10/09/19 | 18:55
DDZ Centro-Sul fecha a etapa das seletivas internas para Feira Amazonense de Matemática

A Divisão Distrital Zonal (DDZ) Centro-Sul encerrou nesta terça-feira, 10/09, a etapa das seletivas da Feira Amazonense de Matemática da Secretaria Municipal de Educação (Semed-Manaus). O evento foi realizado na quadra poliesportiva da Escola Municipal Magalhães Cordeiro, localizada no Bairro Amazonino Mendes , zona Leste de Manaus.

As seletivas das Divisões Distritais envolveram alunos do 4° ao 9° ano do Ensino Fundamental, da Educação de Jovens e Adultos e da Educação Especial da rede municipal de ensino. O objetivo da ação foi socializar as boas práticas pedagógicas utilizadas em sala de aula e estimular o aprendizado do componente curricular de matemática mais atrativo e interessante.

A Feira Amazonense de Matemática será realizada nos dias 21, 22 e 23 de outubro na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e envolverá alunos de escolas públicas de toda capital amazonense.

Segundo a coordenadora da Feira pela Semed, Gisele Souza, a próximo passo agora é escolher os melhores trabalhos para representar a rede municipal de ensino no evento estadual.

“Tivemos uma boa socialização, uma variedade de conteúdos apresentados por meio dos projetos,  além de trabalhos diferenciados que envolveram diversos aspectos e disciplinas. O próximo passo é selecionar os trabalhos destaques para representar a Semed na Feira Amazonense. Ao todo, serão escolhidos três alunos do 6º ao 9º, quatro de 4º e 5º ano e outro da Educação de Jovens e Adultos de cada DDZ”, explicou.

Seletivas da DDZ Centro Sul
Na DDZ Centro-Sul a preparação para as seletivas começou em julho. Ao todo, a ação envolveu aproximadamente 500 alunos na construção, na elaboração dos projetos e em pesquisas realizadas em sala de aula e em outros ambientes da escola.

A seletiva realizada nesta terça-feira, 10/9, envolveu 45 pessoas, 30 alunos e 15 professores.

Assessora da pasta interdisciplinar da DDZ Centro-Sul, Mônica Oliveira ressaltou que o trabalho feito durante as seletivas pode repercutir em toda a vida acadêmica dos alunos.

“As seletivas constituem uma experiência curricular e extracurricular, porque nelas são trabalhado várias  disciplinas, por meio de matemática, podem até incentivar os alunos a se tornarem pesquisadores.  Então, a DDZ Centro-Sul ver esse momento como uma oportunidade de aprendizado diferenciado para os alunos”, explicou.

A Escola Municipal  Antisthenes de Oliveira Pinto, localizada no Bairro Cidade de Deus, zona Norte, levou para Feira o projeto: ‘Sensibilização dos Alunos’ em relação ao desperdício do papel. O projeto além de ter um cunho ambiental, porque trabalhar o uso consciente do papel ajuda no aprendizado de disciplinas como probabilidade, estatística e proporcionalidade.

Uma das alunas envolvidas no projeto, Sarah Moraes, 14, estudante do 9° ano do Ensino Fundamental, disse que o projeto, além trazer mais conhecimento sobre a disciplina de matemática, foi importante também porque a ensinou mais sobre o meio ambiente.

“Gostei do projeto porque ele me ajudou aprender mais sobre  matemática e sobre uma  questão que impacta de forma negativa o meio ambiente , a questão do desperdício do papel”, disse.

 

Texto: Emerson Santos

Fotos: Cleomir Santos