24/07/13 | 12:16
Prefeitura e TJAM inauguram Oca do Conhecimento no Puraquequara

Prefeitura e TJAM inauguram Oca do Conhecimento no Puraquequara

 A Prefeitura de Manaus, em parceria com o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), inaugurou nesta terça-feira, 23, a Oca do Conhecimento Ambiental. A unidade vai funcionar na comunidade Bela Vista, bairro Puraquequara, zona Leste e foi criada para promover a interação da população com as questões ambientais por meio da realização de campanhas, oficinas, seminários, fóruns, exposições, entre outras atividades.

A Oca do Conhecimento é uma doação da Vara Especializada do Meio Ambiente e de Questões Agrárias (Vemaqa) e será administrada pelas secretarias municipais de Educação e de Meio Ambiente. O local oferecerá serviços como doação de mudas, visitas a parques e centros culturais, oficinas de reutilização de produtos recicláveis, como pets plásticos, de resíduos sólidos, e manuseio e construções de hortas.

De acordo com o secretário de Educação, Pauderney Avelino, o projeto é importante porque ajuda as pessoas a desenvolverem a consciência ambiental. Ele explica que tantos jovens como adultos terão oportunidade de participar das atividades que acontecerão na Oca. “Com o projeto implantado na comunidade, as crianças começam a desenvolver a conscientização ainda muito novos e não ficam dependentes apenas das escolas.É um legado que toda a população ganha”, afirmou.

Esta é a terceira Oca do Conhecimento Ambiental inaugurada em parceria com o TJAM. Outra campanha desenvolvida entre Semmas e a Justiça diz respeito aos Espaços da Cidadania Ambiental (Ecam), instalados em dois shoppings centers de Manaus – Manauara Shopping e Uai Shopping. Atualmente, a Semmas mantém uma exposição sobre as áreas protegidas do município no Espaço ECAM, do Uai Shopping.

“Visamos essas parcerias porque podemos colaborar mais com a sociedade. A Oca do Puraquequara é uma das mais importantes, pois é um local que podemos considerar ainda muito distante de Manaus. Lá, tudo ainda é bastante precário, então é algo que funciona não só como local de conscientização, mas também para interação da comunidade como um todo”, afirmou o presidente do TJAM, Ari Moutinho