13/11/12 | 15:34
1ª Mostra Integrada dos Programas Mais Educação e Escola Aberta

Promover e ampliar a integração entre escola e comunidade, além de incentivar e apoiar a abertura das unidades escolares nos finais de semana. Foi com esse objetivo que a Divisão Regional Educacional (DRE) VI realizou na sexta-feira, 9, a 1ª Mostra Integrada dos Programas Mais Educação e Escola Aberta.

O evento ocorreu na Escola Municipal Cleonice Menezes Fernandes, bairro João Paulo II, Zona Leste. O Programa Mais Educação atende 42 unidades educacionais localizadas na Zona Leste da cidade e 4,9 alunos do 2º ao 9º ano. Já a Escola Aberta é executada em 15 escolas e beneficia alunos e a comunidade em geral do bairro.

Os Programas do Governo Federal (FNDE) tem como objetivo desenvolver atividades que contemplam a permanência em tempo integral nos dias úteis e aos finais de semana dos alunos das escolas situadas em comunidades urbanas em situação de risco e vulnerabilidade, oferecendo oficinas de educação, lazer, cultura, esporte e formação para os comunitários em geral.

As atividades envolveram alunos e comunitários com apresentações de Dança, Hip-Hop, Canto Coral Lucimar Reis “Ressuscita-me”, Relato de alunos sobre o Programa Mais Educação da EM Nossa Senhora das Graças; Capoeira, torneio de futsal, exposição de desenhos, tênis de mesa, exposição de painéis e folders, entre outras atividades.

“Nossa atividade é uma integração entre os dois programas federais e visa contribuir para a qualidade da educação, inclusão social, construção de uma cultura de paz mediante a ampliação de benefícios oferecidos aos estudantes e à comunidade”, explicou o técnico de verbas federais da DRE VI, Claudio Regis.

Há quatro anos o Programa Escola Aberta na Escola Municipal São Luís, beneficia 120 pessoas, entre alunos e comunitários, com atividades de artesanato de biscuit e ponto cruz, manicure, culinária, danças gospel, hip-hop e futsal no masculino e feminino.

Segundo a diretora da escola, Noélia Maria, quem ganha com as informações e serviços são as pessoas que frequentam dentro da comunidade escolar.

“Esse programa integra a comunidade com a escola e isso é importante, porque os comunitários além de participarem de atividades dentro da escola ainda tem a expectativa de ganhos para as suas famílias. Os cursos que são oferecidos pela Escola Aberta com certeza são transformados em produtos e retornam como renda extra às famílias que participam”, contou.

A Escola Municipal Ignês de Vasconcelos Dias, comunidade bairro Novo – Jorge Teixeira é uma das unidades educacionais que trabalha com o Programa Mais Educação. Cento e vinte cinco alunos do 1º ao 5º ano são atendidos, e o resultado disso foi o crescimento alcançado nos últimos números divulgados pelo IDEB de 3,7 pontos.

“O programa veio somar e suprir uma necessidade dos alunos. Nós estávamos com um quadro deficitário do IDEB em 3,1 e já estamos colhendo o lucro depois de um ano para 3,7 por meio do Mais Educação. A ação é uma contribuição significativa em que as crianças passam a ficar quase que integralmente na escola. Esse processo favorece a classe estudantil com atividades diversificadas como matemática, português, flauta, canto coral, em que esses estudantes crescem com esse projeto, onde o resultado são os dados atingidos que seria para 2013 e já conseguimos agora este ano”, completou.