07/02/19 | 18:05
Unidade de ensino da zona Leste apresenta modelo ‘Escola Cidadã’ aos novos alunos

A Escola Municipal Aribaldina Brito, localizada no Jorge Teixeira, zona leste de Manaus, realiza desde 2017 o projeto “Escola Cidadã”, que ensina para os estudantes da unidade questões relacionadas ao respeito, disciplina e apreço aos estudos. Nesta quarta-feira (6), a unidade iniciou a Semana Zero, que apresenta para os novos alunos, os valores da escola, além da apresentação dos voluntários à monitoria e treinamento cívico.

Realizado em parceria com a Polícia Militar, o projeto alcança aos 804 alunos de 1º ao 9º ano,  atendidos pela escola. E para dar apoio a esse projeto, além da participação intensa da comunidade, eles contam com os alunos voluntários do Grupamento de Alunos Monitores (GAM).

Durante esse primeiro contato, que vai até a próxima quarta-feira (13), os voluntários do GAM repassam questões ligadas à hierarquia e respeito, como conta o aluno do GAM Eduardo Trovão. “A gente ensina muita disciplina e educação para eles respeitarem os pais e a maior autoridade no colégio, que é o professor. Por ter uma média, os alunos monitores têm um incentivo a estudar, caso contrário eles perdem esse cargo. Isso é meio que estranho pra eles, mas estão absorvendo muito bem”, comentou.

A gestora da escola, Telma Malheiros, conta que o projeto foi implantado pensando no futuro dos jovens que estudam na unidade. Ela ressalta que a importância de ensinar disciplina para eles está ligada intimamente à educação.

“A gente trabalha muito a questão do futuro deles. Dentro da sala de aula temos o aluno monitor e o representante de sala e lá os alunos não bagunçam, apenas estudam. Aqui a gente cobra, pra ser monitor, o aluno tem que ter média 8 e participar de uma formação de oito sábados. Eles amadurecem, passamos para ele o quanto é importante ter estudo e disciplina”, disse a gestora.

O aluno do 9º ano, Pablo Marques, monitor pelo segundo ano seguido, relata as mudanças que o projeto e ser monitor, causaram nele. “A gente segue as regras para não haver pichação e cadeiras quebradas só pensando no bem e na educação dos alunos. Para mim mudou porque para ser exemplo precisamos tirar boas notas e não bagunçar. Aluno monitor foi a melhor coisa que eu fiz aqui nessa escola”, finalizou.

Foto: Cleomir  Santos
Texto: Alexandre  Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054