Archive for the ‘noticias’ Category

Novo sistema de distribuição garante regularidade da merenda nas escolas municipais

quarta-feira, julho 22nd, 2015

Merenda Escolar chegando na Logistica - fotos Rodemarques abreu (85)O novo processo de armazenamento e distribuição de alimentação escolar da Secretaria Municipal de Educação (Semed) já está em atividade para levar alimentos com mais segurança e qualidade para as escolas. A produção que vem de municípios do interior do Amazonas é farta e conta com 89 itens, dos quais 40 vêm da agricultura familiar, como banana, laranja, mamão, melancia, mandioca, abóbora, entre outros, além de polpas de açaí, abacaxi e cupuaçu.

A maioria vem de municípios próximos a Manaus, como Itacoatiara, Iranduba, Presidente Figueiredo e também de locais mais distantes como Manicoré e Eirunepé. Somente em Rio Preto da Eva, são 14 cooperativas que fornecem alimentos para a Prefeitura de Manaus.

Para garantir que o alimento que vai ser entregue nas escolas realmente tenha boa qualidade, a colheita é acompanhada por membros do Conselho Municipal de Alimentação Escolar (CMAE), órgão com autonomia administrativa que tem como objetivo o acompanhamento e a fiscalização da aplicação dos recursos federais do Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Entrega de Merenda na Creche Ana Lopes - Fotos Rodemarques abreu (12)“Nós acompanhamos todo o processo e fazemos a avaliação se a quantidade é adequada, se os alimentos têm qualidade, se são armazenados de forma correta e como são transportados até as escolas. Aqui, no depósito central da Semed, é possível ver que os alimentos são armazenados nos paletes, separados conforme os gêneros, ou seja, estão trabalhando de forma adequada”, afirmou a presidente do CMAE, Maria das Dores de Souza.

Com produtos saindo da nova sede da Subsecretaria de Infraestrutura e Logística, localizada na rua Anhanduí, em Flores, zona Centro-Sul, as escolas das Divisões Distritais Zonais (DDZs) Leste 1, Leste 2 e Oeste receberam nesta terça-feira, 21, os alimentos da Agricultura Familiar. Com vinte caminhões disponíveis para fazer a rota de distribuição, 12 a mais do que tinha antes, o chefe da Divisão de Alimentação Escolar da Semed, Leís Batista, ressaltou o investimento da Prefeitura de Manaus para poder levar uma alimentação com mais segurança para as escolas.

Entrega de Merenda na Creche Ana Lopes - Fotos Rodemarques abreu (31)“A Prefeitura fez um investimento na adequação do seu espaço logístico, garantindo assim a melhoria na qualidade de recebimento, armazenagem e distribuição da alimentação. Isso fez com que nós tivéssemos um alcance maior no atendimento das escolas municipais, garantindo que o alimento possa chegar de forma precisa e com qualidade nas escolas semanalmente. Quem ganha com esse investimento é a população, pois os nossos alunos vão receber um produto com maior qualidade”, garantiu.

Ainda de acordo com Leís Batista, os produtos devem chegar todas as segundas-feiras, quando são armazenados no galpão que possui mais de cinco mil metros quadrados e tem capacidade para armazenar 4,5 mil toneladas de produtos, e na terça e quartas-feiras são distribuídos para todas as escolas da rede municipal de ensino.

Alunos aprovam cardápio escolar

Na creche municipal Ana Lopes Pereira, localizada no bairro Compensa, zona Oeste, a hora do almoço é o momento mais alegre do dia. Diferente da merenda que era servida antigamente, só com arroz e feijão ou bolacha com um copo de suco, a refeição traz verduras, saladas, frutas, carne. A alimentação é saboreada pelos alunos mesmo contendo tomate, alface e cenoura, alimentos que, na maioria das vezes, não estão no topo da preferência das crianças.

Os cuidados para que a comida seja preparada atendendo as exigências dos órgãos sanitários são cumpridos à risca. Segundo a manipuladora de alimentos, Francisca Bastos, a principal preocupação da equipe é preparar um alimento que agrade os alunos pelo aspecto visual e paladar, ao mesmo tempo. “Nosso maior prazer é quando vemos que eles comem tudo. Nosso cardápio é variado, rico em verduras e sempre tem uma fruta de sobremesa. Toda vez que termina o almoço e encontramos os pratos vazios, é um incentivo pra fazer as coisas com mais carinho”, afirmou.

