11/07/19 | 14:09
Semed realiza avaliação diagnóstica formativa de matemática com alunos do Programa Mais Alfabetização

Aproximadamente 13,3 mil alunos do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participaram da avaliação diagnóstica formativa de matemática do Programa Mais Alfabetização, nesta quinta-feira, 11/7. Na prova, 50 unidades escolares de todas as zonas de Manaus fizeram o teste. No total, 264 escolas da rede fazem parte do programa, que envolve 42.262 estudantes. Na quarta-feira (10/7), foram realizadas as avaliações da disciplina de língua portuguesa.

As provas nas demais escolas serão aplicadas nos dias 15/7 (língua portuguesa) e 16/7 (matemática). A segunda avaliação será de influência, ou seja, prova oral da leitura dos alunos na primeira quinzena de setembro. A terceira avaliação somativa, com objetivo de verificar o nível de aprendizagem dos alunos, será na primeira quinzena de novembro.

A avaliação ocorreu nas escolas municipais das zonas Sul e Norte. Na  Sul, aproximadamente 6,7 mil alunos do 1º e 2º ano participaram. A Escola Municipal Paulo Graça, Parque das Laranjeiras, bairro Flores, foi uma das unidades de ensino que teve o teste, com total de 32 estudantes. Para diretora interina da escola, Vera Aragão, a expectativa é que os alunos consigam êxito positivo.

“De acordo com resultado, esperamos que seja o melhor possível, sempre estamos buscando alternativas para melhorar cada vez mais o desempenho dos alunos. Buscamos a parceria com os pais para que os resultados sejam o melhor possível e os alunos alcancem o desempenho esperado do 2º ano”, disse.

Segundo a professora Dayse Cristina Santos de Souza, responsável pela turma do 2º ano, que participou da avaliação, foi feito todo trabalho pedagógico com os alunos.

“A expectativa é que seja positiva, porque eles trabalharam bastante as atividades em sala de aula, mas não apenas direcionada para essa prova, mas todas as questões do currículo. Foram trabalhadas por meio de jogos, livro didático, atividades extras, inclusive os alunos falaram que a prova estava fácil”, contou.

O aluno do 2º ano, Symon Gabriel Pinheiro Costa, 8,  disse que se preparou muito para conseguir uma boa nota na avaliação e considerou a de matemática menos difícil.

“Uma foi difícil e outra bem fácil, sendo que português tive mais dificuldades, porque tive que escrever. E matemática foi apenas somar. Eu estudei muito e estava preparado para fazer a prova, fiz tanto na escola, em casa e pesquisei na internet para me ajudar na prova”, disse.

A Escola Municipal Historiador Mário Ypiranga, bairro Flores, foi outra unidade de ensino que participou da avaliação. Segundo a diretora Cinthia Willes Câmara, aproximadamente 153 alunos, do 1º e 2º ano, participaram da prova. Segundo a educadora, para conseguir bons resultados, houve o trabalho conjunto com os pais e alunos.

“Fizemos uma mobilização com os pais para conversar e conscientizar. Quando se fala de prova, os responsáveis já ficam receosos se a criança vai conseguir ou não. Nosso objetivo não é passar insegurança para família e a criança. Nós temos que fazer uma base para quando chegar no 3º ano o aluno não tenha dificuldade para ler e interpretar”, explicou.

Programa Mais Alfabetização
O Programa Mais Alfabetização foi instituído por meio da portaria do Ministério da Educação (MEC) nº 142, de 22 de fevereiro de 2018, e é uma política nacional de alfabetização, com o objetivo de fortalecer e apoiar as unidades escolares no processo de alfabetização para fins de leitura, escrita e matemática dos estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental.

 

Texto: Paulo Rogério
Fotos: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054