30/05/18 | 15:18
Abertura das Municipíadas reuniu aproximadamente cinco mil alunos da rede municipal de ensino

Cerca de cinco mil alunos participaram, na manhã desta quarta-feira, 30/5, da abertura da 21ª edição das Municipíadas e 3ª edição das Paramunicipíadas, que este ano têm como tema “Copa do Mundo de Futebol da Rússia”. A abertura aconteceu na Arena Amadeu Teixeira e as atividades esportivas, que acontecerão em 80 escolas da Secretaria Municipal de Educação (Semed) pretendem envolver, aproximadamente, 15 mil estudantes da rede municipal de ensino.

A secretária municipal de educação, Kátia Schweickardt, participou do evento, declarando abertos oficialmente os jogos, que contou ainda com a presença dos subsecretários de Gestão Educacional, Euzeni Trajano, Administração e Finanças, Bruno Guimarães e Infraestrutura e Logística, Thiago Balbi, além do coordenador do evento e de esportes da Semed, Ronnie Melo, chefes das Divisões Distritais Zonais (DDZ), além de diretores de departamentos da Semed e outras autoridades.

A abertura contou com o desfile de portas bandeiras e delegações, com pelotões de alunos das DDZs representando as unidades de ensino de cada zona e execução do Hino Nacional pela banda da Polícia Militar e juramento dos atletas. O momento de entrada do fogo olímpico e acendimento da pira foi especial, com a tocha trazida pelo Corpo de Bombeiros e a condução da tocha feita por professores e alunos da Semed.

A secretária Kátia Schweickardt destacou que o campeonato, que envolve os alunos e os professores da rede, também mostrar que, por meio do esporte, são desenvolvidas habilidades que contribuirão para a formação do caráter do indivíduo. “Esse é um momento que a Semed mostra para a sociedade como nós trabalhamos na formação do caráter dos nossos estudantes por meio do esporte. Com isso, várias habilidades são desenvolvidas, como responsabilidade, trabalho em equipe, coordenação motora e, com isso, melhoramos a capacidade cognitiva”.

As atividades esportivas visam promover a inclusão social e descobrir talentos esportivos para o município, além de fortalecer a política de valorização de crianças e adolescentes das escolas municipais, como lembrou o coordenador das Municipíadas, Ronnie Melo. “As Municipíadas têm foco educacional pedagógico, nossa maior intenção é contribuir com o esporte de uma forma estratégica para educação e, para isso, nossos alunos terão 14 modalidades esportivas disponíveis para sua escolha”.

Competições

As competições acontecerão até 14 de junho, no masculino e feminino e nas categorias mirim (9 a 11 anos), infantil (12 a 14 anos) e juvenil (15 a 17 anos), em disputas coletivas e individuais. Já as disputas das Paramunicipíadas, acontecerão no dia 8 e 14 de junho. Entre as modalidades, estarão: atletismo e natação.

Na edição deste ano acontecerão disputas de basquete 3×3, vôlei de praia, badminton, futsal, voleibol, handebol, futebol de campo, atletismo, mini vôlei, tênis de mesa, judô, jiu-jítsu, xadrez e natação, novidade nos jogos deste ano. As disputas acontecerão na Vila Olímpica de Manaus, ginásio Ninimberg Guerra, Arena Amadeu Teixeira, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE).

Todas as disputas terão premiações em 1º, 2º e 3º lugar, com medalhas por modalidades, e as escolas municipais campeãs receberão troféus. Além disso, as equipes campeãs por modalidades vão disputar os Jogos Escolares do Amazonas (JEAs).

Expectativa

Os alunos da Escola Municipal Jarlece Zaranza, no bairro Amazonino Mendes, zona Leste, campeões das Municipíadas 2017, estão na luta para alcançar o bicampeonato este ano. “Nós já estamos treinando para conseguir vencer mais essa competição em todas as modalidades, tanto no masculino e feminino”, afirmou Kevin Peres, do 9º ano do Ensino Fundamental.

Já para a dona de casa Marilza de Paiva, mãe do Abraão de Paiva, aluno do Centro Municipal de Educação Integral (Cmee) André Vidal, que foi um dos condutores do fogo olímpico, a participação do filho é uma importante forma de mostrar que mesmo tendo Paralisia Cerebral, o jovem é capaz desenvolver várias atividades.

“O meu filho gosta de participar de todas as atividades, esse é um momento único, em que eu fico muito feliz em ver a evolução dele em todos os aspectos”, comentou a mãe emocionada.

 

Texto: Érica Marinho

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054