Para a gestora Rinalda Ortiz, o novo processo de distribuição deve beneficiar ainda mais as escolas para proporcionar uma alimentação saudável aos alunos e obter resultados pedagógicos positivos.

“Estamos recebendo a merenda regularmente e temos notado que crianças que antes não comiam algum tipo de alimento já estão se alimentando com o que a gente propõe para eles no cardápio. Vemos o desenvolvimento pedagógico rápido, pois a criança bem alimentada tem o raciocínio mais rápido”, informou.

Texto: Leonardo Fierro e João Pedro Figueiredo
Fotos: Rodemarques Abreu

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Escolas da zona rural realizam seletiva para as Municipíadas

terça-feira, julho 21st, 2015

LS - 21-07-15 - Escolas da zona Rural (5)Mil alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental de 23 escolas municipais da Divisão Distrital Zonal (DDZ) VII Rural participam de seletiva para a conquista de vagas na XVIII Municipíadas, que ocorrerá de 19 a 29 de setembro. O evento iniciou na segunda-feira, 20, e vai até esta quinta-feira, 23. Os jogos são promovidos pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) e classificam os campeões por modalidades.

As disputas são nas modalidades de futsal masculino e feminino, no infantil e juvenil, e queimada, no infantil feminino, no ginásio poliesportivo do Balneário do Sesc, no conjunto Campos Elíseos, zona Centro-Oeste. Já no futebol de campo, as partidas ocorrem no masculino e feminino, no infantil e juvenil, no Clube Municipal, na avenida Torquato Tapajós.

LS - 21-07-15 - Escolas da zona Rural (1)Umas das coordenadoras da seletiva da DDZ Rural da Semed, Fernanda Freitas, disse que durante os jogos os alunos têm a chance de conhecer novos colegas, saindo um pouco do convívio das áreas ribeirinha e rodoviária, além de massificar a prática do esporte.

“A participação deles é bem efetiva, porque os alunos esperam o ano inteiro para participar. É algo maravilhoso, porque as escolas são muito distantes e é uma forma de os alunos socializarem com outras crianças, vivendo novas experiências. O aprendizado é muito importante, pois se o aluno tirar nota baixa não participa da seletiva. Se ele tem interesse em sala de aula, vai obter boas notas e participar dos jogos. É uma parceria proveitosa do desporto com a educação”, completou Fernanda.

IMG_0012A Escola Municipal Purangá Pisasul, localizada na comunidade Nova Esperança, no Rio Negro, na área ribeirinha, foi a campeã do futsal juvenil feminino, na manhã desta terça-feira, 21. Segundo a professora Débora Bruno, a unidade educacional indígena conta com alunas da etnia Baré.

“Essa interação é fundamental para que os alunos percebam também a importância do esporte, o que ajuda no desenvolvimento físico e psicológico. O resultado disso é que esses alunos vão se dedicar mais na escola e na prática esportiva. Em relação aos alunos indígenas, os jogos são importantes para que mostrem seus talentos a mais pessoas. Eles têm tudo para vencer na vida esportiva”, salientou.

Aluna do 9º ano, Jeane Garrido Silva, 14, da etnia Baré, ficou feliz pela conquista do futsal para sua escola e afirmou que seu sonho é seguir na carreira como jogadora de futebol. “Foi muito emocionante ganhar o jogo em Manaus. Tenho muito orgulho de participar pela escola e representar minha etnia. Quero ser uma atleta no futebol e, quem sabe, vencer no esporte. Tenho fé em Deus que vou conseguir e agradeço a escola por ter começado a praticar o futsal lá”, afirmou.

Classificada na final do futsal masculino infantil, a Escola Municipal Tereza Cordovil, no Tarumã, Ramal do Bancrevea, área rodoviária, participa da seletiva com cerca de 35 alunos do 6º ao 9º ano, no futsal masculino infantil e juvenil, e futebol de campo, no juvenil masculino.

