19/06/13 | 17:58
Programa escola aberta – em benefício da paz e da solidariedade.

A secretaria municipal de educação – Semed por meio da divisão de apoio à gestão escolar realizou, neste fim de semana, na escola municipal Carmem Hagge,  zona norte, o primeiro evento do programa Escola Aberta de 2013. Diversas atividades como palestras, apresentações artísticas, salas temáticas e oficinas lúdicas foram oferecidas para a comunidade.

A Ação comunitária tem previsão para acontecer duas vezes ao mês, oferecendo serviços que possam ser úteis para a comunidade. Na programação desta primeira ação as atividades desenvolvidas na escola foram  aula de reforço do Programa  Tempo de Superação, distribuição de kit com creme dental e escova,  oficina de artes visuais que reuniu várias crianças entre outros. As instituições parceiras desta ação foram: UniNilton Lins, Ouvidoria, Semsa, UniNorte e UEA.

“Nosso trabalho é resgatar músicas do passado  para que as crianças  não esqueçam as brincadeiras antigas. Durante as apresentações fazemos jogos, brincadeiras, danças e usamos instrumentos  artesanais, feitos de materiais recicláveis”. Selma Socorro da Silva (aluna de Pedagogia – Uninilton Lins).

 

Programa Escola Aberta

O programa Escola Aberta promove espaços para o exercício da cidadania, organização comunitária e a aproximação entre comunidade e escola. A ação tem como objetivo fortalecer as práticas  pedagógicas  através de parcerias com instituições  públicas e privadas,  contribuindo para a melhoria da qualidade da educação, inclusão social e a construção  de uma cultura de paz nas unidades escolares  públicas localizadas em territórios de vulnerabilidade social.

As atividades são desenvolvidas  nos finais de semana (sábado ou domingo), sem interrupção, mesmo durante o período de recesso escolar. E as ações comunitárias são firmadas a partir das parcerias com instituições públicas e privadas para oportunizar vivencias comunitárias nas escolas e a partir delas  sistematizar a participação das  comunidades,  atendendo as demandas e suas principais necessidades.

O recurso é liberado através do Programa Dinheiro Direto na Escola – PDDE, destinado ao desenvolvimento do Programa Escola Aberta, transformando a escola em ambiente aberto à criatividade e ao convívio pacífico.

As atividades que são realizadas por pessoas e/ou instituições parceiras são  de forma voluntária, de  acordo  com a demanda da comunidade.