02/12/11 | 14:34
2ª Etapa do Jeacen

Vinte e duas escolas municipais e mais de quatro mil alunos do 6º ao 9º ano e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da zona Leste da cidade participaram da 2ª Etapa dos Jogos Esportivos e Atividades Culturais no Ensino Noturno (Jeacen), realizado nos dias 29 e 30/11, no Auditório do Serviço Social do Transporte (SEST) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT), bairro Cidade de Deus, zona Leste da cidade.

O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão Regional Educacional (DRE) VI, cujo meta é incentivar ações esportivas e atividades culturais nas escolas municipais da DRE VI, voltadas para a aprendizagem significativas dos alunos garantindo a participação efetiva no cotidiano escolar, a fim de combater a evasão e a violência no turno noturno.

A segunda etapa do Jeacen marcou as ações dos alunos participantes dos jogos, na Mostra Cultural com a apresentação de atividades de desenho, pintura, artesanato, grafismo, teatro, dança e música. No dia 29/11 houve a apresentação de dança e teatro e dia 30 o Festival de Canção, com a temática a “Cultura da Paz”.

Segundo a Gerente da DRE VI, Daniele Almeida dos Santos, a criação dos jogos é fundamental para diminuir alguns problemas que norteiam a educação do ensino noturno que enfrenta dificuldades pelo fato dos alunos que trabalham durante o dia e a noite vão estudar, além da violência dos arredores da unidade educacional e até dentro da mesma, enfim oferecer um diferencial para fortalecer a comunidade escolar do turno noturno.

“Nós aproveitamos as atividades de educação física no ensino noturno e procuramos nortear um pouco as atividades deles através de práticas desportivas, Esse momento é a apresentação de todos os trabalhos feitos no ano letivo com o resultado de vários trabalhos produzidos por eels, o que é o mais importante. Por exemplo: nós vamos gravar um CD com quinze alunos, resultado do festival da canção. Isso é uma conquista deles como fator social”, contou.

Há 32 anos trabalhando como educadora na EJA, a Professora Marinilda Aguiar Maia da Esc. Mul. São Luís, localizada no bairro Colônia Antonio Aleixo, zona Leste, procura desenvolver atividades na sua escola com artesanato produzindo tiara, guardanapo, lençol, porta-mantimento, colares, entre outros. Para a educadora, que atua desde a implantação da EJA no município, o Jeacen é um dos melhores projetos que poderia surgir para motivar e valorizar o aluno noturno sujeito a desistir das aulas por uma série de fatores.

 “Nós fizemos uma apresentação nesse evento da canção ‘A cultura da paz’, onde sou autora para alertar sobre a questão da violência que não leva a nada. Outro detalhe são os materiais produzidos por eles no artesanato que mais tarde serão utéis para eles ganhar seu próprio dinheiro”, explicou.

Joyce Oliveira Rodrigues, 15, aluna do 7º ano da Esc. Mul. São Silvestre, bairro Puraquequara, participou ano passado do Jeacen dos jogos de  futsal, mas foi campeão da queimada. No evento, Joyce mostrou seu talento participando do coral Beck da sua escola com a canção “Queremos Paz”.

“Pra nós é uma boa oportunidade, porque melhorou muito os jovens que não queriam entrar na escola, mas agora eles mudaram de idéia pelo fato de participarem dos jogos. Todos tem contribuido com as atividades, ou seja, tem toda uma motivação e empenho quando os professores dizem que vai haver algum trabalho do Jeacen”, relatou.

A primeira etapa do Jeacen foi caracterizada por Jogos Esportivos Interescolares (queimada, futsal, xadrez, dama, voleibol e domino), sob responsabilidade dos profissionais em Educação Física das escolas participantes de 15 a 19 de agosto

No final do ano letivo as vinte duas escolas municipais inseridas no Jeacen enviarão um relatório contendo a análise da eficácia das atividades desenvolvidas no projeto para a diminuição dos índices de evasão e violência escolar.