“Esse é um momento muito agradável que ficará marcado para esses alunos. Quando nós participamos dos jogos é uma alegria. Tem aluno que confessa não dormir direito na expectativa de amanhecer o dia para vir jogar”, explicou o professor de Educação Física, Eros Cunha, a frente da equipe que vai decidir o título da categoria com a Escola Municipal Solange Nascimento, na manhã desta quarta-feira, 22.

Texto: Paulo Rogério
Foto: Lton Santos


Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Programa Ampliando Horizontes da Semed dá início as atividades do 2º semestre de 2015

terça-feira, julho 21st, 2015

Aula Inaugural do Programa Ampliando Horizontes. DDPM. Fotos Cleomir (20)O Programa Ampliando Horizontes da Secretaria Municipal de Educação (Semed) disponibilizará 137 vagas de línguas inglesa e espanhola no segundo semestre de 2015. Para marcar o início das atividades foi realizada na noite desta segunda-feira, 20, a aula inaugural da ação, no auditório da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), localizada na Vila Amazonas, zona Centro-Sul da cidade, onde 200 educadores, entre pedagogos, professores e gestores, participaram da cerimônia que contou com uma decoração de festa junina, apresentações culturais e sorteios de brindes.

O programa existe há seis anos e tem a finalidade de conceder aos professores efetivos e em Regime de Direito Administrativo (RDA) da rede municipal de ensino, a seus filhos e cônjuges, a oportunidade de desenvolver habilidades e experiência nos idiomas inglês e espanhol, propiciando o desenvolvimento como ouvir, falar, ler e escrever. Com isso, contribui na interpretação e contextualização de situações do cotidiano e na vivência de experiências de comunicação humana, refletindo sobre os costumes estudados pelos participantes.

Aula Inaugural do Programa Ampliando Horizontes. DDPM. Fotos Cleomir (21)“Aula Inaugural do Programa Ampliando Horizontes. DDPM. Fotos Cleomir (21)” width=”300″ height=”192″ class=”alignright size-medium wp-image-18857″ />De acordo com a coordenadora do programa, Socorro Araújo, os cursos contribuem no desenvolvimento pessoal e demostra um gesto de valorização aos profissionais da Semed. “O Programa procura oportunizar um crescimento pessoal e não só profissional. Prova disso, é que hoje temos alunos que tiveram a oportunidade de fazer um intercâmbio no Chile, que estão com a pretensão de fazer um mestrado e que aproveitaram o conhecimento que absorveram durante o curso de alguma forma. Para estender este crescimento e valorizarmos ainda mais nossos profissionais da educação, ampliarmos o programa estendendo os cursos de língua estrangeira também para os filhos e cônjuges de nossos servidores”, ressaltou.

Para atender a nova demanda foram abertas quatro novas turmas, duas para língua inglesa e duas para a língua espanhola. Contando com os novos alunos, o programa beneficiará ao todo 338 pessoas. Um dos alunos matriculados para o segundo semestre é o professor da Escola Municipal Elcy Mesquita, Sandro de Paula. O estudante de língua espanhola destacou seu interesse pelo idioma e qual a sua meta após o curso.

“Me interessei pelo o curso porque adoro a história da América Sul, a música espanhola e os costumes da Espanha. Por isso, decidir buscar esta formação para aprender mais um idioma e ter a aceso a uma nova cultura. E não pretendo parar por aqui. Após concluir, pretendo me aperfeiçoar ainda mais e, quem sabe, até fazer um intercâmbio”, desabafou.

A aluna e professora do Centro de Educação Municipal de Infantil (CMEI) São Judas Tadeu, Denise de Socorro, é aluna finalista do curso de inglês e afirmou que o programa foi fundamental na sua vida. “Busquei o curso porque estou pretendendo fazer meu mestrado para galgar novos caminhos profissionais. O programa me deu a oportunidade de conhecer uma língua diferente, de conhecer outra cultura, novos amigos e favoreceu no meu crescimento profissional. Portanto, só tenho a agradecer”, destacou.

Vagas remanescestes

As pessoas interessadas devem comparecer a sede da DDPM, no período de 14h às 20h30, munidos da copia do RG, 1 foto 3×4 e do último contracheque do servidor. No caso de cônjuge, deverá apresentar a copia da certidão de casamento ou de união estável. Já o filho ou filha apresentar a copia do último contra-cheque do pai ou da mãe servidora.

