20/10/17 | 16:48
Integração entre creches marca o encerramento da 1ª edição dos Jogos Intercreches

Com a proposta de mostrar a importância da psicomotricidade no desenvolvimento global da criança, bem como no aspecto físico, psíquico e social – desenvolvendo as interações entre elas -, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), encerrou nesta sexta-feira, 20/10, as atividades da 1ª edição dos ‘Jogos Intercreches: Brincadeiras com Bebê’, realizada na creche Ana Lopes Pereira, no conjunto Aruanã, Compensa, zona Oeste.

Durante dois dias de brincadeiras e competições os alunos das creches municipais Ana Lopes Pereira e Gabriel Corrêa Pedrosa, também localizada na Compensa, participaram dos jogos pedagógicos voltados para as crianças de 1 a 3 anos, das turmas dos maternais 1, 2 e 3. Atividades como piscina de bolinha, na qual as crianças procuraram objetos, montagem de quebra-cabeça, circuitos do minhocão, bola ao cesto e escorregador, integraram os jogos.

Aproximadamente, 30 crianças participaram da ação sendo 15 de cada unidade. Todos os miniatletas usaram uniformes representando a creche em que estudam, com as crianças da Ana Lopes usando verde e da Gabriel Corrêa, laranja. Todos os alunos foram premiados com medalhas pela participação e as duas creches foram contempladas com troféu.

Para a gestora da creche Ana Lopes, Rinalda Ortiz, todas as crianças são vencedoras e a importância dessa atividade é a interação delas e das unidades de ensino. “As crianças são muito acostumadas a conviver somente com os colegas da sala e da própria creche. Com essa integração, elas abrem a possibilidade de se relacionar com outras crianças da mesma faixa etária e as creches também conhecerem o trabalho que ambas desenvolvem”, afirmou Rinalda.

Já para a gestora da creche Gabriel Corrêa, Edinelza Corrêa o evento sela a parceria entre as duas unidades e a comunidade, adquirindo experiências que ajudam no desenvolvimento do aluno e da própria creche. “Essa integração é um momento de dividir experiências entre as creches e o corpo docente de cada unidade. Juntas, nós podemos desenvolver atividades que envolvam todas as comunidades do bairro e nós precisamos disso, que mais pessoas apoiem a educação”, comentou Edinelza.

A assessora de Educação Física, Josiane do Vale, da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Oeste, da Semed, destacou que a atividade não pode ser vista como competição, mas sim um desafio da própria criança que nessa idade ainda esta na fase do egocentrismo. “Essa é uma disputa social e psicomotora, já que essas crianças ainda estão na fase do egocentrismo e com essa atividade eles aprendem a dividir e, principalmente, conviver com as outras crianças, tornando assim um ser humano humilde e sociável”, destacou Josiane.

 

Texto: Érica Marinho / Semed

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054