11/08/17 | 16:41
Unidade educacional da zona Leste condecora alunos que se destacaram no segundo bimestre

  Buscando promover o envolvimento e motivação dos quase 700 alunos, a Escola Municipal Aribaldina Lima de Brito, no bairro Valparaíso, zona Leste de Manaus, promove atividades diferenciadas, onde é valorizado o esforço e participação de alunos e professores. Nesta sexta-feira 11/8, 32 alunos do 5º ao 9º do Ensino Fundamental, foram condecorados os estudantes que alcançaram notas acima de 8 em todas as disciplinas no 2º bimestre e também os professores destaque do período.

O evento contou com a participação da Secretária de Educação do Município, Katia Schweickardt, e dos subsecretários de Gestão de Educacional, Euzeni Trajano, de Infraestrutura e Logística, Thiago Balbi.

A secretária Katia Schweickardt conversou com os alunos e falou da importância em se dedicar aos estudos e das conquistas adquiridas por meio da realização profissional.

“Cada um desses alunos possui uma realidade diferente. Eles precisam entender que os pais fazem sempre o melhor que podem, mesmo que não seja o que eles (alunos) esperam, mas daqui pra frente é com a gente a escola e a secretaria e nós estamos aqui para dar o apoio necessário, basta se esforçar”, afirmou Kátia.

Os irmãos Raian de Lima, 14 do 9º e Raí de Lima, 13 do 8º, foram alguns dos homenageados, deixando o pai, Raimundo Nonato de Lima, cheio de orgulho dos filhos. “Eu fico muito feliz em ver os meus filhos terem uma oportunidade que eu não tive, em casa eu converso muito com eles, aconselho bastante que o estudo é o melhor caminho de ter vida tranquila”, disse ele.

A premiação leva o nome da gerente pedagógica da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Leste 2, Graciete Camargo e os alunos e professores condecorados receberam um boton personalizado. Graciete falou da emoção de ser homenageada, do amor que tem pela educação e da valorização aos estudantes. “São 20 anos de ofício e ainda tenho muitos anos pela frente, não quero parar tão cedo. Eu torço por cada um desses alunos que estão aqui, sem eles eu não sentiria o prazer e a emoção que estou sentindo agora”, disse Graciete.

Horta Suspensa

Na ocasião também foi inaugurada a horta suspensa da unidade, que foi construída pelos próprios alunos no período de recesso escolar. No local serão cultivados tomate, cebola, chicória, coentro, couve e cenoura, que serão utilizados durante as refeições servidas na unidade. O local também servirá de laboratório de estudo para outras disciplinas como Matemática, língua Portuguesa e Ciências.

O aluno, Davi Venâncio, 14, 7º ano é um dos estudantes envolvidos no cultivo da horta. “Nós plantamos várias verduras e legumes que poderão ser servida na nossa merenda deixando mais saudável. Eu e meus amigos também cuidamos da horta do bairro”, afirmou Davi.

Texto: Érica Marinho

Fotos: Lton Santos