As aulas acontecerão na DDPM, de segunda e quarta-feira, terça e quinta-feira, de 18 às 20h30, em período de três anos e mais 6 meses de conversação, caso os alunos tenham interesse.

Texto: Emerson Felipe
Foto: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Projetos de escola da Semed são apresentados na 67ª Edição da SBPC

segunda-feira, julho 20th, 2015

IMG_8818Dois projetos da Escola Municipal Deputado Ulysses Guimarães, localizada na zona Norte, representaram o Amazonas na 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O encontro, que teve como tema “Luz, Ciência e Ação”, encerrou no sábado, 18, no campus da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Paulo.

Os projetos escolhidos da escola municipal foram “Socializando Saberes: a história do Amazonas através das toadas de boi-bumbá” e “Enamorados pela Vida: cantando e dançando contra as drogas”. Ambos são financiados pelo Programa Ciência na Escola (PCE), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). O programa consiste em apoiar, com recursos financeiros e bolsas, estudantes do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental que participem no desenvolvimento de projetos de pesquisas de escolas públicas.

Para o professor de História Rosivaldo da Fonseca Moreira, que junto com a professora Ariadenes Santos apresentou os projetos durante a exposição na reunião, o evento funcionou para a troca de experiências, que serão usadas em futuros projetos na escola.

“Foi uma semana de muito conhecimento com outros professores que realizam projetos em suas escolas. Durante um dia, ficamos em um estande apresentando os dois projetos da escola, mostrando em um resumo qual era o seu objetivo e a importância para a sociedade. Nos outros dias participamos de minicursos, palestras, mesas-redondas e outras atividades para obter conhecimento. Foi muito bom”, relatou o professor.

IMG_8599Ainda de acordo com Moreira, cada projeto conta com cinco alunos e um apoio técnico e todos recebem uma bolsa de apoio no valor de R$ 120, paga pela Fapeam, mas o numero de alunos voluntários pode ser maior. Ele relatou que o projeto ‘Socializando Saberes’ incentiva os alunos a pesquisarem mais a fundo a história do Amazonas e o ‘Enamorados Pela Vida’ alerta os jovens sobre o perigo das drogas.

“O ‘Socializando Saberes’ trabalha a história do Amazonas pela parte teórica desde a sua pré-história, todas as passagens importantes que tiveram no Estado e, a partir disso, os alunos procuram letras de toadas dos bois-bumbás de Parintins que mostrem essa história. Com isso, trabalhamos a dinâmica em sala de aula e eles expõem o que aprenderam. Já o ‘Enamorados Pela Vida’, que é coordenado pela professora Ariadenes, leva os jovens a pesquisarem e conhecerem sobre as drogas e o resultado eles transformam em música. Eles fazem uma palestra sobre o uso e sua consequência e finalizam com um rap, com a letra voltada de acordo com a pesquisa”, relatou o professor.

Reunião Anual
O tema “Luz, Ciência e Ação” deste ano é alusivo ao ano internacional da Luz, que em 2015 será celebrado em diversos países, por decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em reconhecimento à importância das tecnologias associadas à luz na promoção do desenvolvimento sustentável e na busca de soluções para os desafios globais nos campos da energia, educação, agricultura e saúde.

Realizada desde 1948, com a participação de representantes de sociedades científicas, autoridades e gestores do sistema nacional de ciência e tecnologia, a Reunião Anual da SBPC é um importante fórum para a difusão dos avanços da ciência nas diversas áreas do conhecimento e um fórum de debates de políticas públicas para a ciência e tecnologia.

A cada ano a Reunião Anual da SBPC é realizada em um estado brasileiro, sempre em universidade pública. O evento reúne milhares de pessoas – cientistas, professores e estudantes de todos os níveis, profissionais liberais e visitantes. A edição de 2016 deve ocorrer em Porto Seguro, na Bahia.


TEXTO: João Pedro Figueiredo

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Formandos de Pedagogia auxiliarão professores da educação especial no município

segunda-feira, julho 20th, 2015

Formação dos alunos da Bolsa Universidade. DDPM. Fotos Cleomir (3)A partir de quarta-feira, 22 de julho, 40 escolas municipais, que atendem a aproximadamente 280 alunos com algum tipo de deficiência, receberão reforço de 70 acadêmicos de Pedagogia para auxiliarem os professores em sala de aula. Os universitários são formandos do curso de diversas faculdades da cidade e beneficiários do Bolsa Universidade. A atividade é contrapartida no programa.

