21/10/11 | 11:12
3ª Etapa da Olimeja da Semed

Mais de quatro mil alunos de cem escolas municipais participaram das três fases da Olimpíada de Matemática da Educação de Jovens e Adultos (Olimeja), com o objetivo de motivar o aprendizado da matemática nas turmas de 3ª fase do 1º Segmento de EJA, bem como nas turmas do Programa Municipal de Escolarização do Adulto e da Pessoa Idosa (Promeapi).

A Olimeja é uma realização da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e mobilizou mais de 4 mil alunos nas três etapas.

A terceira e última etapa da Olimeja foi realizada nesta quarta-feira (19), no Auditório da Semed, com a participação dos 8 alunos do 4º e 5º ano, classificados nas fases anteriores, na qual foram submetidos por uma avaliação com 10 questões de matemática.

A primeira fase ocorreu no dia 15 de junho, nas escolas municipais, classificando 105 alunos para a segunda etapa, que aconteceu posteriormente no dia 17 de agosto, nas Divisões Regionais Educacionais (DREs), onde os alunos participantes responderam uma prova de 15 questões.

Para o Gerente da Educação de Jovens e Adultos (GEJA) da Semed, Mauro Brito, o Olimeja tem uma conotação de valorizar os esforços dos alunos da modalidade e é a melhor forma de desenvolver a disciplina cada vez mais em sala de aula.

“Houve uma competitividade muito grande entre as escolas, que se preparam com antecedência com simulados e provas objetivas para seus alunos. Esse ano a diferença foi a interdisciplinaridade nas avaliações, ou seja, nós usamos todas as disciplinas em prol da matemática. Com isso, todos puderam trabalhar os conteúdos de maneira mais eficaz e dinâmica com os alunos”, concluiu.

O aluno Pedro Ferreira Silva, 50, da Escola Municipal Carolina Perolina Raimunda Almeida, bairro São José, zona Leste, foi o primeiro colocado da Olimeja 2011 e ganhou um troféu, uma TV/LCD de 32 polegadas e um kit da operadora Claro, sendo que o seu Professor levou uma TV/LCD de 32 polegadas.

O estudante lembra que ficou durante 28 anos sem estudar por conta da dificuldade em conciliar o trabalho com a escola na época que parou. Pedro diz que sempre teve facilidade em cálculos, por isso não encontrou muito obstáculo na prova.

“Esse primeiro lugar representa pra mim o início de uma caminhada no começo do ano na escola. Acredito que essa colocação é uma possibilidade de chegar onde desejo, que é cursar uma faculdade muito breve. Meu tempo é muito corrido e procuro conciliar com as aulas no colégio. Temos que superar todas as dificuldades para enfrentar os obstáculos que impedem nosso desejo de estudar”, comentou.

Na segunda colocação ficou o aluno José Belim de Oliveira, 49, da Escola Municipal Ana Sena Rodrigues, bairro Terra Nova – Rio Piorini, zona Norte da cidade, cujo prêmio foi um troféu, uma TV/LCD de 32 polegadas e o Professor uma máquina fotográfica. José ficou 30 anos fora da sala de aula, porque trabalhava como profissional liberal e considerava que não precisava de seus estudos. Mas depois de um tempo, resolveu procurar emprego e as empresas exigiam o diploma de conclusão da escola, coisa que ele não tinha. A segunda colocação representa um brinde ao esforço seu esforço durante esse ano.

“É um privilégio ter chegado até aqui e hoje tenho um olhar diferente pela matemática. Confesso que tenho um pouco de facilidade com a disciplina, mas em certas situações eu tinha dificuldade, que acredito quem é culpado somos nós mesmos, quando não prestamos atenção a orientação dos professores em sala de aula”, contou.

O terceiro colocado foi o estudante Armando Rodrigues da Rocha da Escola Municipal Professor Roberto dos Santos Vieira, premiado com um troféu e uma máquina fotográfica. O educador levou, também, uma máquina fotográfica.

Os alunos classificados do quarto ao oitavo lugares, foram agraciados com medalhas, conforme lista:

4º – Ana Cláudia Lima Fernandes – Escola Municipal José Wandemberg R. Leite;

5º – Everton Félix de Almeida – Escola Municipal Nestor José Soeiro do Nascimento;

6º – Edivan Alves Aureliano – Programa Municipal de Escolarização do Adulto e da Pessoa Idosa (Promeapi), núcleo da Igreja São Felipe;

7º – Joseane Soares da Costa – Escola Municipal Deputado Ulisses Guimarães;

8º – Nonata Souza de Andrade – Escola Municipal Maria Leite Amorim.