30/09/11 | 18:46
IV Sarau Literário do Projeto Encantarte

Alunos, professores, pais, convidados e a comunidade em geral compareceram em grande número, na noite desta quarta-feira (28), na quadra da Escola Municipal Antonio Matias Fernandes, localizado no bairro da União, zona Centro-Sul da cidade para assistir as apresentações dos 35 alunos do 5º ao 9º ano do IV Sarau Literário do Projeto Encantarte.

O evento marcou o encerramento das atividades do Projeto Encantarte realizado com os alunos com foco na literatura amazonense, brasileira, educação musical e corporal através da dança.

Durante seis meses, os alunos realizaram várias atividades relacionadas ao projeto, como leitura de textos literários, poesia, ensaios de danças, cantos, visitas aos patrimônios culturais da cidade, encontros com os escritores amazonenses na escola e visita a Academia Amazonense de Letras. Além disso, eles assistiram peças no Teatro Amazonas, em um envolvimento com todas as ações possíveis de arte e literária.

O objetivo do Encantarte é perceber a importância da arte nas diversas culturas, fazendo com que a aprendizagem desse conhecimento seja mais ampla, permitindo que o aluno compreenda e saiba identificar a arte como um fato histórico contextualizado nas diversas culturas.

A programação de encerramento contou com a participação dos alunos do curso de música da UEA interpretando Aquarela do Brasil e Música Instrumental Carinhoso (Pixinguinha), Coral da EM Antônio Matias Fernandes, Poema “A lágrima que se acumula” com a aluna Luiza Valéria, “Canção do dia de sempre” com aluna Graziele Gomes, “Cantiga” com o aluno Carlos Eduardo, entre outras apresentações dos estudantes integrantes do projeto.

Segundo o diretor da escola, Caio Carlos Frota de Medeiros, os alunos com o projeto vão conhecendo quem são os autores, em especial nossos escritores, pois eles tiveram um contato com esses artistas e ao mesmo tempo ficam sabendo da nossa arte e cultura. “É uma chance de trazer pra nossa comunidade escolar as mais variadas culturas e não deixa de ser um resgate social”, comentou.

O escritor Tenório Teles prestigiou o evento e ficou muito contente em ver o desempenho e interesse dos alunos que se dedicaram muito pra aprender. “A música, ea literatura encantam e transformam a vida das pessoas e tenho certeza que as crianças terão suas vidas transformadas pelo conhecimento. Eu gostaria muito mesmo que as escolas da minha terra seguissem esse mesmo exemplo pra ajudar esses jovens a aprimorar e com certeza eles nunca serão os mesmos depois desse contato com a música e dança”, disse feliz.

Clara Silva de Carvalho, 12, aluna do 5ª ano, participa há 4 meses do coral da escola e aprendeu muito mais do o canto, mas outras lições que servem como aprendizado em sua vida como cidadã. “Aprendi a ter mais contato com as pessoas e saber conviver da melhor maneira possível. A letra das músicas também é um aprendizado que fica como lição”, disse.