Na manhã desta segunda-feira, 20, os formandos passaram por uma capacitação, na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), no conjunto Vila Amazonas, zona Centro-Sul, onde aprenderam a mediar situações de conflitos com as quais poderão lidar no dia a dia da escola. Entre as situações trabalhadas, o relacionamento de uma criança autista com os demais colegas em sala de aula.

Formação dos alunos da Bolsa Universidade. DDPM. Fotos Cleomir (4)A chefe da Gerência de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Reni Formiga, explicou que a participação dos universitários vai não somente auxiliar o professor, mas oportunizar ao aluno incluso um aprendizado mais eficaz.

“É um grande reforço para o professor porque ele acaba ficando muito sobrecarregado com alunos inclusos. Então, precisamos dar esse suporte para o profissional. O aluno incluso no ensino regular tem que fazer parte do processo de educação e não ficar incluído só de corpo presente. Com o professor auxiliar, ele (o aluno) vai poder participar de todas as atividades”, afirmou Reni, ao destacar que este é um projeto piloto que vai atender, inicialmente, 40 escolas, mas a previsão é expandir para 200 unidades de ensino em 2016.

Ângela Maria Quirino é uma das universitárias que atuarão nas escolas. Para ela, o convívio com as crianças e o contato diário com um profissional mais experiente ajudarão em seu desenvolvimento como educadora.

Formação dos alunos da Bolsa Universidade. DDPM. Fotos Cleomir (5)“Eu tive essa disciplina na faculdade e me identifiquei. Quando veio esse convite do Bolsa Universidade, eu aceitei na hora. Eu quero ter um conhecimento maior sobre o assunto, porque hoje a escola é inclusiva e precisamos estar habilitados a lidar com todos as crianças e as problemáticas do dia a dia”, observou.

Casamento perfeito
Para Elmira Queiroz, a contrapartida do Bolsa Universidade na educação especial foi um presente. Ela contou que, recentemente, finalizou o curso de Pedagogia e seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) abordou a educação inclusa. Elmira afirmou que quer usar o tempo que ficará na escola como um complemento para o aprendizado que teve no banco da universidade.

“Eu vejo essa oportunidade como um presente. Meu TCC teve o tema ‘Inclusão educacional: intenções e ações’. A minha avaliadora dizia que eu era muito corajosa, uma vez que o tema inclusão é algo que nem todo mundo quer abordar, muita gente tem medo. Inclusão educacional é o meu foco. É isso que quero seguir. Já tenho curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais) e quero ajudar essas pessoas”, disse ao lembrar que o amor à educação especial nasceu em casa.

“A minha irmã mais nova é especial. Ela tem deficiência intelectual e é uma criança grande. A mente dela desenvolveu até os dois anos. A minha paixão nasceu em casa quando a ensinava. Aqui casou perfeitamente. Eu estou muito empolgada com o início dos trabalhos e, se Deus quiser, ajudarei a fazer uma transformação na vida dessas pessoas que tanto precisam de ajuda”, disse.

Texto: Thiago Botelho
Fotos: Cleomir Santos/Semed

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Projeto OFS da UEA e Semed foi destaque em evento na Universidade do Porto

segunda-feira, julho 20th, 2015

IMG_0033O projeto Oficina de Formação em Serviço (OFS) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), foi destaque entre os dias 27 de junho a 02 de julho, no Observatório Internacional de Educação, realizado na Universidade do Porto, em Portugal. Na oportunidade, a formadora da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Semed e diretora da Escola Superior da UEA, Eglê Wanzeler, fez a apresentação do programa desenvolvido em nove escolas municipais.

Por meio da parceria, a UEA disponibilizou acadêmicos a partir do 3º período para ficarem inseridos dentro da escola em um processo para diagnosticar a unidade de ensino, analisar a realidade escolar, conhecer o processo de planejamento, saber como é o cotidiano da escola, ou seja, o aluno acadêmico já terá uma base da realidade do futuro ambiente de trabalho.

