09/10/12 | 16:28
2ª Socialização de Práticas Pedagógicas utilizando o TIC’s‏
Com o objetivo de divulgar diversas maneiras de inovar e promover o aprendizado utilizando recursos tecnológicos, foi realizada, nesta terça-feira, (9), a 2ª Socialização de Práticas Pedagógicas utilizando as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC’s). O evento ocorreu no auditório da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Secretaria Municipal de Educação (Semed).
Trinta e quatro trabalhos desenvolvidos nas escolas municipais de todas as zonas geográficas da cidade foram apresentados aos educadores, entre gestores, pedagogos e principalmente aos professores que lidam diretamente com os alunos em sala de aula.
A coordenadora pedagógica da Gerência de Tecnologia Educacional (GTE) da Semed, Nereida da Silva Bessa, explicou sobre o assessoramento que é feito por profissionais da gerência no auxílio aos professores. “Nossos profissionais são capacitados na área de tecnologia, fazem o trabalho de acompanhamento nas escolas e inserem as informações para que os educadores possam conseguir os melhores resultados. Esse evento é o resultado do que foi feito ao longo do ano e tudo que os alunos fizeram utilizando os meios disponíveis nas escolas”, citou a coordenadora.
O professor João Batista Gomes, da Escola Municipal João Paulo II – Estrada do Puraquequara, Zona Leste da cidade, inovou em seu método de lecionar com os alunos, resgatando da biblioteca da escola a antiga cartilha do ABC. Somado a isso, ele resolveu utilizar, com seus 14 alunos do Programa de Aceleração de Aprendizagem (PAA), notebooks e data show para dinamizar suas aulas.
“O efeito tem sido excelente, porque as crianças têm aprendido mais rápido, o interesse é maior, elas prestam mais atenção e acaba com a bagunça. A tecnologia é essencial para os resultados e essa reunião serve para mostrar como andam os projetos”, completou.
O projeto “Foto-aula” é desenvolvido nas Escolas Municipais Raimunda Theodoro Botinelly Assunção e Raimunda Nonata de Magalhães Cordeiro, ambas localizadas na Zona Norte da capital, pelo professor Marcos Praia Simas. No projeto, as crianças fazem parte de um grupo, escolhem um determinado assunto e fazem um trabalho fotográfico sobre tema. Depois, produzem um texto sobre a atividade. “Esse trabalho é analisado por mim com as devidas correções. As tecnologias que são utilizadas em sala de aula são elementos facilitadores, como notebook, música e visualização de imagem. As crianças aprendem a decodificar tanto a parte de vídeo como a de música. É um aprendizado muito válido”,explicou.