08/05/12 | 12:19
7º Encontro de Professores de Matemática da Rede Municipal de Educação

No dia Nacional da Matemática, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou o 7ºEncontro de Professores de Matemática da Rede Municipal de Ensino. Com o tema “Matemática na resolução de problemas”, o encontro aconteceu nesta terça-feira, 8, no auditório da Secretaria, com a participação de aproximadamente 400 pessoas, entre professores da modalidade de ensino, pedagogos e diretores da rede.

Os temas abordados no encontro foram relacionados à disciplina da matemática com a apresentação do Projeto“Problemoteca”, do Professor José Alcântara Filho da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Semed e o relato sobre a atuação do Programa Matemática Viva na rede municipal de ensino.

Segundo o Coordenador do Programa Matemática Viva na Secretaria, Newton Sérgio Lima, a disciplina tem um aprendizado duro em relação às quatro operações. O aluno sente uma certa barreira para assimilar e ele precisa praticar para aprender sem dificuldades, mas isso pode ser apresentado de modo lúdico, em forma de teatro, jogos e com isso tirar esse peso de uma disciplina chata e difícil de aprender.

“No dia nacional da Matemática, nós temos a finalidade de tornar o ensino mais leve e que facilite o aprendizado para os alunos da rede. Nós estamos conscientizando os educadores da disciplina, em ser um professor de matemática e não ‘matemáticos’. Os educadores do 1º ao 5º ano tem tido bons resultados com o alunado, por conta de eles serem pedagogos e conseguirem absorver com mais facilidade nossa filosofia”, completou.

O Professor formador de Matemática do DDPM, José de Alcântara, foi um dos palestrantes do encontro na apresentação de seu Projeto “Problemoteca – leitura, interpretação e resolução” com o objetivo de implantar uma metodologia para facilitar o ensino da matemática na rede municipal de ensino. De acordo com o educador, os alunos precisam conhecer os caminhos para resolver os problemas de aritmética, álgebra, lógica e percepção.

“A intenção visa justamente fazer todo um preparo em cima dos problemas e níveis de dificuldades em que os estudantes tem em sala de aula e a partir disso o professor vai resolver as questões de cada problema que será enumerado. Cada aluno terá uma ficha de acompanhamento de sua evolução dentro da disciplina e uma numeração dentro de uma ‘malha fina’ de 1 a 100 questões variadas para serem respondidas. Ao final do ano letivo o educador responsável avaliará o desempenho do estudante”,finalizou.

Os educadores do 7º Encontro de Professores de Matemática da Rede Municipal de Ensino ainda puderam visitar uma exposição de trabalhos no hall da Semed, relacionado com o aprendizado matemática com o lúdico.

A Professora do 1º ao 5º ano, Yane Amorim, da Escola Municipal Nestor José Nascimento, Parque São Pedro, zona Norte da cidade, demonstrou ao público algumas opções de como pode ser feito o trabalho com a disciplina de forma mais dinâmica e interativa, com jogos de adição e subtração e trilha de cinco.

“Nossos alunos podem aprender sem medo. Procuramos realizar atividades de conteúdos que eles absorvem as informações e ao mesmo tempo criam gosto pela matemática”, reiterou.