De acordo com a educadora Eglê Wanzeler, o projeto foi apresentado para vários profissionais ligados à educação de vários países, inclusive os considerados mais desenvolvidos na questão. “Nós conseguimos mostrar para os participantes dois pontos fundamentais: que é possível instaurar o processo de mudança dentro da escola, ainda que ela esteja com estruturas precarizadas. É possível sim, revolucionar uma prática educativa, desde que ela seja discutida com aquele responsável pela mudança, no caso o professor. Em segundo, por meio do diálogo, da escuta sensível e da nossa presença dentro da escola é possível conduzir processos de mudanças”, defendeu.

“Foi possível alterar de alguma forma o quadro sócio-educacional das escolas por onde nós passamos. É preciso ter uma continuidade, mas não depende do projeto, mas de uma política maior. Acredito que a atual gestão da Semed tem essa preocupação e tem conduzido à formação de uma experiência que, de fato, o pedagógico seja ‘o fio condutor’ de toda a ação política da Secretaria, ou seja, o pedagógico é o centro das ações da Semed”, completou Eglê.

O projeto OFS tem o papel de qualificar os professores, realizar formações continuadas dentro da própria escola, desenvolver metodologias de ensino voltadas para sala de aula, além de desenvolver métodos de trabalho. Para Eglê, o resultado disso foi a contribuição significativa no Índice de Desenvolvimento da Ecucação Básica (Ideb) das escolas, o que mostrou o diferencial do trabalho do município em relação ao sistema educacional de outros países.

“A apresentação do projeto mostrou que si funda por perspectivas emancipatórias, democráticas e de aproximação com a universidade e as escolas. Esse foi o grande diferencial em relação aos outros projetos apresentados. Nós mostramos um avanço no processo de reflexão, mas não quero dizer que demos uma lição, pois não é esse o caminho, mas de mostrar que aqui também se avançou, onde se partiu de uma reflexão e depois para prática. Não há dúvida, que esse projeto serve sim de exemplo, não só para nosso país, mas também para os outros países. Não é uma lição, mas sim um exemplo. O projeto OFS, em parceria com a UEA e Semed, é um exemplo que pode dá certo em termos de consolidar uma política pública verdadeiramente transformadora”, destacou a educadora.

Oficina de Formação em Serviço (OFS)
O projeto surgiu em abril de 2011 e é desenvolvido em oito escolas da Semed, em cinco fases. Primeiro é feito um levantamento das condições estruturais e pedagógicas, depois é realizado oficinas de formação, tendo em vista bases teórico-metodológicas. Após os professores aprenderem a construir seus respectivos projetos, eles são implantados nas escolas.

Texto: Paulo Rogério
Foto: Lton Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Parceria entre Semed e Instituto TIM traz projeto ‘O Círculo da Matemática do Brasil’ para alunos de Manaus

sexta-feira, julho 17th, 2015

Reunião sobre  parceria entre a Semed e a Tim. Gabinete. Fotos Cleomir (13)Para incentivar o gosto pela matemática e melhorar o desempenho dos alunos de 2º e 3º anos das escolas municipais, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) firmou parceria com o Instituto TIM para implantar o projeto ‘O Círculo da Matemática do Brasil’. A parceria foi fechada, na quarta-feira, 15, em reunião entre a subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano, representantes dos setores da secretaria envolvidos no projeto e educadoras do Instituto TIM, responsáveis por aplicar o projeto nas escolas.

A proposta é melhorar o conhecimento matemático das crianças, o desempenho escolar dos alunos, fortalecer a capacidade de raciocínio abstrato, além de melhorar a autoestima das crianças em relação à matemática e seu gosto por ela. De acordo com a subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano, o projeto deve trabalhar a matemática de uma forma diferente com os alunos e a ideia é que os resultados sejam notados nas avaliações.

“O benefício dessa parceria é desenvolver a matemática de uma forma diferenciada nas escolas, de forma lúdica, ampliando a formação para o professor para que ele possa desenvolver a matemática de uma forma mais clara, mais consistente e para que o aluno passe a gostar da disciplina. Esperamos ter um avanço na aprendizagem das nossas crianças, que se reflita nos resultados das nossas avaliações”, informou Trajano.

