12/02/20 | 17:08
Prefeitura lança projeto ‘Protetores do Amanhã’ com aula inaugural do curso de Agente Ambiental Mirim

Com o objetivo de contribuir para a formação de cidadãos atuantes na sociedade, com ênfase na proteção do meio ambiente e despertando no educando o sentimento de pertencimento e o respeito a todas as formas de vida, a Prefeitura de Manaus lançou nesta quarta-feira, 12/2, o projeto “Protetores do Amanhã” com o curso de Agente Ambiental Mirim, para os alunos que fazem parte das Ocas do Conhecimento. A aula inaugural aconteceu no auditório do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), no bairro Petrópolis, zona Sul.

A secretária da Semed, Kátia Schweickardt, participou da aula inaugural e falou da importância que a gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto dá ao meio ambiente. De acordo com ela, a secretaria trabalha com a educação ambiental transversalmente, desde a primeira infância, a fim de conscientizar os alunos, envolver as famílias e criar uma rede de proteção e cuidado no entorno das unidades de ensino e comunidades, o que significa um trabalho em todas as zonas da cidade, inclusive, na rural.

“A questão ambiental é fundamental para Manaus e nós da Semed, com o apoio do prefeito Arthur, já trabalhamos há muito tempo o tema nas nossas disciplinas como tema transversal. O projeto ‘Protetores do Amanhã’, desenvolvido pelas nossas Ocas, é parte dessa estratégia de conscientização ambiental, que trabalhamos na rede municipal de ensino. Dessa forma e com a ajuda dos nossos parceiros, estamos de verdade conseguindo construir uma ideia de cidadania mais comprometida com a mudança e melhoria da qualidade de vida, o compromisso maior com o entorno de onde essas crianças e familiares moram, especialmente nas zonas Norte e Leste e no entorno do Centro de Instrução de Guerra na Selva, o  Cigs, onde estão implantadas as Ocas”, disse a secretária.

O curso é destinado a crianças e adolescentes, de 7 a 14 anos, das Ocas do Conhecimento Ambiental. Aproximadamente 150 estudantes participarão das atividades, que terão a carga horária total de 120 horas. As aulas acontecerão uma vez na semana, com duração de três horas cada, ao longo de todo o ano letivo de 2020.

Durante a aula inaugural, os convidados foram apresentados aos parceiros do projeto, assistiram a apresentação do Grupo de Ukulelê das Ocas e também tiveram uma palestra da especialista em Educação Ambiental, Gestão Ambiental e Direito Ambiental; Mestre em Ciências Florestais e Ambientais com ênfase em Conservação da Natureza, Sinandra Fernandes.

As aulas do projeto serão divididas por módulos compostos por aula teórica, desafio pessoal, visita guiada, aula experimental e dia da família na Oca. No total, serão trabalhados quatro eixos: Educação Ambiental e Cidadania, que terá como animal símbolo a onça pintada; Recursos Naturais, simbolizada pela arara vermelha; Fauna Silvestre, representada pelo gavião real; e Consumo Consciente, pela tartaruga da Amazônia.

“Todos os módulos do curso serão direcionados para os alunos da rede municipal que fazem parte da Oca ou crianças atendidas pelos projetos sociais da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania, a Semasc. Nesse curso, todos terão contato e aprenderão sobre a conscientização e preservação da natureza. Desta forma, prepararemos essas 150 crianças para se tornarem multiplicadores na escola, comunidade e na família, com novos hábitos com o meio ambiente”, explicou a coordenadora das Ocas do Conhecimento Ambiental da Semed, Gina Gama.

Para a realização do curso, a Vara Especializada em Meio Ambiente (Vema), Instituto Soka – Cepeam e a Semasc são parceiros fundamentais. “Esse projeto, que forma agentes ambientais mirins, defensores da atualidade, nos dá um alento muito grande em ver essa geração nova como efetivamente protetores do futuro. A Amazônia sempre entra em discussão nacional em questões ambientais e os nossos jovens precisam estar preparados para defender a nossa maior riqueza. O Poder Judiciário fica muito feliz em participar desse projeto de conscientização do meio ambiente”, afirmou o juiz titular da Vema, Adalberto Carim.

As aulas do curso farão com que os alunos entendam mais profundamente a importância de se aproximarem da comunidade e do entorno em que vivem. A metodologia das aulas será desenvolvida de forma modular. Cada unidade aplicará o módulo com uma temática específica, dentro da área da educação ambiental, e também adotará por dois meses um animal fictício, que será o símbolo da Oca.

A aluna Yasmin Coutinho, 10 anos, que participa da Oca do Puraquequara, entende a importância do curso e garante que ensinará os amigos e a família a cuidar do meio em que vivem. “Esse curso é muito importante, porque se a gente não cuidar da natureza, estaremos fazendo tudo errado, como jogar lixo na rua, deixar a torneira aberta, desperdiçando água e um dia pode faltar”, ensinou Yasmin.

Texto – Érica Marinho / Semed

Fotos – Eliton Santos / Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054