30/11/10 | 16:30
2ª Mostra Artístico-Cultural sobre o Abandono Escolar

Com o objetivo de possibilitar a participação direta de alunos e professores na elaboração de ações que estimulem a reflexão sobre a importância do combate ao abandono e evasão escolar, foi realizada na noite desta terça-feira, dia 30 de novembro, a 2ª Mostra Artístico-Cultural Sobre Abandono Escolar da Divisão Regional Educacional (DRE) II, realizado no Auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

As vinte e três escolas municipais com turno noturno da DRE II (zona Oeste), com aproximadamente 400 alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), realizaram internamente sua Mostra, cujo no final das atividades foi enviado um relatório e um vídeo do evento para ser analisado por cinco profissionais da DRE, que fizeram a seleção das cinco melhores unidades educacionais finalistas.

A oportunidade de realizar da 2ª Mostra Artístico-Cultural serve para discutir a questão do abandono escolar, suas causas, conseqüências e ainda as possibilidades de redução, além das atividades realizadas nas escolas ao longo do ano letivo no desenvolvimento de várias ações que possibilitaram essa reflexão e um momento de socialização da comunidade escolar.

O Secretário Municipal de Educação, Dr. Mauro Lippi, fez questão de comparecer ao evento para prestigiar o trabalho dos alunos e ressaltou a importância do trabalho pela Prefeitura, por meio da Semed no resgate dos alunos da evasão escolar, cujo índice mostravam números elevados de 39%, mas o Ministério da Educação esteve em Manaus há pouco tempo pra contemplar o esforço em diminuir com esse índice, com um prêmio por conta de ter conseguido em um ano a captação de aproximadamente oito mil alunos, na qual tínhamos na rede, uma evasão escolar de vinte mil estudantes sobre tudo do turno noturno e com muito trabalho foi obtido um resgate de oito mil alunos.

“É um resultado de diminuição para 12 mil alunos nesse índice de evasão escolar. É um trabalho árduo, contínuo e precisa da participação da sociedade e, sobretudo além do empenho dos professores que é realizado incessantemente no resgate destas crianças e o trabalho dos próprios alunos uma vez formados podem fazer pra resgatar os seus colegas e aprimorar esse enorme progresso social das pessoas pra desenvolver uma vida útil como um todo”, comentou.

Para a Professora Meire Judite Arce Lima da Escola Municipal Eliana Lúcia Monteiro da Silva, bairro Santo Agostinho, as atividades desenvolvidas na unidade educacional com alunos em forma de dramatização, incentivo, exibição de um filme mostrando o cotidiano da escola, paródia, entre outros, foram fundamentais para coibir um pouco a evasão escolar. “Nós realizamos um trabalho que proporcionou um incentivo e motivação na escola e conseguimos bons resultados. Espero que a Semed continue na mobilização de combate, tendo como foco principal o aluno. Isso deve ser uma constante no ensino aprendizagem”, comentou.

A Escola Terezinha Moura Brasil, bairro da Compensa II, foi uma das finalistas da mostra e divulgou seu trabalho da veiculação de uma revista com o título “Motivos da Evasão Escolar”, produzido pelos alunos e com a supervisão dos professores da escola. “Nós conversamos com os nossos colegas pra não desistirem de estudar e sair de certas influências negativas que só prejudicam. Tive uma colega que queria parar de estudar, mas eu disse que seria bom e expliquei que era o último ano dela e seria uma besteira. Ainda bem que ela entendeu e não saiu. Sobre essa revista é uma vitória de todos nós e uma valorização do nosso trabalho”, comentou Tuany Martins de Freitas, 19, aluna do 9º ano do ensino fundamental.