04/10/19 | 18:47
Prefeitura encerra a Semana do Idoso em evento com a participação de alunos da terceira idade

Mais de 250 idosos que fazem parte do Centro Municipal de Escolarização do Adulto e da Pessoa Idosa (Cemeapi), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participaram nesta sexta-feira, 4/10, do encerramento da Semana do Idoso, promovida pela Prefeitura de Manaus. Com o tema “Você ama? Cuide!”, o objetivo é promover a valorização da pessoa idosa por meio de ações educativas. A ação aconteceu no Parque Municipal do Idoso (PMI), localizado no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul.

A secretária de Educação, Kátia Schweickardt, participou do evento e falou da missão da Semed na gestão do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, nas ações que começam na educação infantil, até a Educação de Jovens e Adultos (EJA).  “A gestão do prefeito Arthur Neto se preocupa muito com a educação de Manaus. Muita gente pensa que a Semed só cuida da educação de crianças e adolescentes, as pessoas não imaginam que nós administramos uma área rural e ribeirinha enorme, com 84 unidades de ensino e que também temos essa frente de ensino que atende pessoas idosas e isso nos orgulha muito”, comentou a titular da pasta.

Durante o evento, os alunos e convidados participaram de palestras, ginástica laboral, apresentação teatral que alertou sobre os direitos e deveres dos idosos, passeios turísticos, palestras e entregas de medalhas para os vencedores da Olimpíada de Matemática da Educação de Jovens e Adultos (Olimeja) e ainda dançaram ao som de vários ritmos.

O Cemeapi faz parte da estrutura administrativa da Gerência de Educação de Jovens e Adultos (Geja) da Semed e foi criado em 1999 para diminuir o índice de adultos e idosos, acima de 30 anos, não alfabetizados. Nesses 10 anos de existência, o centro, que antes era Programa Municipal de Escolarização do Adulto e da Pessoa Idosa – (Promeapi), já atendeu mais de 11 mil pessoas idosas e certificou mais 7 mil adultos no 1º segmento, que corresponde do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

O professor universitário e especialista em Direito e Processo Penal, João Batista Filho, palestrou no evento sobre “Envelhecer com qualidade, é ter seus direitos respeitados”.

“O objetivo desse encontro é alertar os idosos sobre os direitos e deveres que estão no ‘Estatuto do Idoso’, que devem ser garantidos pela sociedade, pelo governo e familiares. A palestra é uma provocação para que eles se manifestem sobre a prestação desses serviços, sintam que os seus direitos estão garantidos, enquanto cidadãos”, explicou o palestrante.

Durante toda a semana, os alunos participaram de atividades variadas nos locais onde estão matriculados. A dona de casa, Maria Santana Monteiro, 73 anos, aluna da 2ª fase (2º e 3º ano) no Parque do Idoso, participou de todas as programações, mas gostou mesmo de competir na gincana e diz que não falta um dia de aula.  “A minha equipe fez 16 pontos na gincana com perguntas e respostas, recebemos até medalha. É muito bom voltar a estudar, por isso não falto um dia”, disse Santana.

Cemeapi
O Cemeapi leva educação em espaços não formais nas instituições públicas e privadas, por meio de parcerias estabelecidas entre a Secretaria Municipal de Educação e Instituições como igrejas, Centros de Convivência do Idoso, Fundações, Associações de Bairros, Clube de Mães e as secretarias municipais de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp), de Saúde (Semsa) com o apoio das Unidades Básicas de Saúde UBS, de Assistência Social e Cidadania (Semasc) por meio das cozinhas comunitárias e Centros de Referências e Assistência Social (Cras).

As aulas acontecem todos os dias nos três turnos (manhã, tarde e noite), com turmas multisseriadas. O estudante precisa frequentar três anos, para concluir o 1º segmento, conforme Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), que trata das 800 horas e 200 dias letivos ao ano.

“Esta semana foi toda voltada para a pessoa idosa, que por algum motivo parou de estudar. O Cemeapi valoriza e oportuniza que esse idoso volte para as salas de aula e possa recuperar aquilo que perdeu no passado e a Semed apoia e incentiva o nosso trabalho”, declarou a diretora do Cemeapi, Clelia Maia.

Texto – Érica Marinho / Semed
Fotos – Divulgação / Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054