12/06/18 | 14:39
Escola municipal realiza programação em alusão ao Dia Mundial de Combate à Exploração do Trabalho Infantil

Em comemoração ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, a Escola Municipal Violeta de Matos Areosa, bairro Colônia Antônio Aleixo, zona Leste, realizou nesta terça-feira, 12/6, uma programação sobre a temática, envolvendo alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, professores e a coordenação pedagógica.

A programação contou com uma produção textual dos alunos, exibição de vídeos, jogos pedagógicos, palestra, construção de painel temático e uma excursão, ao Centro de Convivência Padre Pedro Vignolia, bairro Cidade Nova, ação do projeto Sinaleiras, coordenado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), e que conta com a parceria da Prefeitura de Manaus e do Governo do Estado.

A diretora da escola, Socorro Nepomuceno da Silva, disse que a coordenação pedagógica já tem um trabalho com os alunos sobre a temática no bairro, que apresenta dados bem visíveis sobre a problemática.

“Fica o aprendizado para os alunos, até porque já vínhamos trabalhando com eles em outros momentos, porque desenvolvemos o projeto Sinaleira, na Colônia Antônio Aleixo. A partir disso, a importância da escola sempre está trabalhando essa temática, buscando sensibilizar, tanto pais, quanto os alunos”, completou.

Para o professor de ciências, Luiz Carlos Lemos da Silva, que trabalha há 12 anos na escola, a programação com os alunos é importante para que tenham consciência sobre esse problema, que afeta muito o bairro em que moram.

“Verifica-se que aqui as crianças vão para o semáforo pedir, uma forma de exploração, e muitos pais apoiam isso, devido à situação econômica. Isso favorece o surgimento de outros problemas, porque eles saem e faltam muito. Com isso, a escola viu a necessidade de fazer um trabalho para combater esse tipo de trabalho”, contou.

O aluno do 7º ano, Luiz Gustavo da Silva Roberto, 13, foi um que assistiu a palestra sobre o tema. Para ele, que já passou por algumas situações difíceis na família, disse que toda criança precisa estar na escola e não deve trabalhar.

“Pude verificar que muitas crianças estão fazendo trabalho infantil e escravo. Isso não é papel das crianças, mas dos pais, pois têm uma responsabilidade de cuidar, proteger e trabalhar. O trabalho do aluno é estudar para ter um futuro melhor na vida e não trabalhar”, disse.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054