poupa, mas a fruta a gente quase não vê mais e é importante um trabalho como esse para apresentar para os alunos”, destacou.

Esc. Mul. Padre Ruas III Feira Cultural - Rodemarques abreu (19)Apresentando sobre o tucumã, a aluna Emanuele Letícia, 5, informou que aprendeu que a fruta é rica em vitamina. “Aprendemos sobre o sabor do tucumã e seus benefícios e descobrimos que ele é rico em vitamina A”, relatou a aluna.

Os trabalhos começaram a ser produzidos de forma pedagógica desde o mês de março com a confecção de artesanatos com restos de frutos, preparação de receitas, pesquisa sobre cada fruto, preparação para a encenação da lenda do açaí e a lenda da castanha, leitura, confecções dos materiais artesanais e a feira cultural foi o encerramento das atividades.

TEXTO: João Pedro Figueiredo
FOTOS: Rodemarques Abreu

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054