Secretaria Municipal de Educação
Acessibilidade    Fale Conosco    Mapa do Site
Manaus, 02 de abril de 2020
18/03/20 | 11:55
Prefeitura orienta sobre atividades que podem ser realizadas em casa com crianças no recesso escolar

Com a antecipação do recesso escolar, anunciada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto como medida de controle ao novo coronavírus, causador da Covid-19, a Prefeitura de Manaus divulga orientações e atividades que as famílias podem fazer em casa para fortalecer o vínculo afetivo com as crianças e, assim, preencher o tempo livre provocado pela situação atípica em virtude da pandemia.

 

Entre as atividades sugeridas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) estão a realização de palavras cruzadas, que ajuda no desenvolvimento da ortografia e escrita, de desenhos e pinturas e outras recreações com brincadeiras adequadas no lugar onde moram, a exemplo do dominó, um bom jogo para a prática da matemática.

 

“A interação entre adulto e criança é extremamente importante, principalmente para a educação infantil, para que a criança se desenvolva dentro das competências necessárias, que possa ter a linguagem oral bem desenvolvida e que ajude quando for trabalhada a escrita. Nesse sentido são várias atividades que os pais ou responsáveis podem realizar, criando um calendário feito por toda a família”, explicou a subsecretária de Gestão Educacional, Euzeni Araújo.

A Semed também recomenda um diálogo aberto e educativo sobre o novo coronavírus, com base em informações oficiais, bem como os cuidados adequados com a higiene, como manter as mãos sempre limpas e, nesse período, evitar locais com grande circulação de pessoas.

 

“É também uma oportunidade de falar sobre esse momento em que estamos em prol de um bem comum. Por mais que as crianças e jovens não sejam o público mais vulnerável às complicações desse vírus, eles possivelmente podem ter contato com o grupo de pessoas, no caso os idosos, e se forem afetadas pela Covid-19 poderá ser fatal. Isso também deve ser trabalhado com as crianças porque é respeito ao próximo”, disse a chefe do Departamento de Gestão Educacional (Dege) da Semed, Marcionília Bessa.

 

Outras instruções que podem ser repassadas, que integram a cartilha do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) com as principais mensagens e ações para prevenção ao novo coronavírus em escolas, são:

 

 

Educação Infantil 

 

 

  • Enfatize bons hábitos de saúde, como cobrir tosses e espirros com o cotovelo e lavar as mãos com frequência;

  • Cante uma música enquanto lavam as mãos, para ‘contar’ os 20 segundos de duração. As crianças podem praticar a ‘lavagem’ das mãos com desinfetante ou álcool em gel;

  • Pense em uma maneira de monitorar a lavagem das mãos e dê prêmios para aqueles que o fazem com frequência e no momento certo;

  • Use bonecos ou marionetes para demonstrar os sintomas (espirros, tosse e febre) e o que fazer se eles se sentirem doentes (por exemplo, se a cabeça doer, se a barriga doer, caso se sintam muito cansados), e como confortar alguém que está doente.

 

 

Ensino fundamental – anos iniciais 

 

  • Ouça as preocupações das crianças e responda às suas perguntas da forma mais adequada à faixa-etária; não as sobrecarregue com muita informação. Estimule-as a se expressar e comunicar seus sentimentos. Discuta as diferentes reações que elas podem vivenciar, e explique que é normal numa situação fora do comum;

  • Enfatize às crianças que elas podem contribuir muito para sua própria segurança e a segurança de outras pessoas. Introduza o conceito de distância social (manter-se afastado de amigos, evitar aglomerações não tocando pessoas desnecessariamente etc);

  • Ajude as crianças a entenderem os conceitos básicos de prevenção e controle. Faça exercícios que demonstrem de que maneira germes podem se propagar. Por exemplo, usando água colorida para borrifar um pedaço de papel, observando como as gotículas se espalham.

  • Demonstre como é importante lavar as mãos com água e sabão por 20 segundos;

  • Peça que os estudantes analisem e identifiquem comportamentos de risco e sugiram atitudes mais seguras. Cante uma música enquanto lavam as mãos, para ‘contar’ os 20 segundos de duração. As crianças podem praticar a ‘lavagem’ das mãos com desinfetante ou álcool em gel.

 

 

Ensino fundamental – anos finais

 

 

  • Ouça os estudantes e, suas preocupações, e responda às suas perguntas;

  • Enfatize que eles podem contribuir muito para sua própria segurança e a segurança de outros;

  • Estimule os estudantes a prevenir e lidar com esse estigma.

 

Texto – Alexandre Abreu / Semed

 Fotos – Eliton Santos / Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054