24/09/12 | 15:37
Abertura da Semana do Surdo

Nesta segunda feira, (24), cerca de 130 pessoas entre alunos e professores de diferentes zonas da cidade participaram da Abertura da Semana do Surdo com a II Mostra de Materiais Pedagógicos realizada pela Gerência de Educação Especial – GEE. O evento aconteceu no hall da Secretaria Municipal de Educação – Semed.

Um dos destaques na programação contou com a excelente apresentação teatral dos alunos da Escola Mul. De Educação. Esp. André Vidal de Araújo.

Segundo a coordenadora pedagógica do curso de libras do Complexo de Educação Especial, Mariana Santos, este evento faz parte da programação da Semana Nacional da Pessoa Surda e tem o objetivo divulgar a cultura, a identidade e a língua brasileira de sinais.

“As pessoas surdas já tiveram um ganho em 2002 com a aprovação da  legislação que reconhece libras como língua oficial dos surdos, mas é preciso avançar ainda mais. É preciso que todas as pessoas conheçam esta linguagem para que assim possam se comunicar melhor com as pessoas surdas e, em diversos ambientes, como: hospitais, escolas, bancos e outros”, comentou a coordenadora.

A professora da sala de recursos da Esc. Mul. Prof. Themístocles Gadelha, Janete Pereira, afirmou que este momento vai ajudá-la a trabalhar com os alunos que sofrem com deficiência auditiva (que são dois) de forma mais lúdica.

“Este evento mostra a capacidade de nós, professores, nos adaptarmos a nova metodologia de ensino acerca da deficiência auditiva e as diversas limitações que esses alunos apresentam em sala de aula” , ressaltou a professora.

Programação

As atividades relacionadas à Semana do Surdo acontecerão até o dia 26 de setembro.

No dia 25, a partir das 8h, acontecerão oficinas de Movie Maker, Literatura, Libras, tradução/interpretação e classificadores de libras no Complexo Municipal de Ed. Especial André Vidal. Uma mesa redonda com a temática “ Libras Educação e Cidadania” será realizado no dia 26 de setembro, no auditório da DDPM.

Mostra de Trabalhos

Na mostra foram apresentados materiais fabricados pelos professores de diferentes unidades educacionais da cidade. Dentre os materiais destacaram-se quebra-cabeça, jogos interativos e dados ilustrativos adaptados para crianças surdas.