Secretaria Municipal de Educação
Acessibilidade    Fale Conosco    Mapa do Site
Manaus, 13 de dezembro de 2018
08/03/18 | 18:03
Semed apresenta parcerias e novos projetos de Hortas Escolares em 2018

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) apresentou na manhã desta quinta-feira, 8/3, o projeto para implementação de 52 novas hortas escolares em 2018 nas unidades da rede municipal de ensino, além dos resultados do ano passado.  O encontro aconteceu no auditório da secretaria, e contou com a presença das escolas que se destacaram em 2017, assessores das Divisões Distritais Zonais (DDZ), entre outros convidados.

As hortas escolares foram implantadas nas unidades da Semed em 2017, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PPDE) Sustentável, do Ministério de Educação (MEC). Ano passado, 49 unidades escolares aderiram ao programa e já estão cultivando e colhendo alimentos como couve, cebolinha, alface, pimenta de cheiro, pepino, coentro, tomate, entre outros, que são utilizados no complemento da merenda escolar, além do espaço também ser um laboratório vivo de aprendizagem para outras disciplinas.

Em 2018 a Semed deve ultrapassar cem unidades dentro do programa Hortas Escolares. Além de contar com recursos do PDDE Sustentável, a secretaria terá apoio de parcerias como a estabelecida com o Manauara Shopping, que fornecerá treinamento e material para 10 unidades de ensino e emenda parlamentares autorizadas pela Câmara Municipal de Manaus, que liberará verba para manutenção das hortas já existentes.

A subsecretária de gestão educacional, Euzeni Trajano, falou sobre essas parcerias e reforços financeiros. “Nós gostamos dessas parcerias porque elas sempre trazem algo muito bom para o ensino das nossas crianças. As hortas escolares permitem trabalham todos os elementos que podem ajudar no processo de aprendizagem, contribuindo com a educação integrada e transformadora”.

Elcimar Chagas, representante do Manauara Shopping, explicou como vai ser o trabalho realizado por eles. “A gente vai trabalhar com 10 escolas esse ano, usando a própria compostagem que produzimos no Manauara. Vamos visitar escolas que fazem parte do programa Mais Alfabetização e vamos fazer o treinamento dessas pessoas e a única contrapartida é que a escola se responsabilize em manter a horta. Nós criamos esse projeto porque acreditamos em uma sociedade melhor e em um meio ambiente mais saudável”.

Além da apresentação dos planos para 2018 e das parcerias, as escolas que se destacaram em 2017 contaram suas experiências e como conseguiram obter resultados positivos. Uma dessas foi a Escola Municipal Erasmo Linhares, localizada na zona Centro-sul. A gestora da escola, Socorro Lopes, contou que para obter sucesso não foi fácil, mas com muito estudo, persistência e colaboração de alunos e professores, conseguiram fazer com que a horta desses bons frutos.

“Criamos o agente ambiental mirim, que fiscaliza o ambiente escolar, utilizamos restos dos produtos da merenda escolar para fazer a compostagem e aprendemos algumas técnicas pra nos livrar de fungos e pragas e a horta pudesse funcionar”, conta.

A chefe da Divisão de Apoio a Gestão Escolar (Dage), Jussara Marques, ressaltou que além da alimentação saudável, as horas auxiliam no trabalho com as crianças questões como sustentabilidade. “Hoje é um momento de muita satisfação porque, entre outras coisas, é necessário trabalhar a sustentabilidade, algo importante no mundo, e esses laboratórios verdes nas nossas unidades servem para isso”, finaliza.

 

Texto: Alexandre Abreu

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054