O projeto ‘O Círculo da Matemática’ vai atender duas escolas da rede municipal que serão informadas posteriormente. As aulas serão aplicadas por duas educadoras selecionadas e capacitadas pelo Instituto TIM, Gabrielle Linhares e Kassia Vilas Boas. Cada educadora deve atender cerca de 120 alunos em cada escola.

“No projeto utilizamos a forma lúdica para mostrar às crianças como trabalhar a matemática de forma simples. Nossa intenção é fazer com que o aluno aprenda, envolvendo o mesmo nas diferentes formas de aprendizado”, ressaltou.

Reunião sobre  parceria entre a Semed e a Tim. Gabinete. Fotos Cleomir (2)Ainda de acordo com a subsecretária de Gestão Educacional da Semed, as aulas do projeto devem iniciar ainda no mês de julho, após definição das escolas e dos alunos participantes. Todos os custos do projeto, incluindo os referentes ao pagamento dos educadores, serão de responsabilidade do instituto TIM.

Formação para professores

Além da aplicação do projeto em duas escolas, o Instituto TIM, em parceria com a Semed, realizará uma formação para 100 professores dos anos iniciais sobre o projeto ‘O Circulo da Matemática. A formação visa fazer com que o professor saiba como despertar o interesse matemático dos alunos, devendo ocorrer até a segunda quinzena do mês de agosto.

Sobre o Instituto TIM

O Instituto TIM acredita que toda criança e jovem tem direito a uma educação em ciência e em matemática que represente os avanços da produção de conhecimentos dessas áreas. Por isso, investe em projetos inovadores, promove a formação de professores da rede pública, apoia museus e centros de ciência e tecnologia, cria e democratiza estratégias e recursos didáticos que contribuam para o ensino das ciências e matemáticas.

Em 2014, foram promovidas 14.166 aulas de O Círculo da Matemática do Brasil para 7.912 alunos de 67 escolas públicas de Belém, Brasília, São Paulo, Fortaleza, Aracaju, Salvador, Porto Alegre, Porto Velho (RO), Rio de Janeiro (RJ) e Duque de Caxias (RJ). Além disso, foram realizadas formações com quase 300 professores de escolas participantes do projeto em São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Rio de Janeiro. A avaliação de impacto mostrou que as crianças participantes em 2014 melhoraram suas competências matemáticas em 7,3% em média.

Em 2015, 12 cidades participam do projeto, que tem a meta de envolver 5 mil alunos e formar 1,8 mil professores em 20 cidades brasileiras.

TEXTO: João Pedro Figueiredo
FOTOS: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Bonde do Ideb 2015 é lançado para profissionais da rede municipal de educação da zona Leste

sexta-feira, julho 17th, 2015

DDZ Leste II faz lançamento do Bonde do Ideb 2015 FOTOS: Rodemarques AbreuPara motivar gestores, pedagogos e professores, a Divisão Distrital Zonal (DDZ) Leste 2 promoveu nesta sexta-feira, 17, um encontro para lançar o projeto ‘Bonde do Ideb 2015′. O evento foi no auditório da DDZ, localizado no bairro Zumbi, zona Leste, com a presença da secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, e da subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano.

O projeto Bonde do Ideb 2015 é um conjunto de ações pedagógicas para motivar e levar ao aumento das médias do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do ano de 2015.

DDZ Leste II faz lançamento do Bonde do Ideb 2015FOTOS: Rodemarques Abreu

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em setembro de 2014, se comparado ao ano de 2013, Manaus teve o terceiro maior percentual de crescimento do País. As escolas da rede municipal de Manaus obtiveram a nota consolidada de 4,6 no Ideb, alcançando, pela primeira vez, a meta do Ministério da Educação (MEC) para a capital amazonense (4.6).

A secretária da Semed, Kátia Schweickardt, destacou a motivação e a vontade dos servidores em querer melhorar o índice da qualidade de ensino da educação de Manaus.

DDZ Leste II faz lançamento do Bonde do Ideb 2015 FOTOS: Rodemarques Abreu“Fiquei encantada com o que vi, em um ano tão difícil como este. Acredito que apesar das dificuldades diárias, vamos conseguir mostrar no Ideb um resultado muito melhor graças ao empenho, esforço e energia dos gestores, professores e todos que se esforçam. Hoje, foi apenas o lançamento desse grande movimento e tenho certeza que a zona Leste vai surpreender com o resultado este ano”, afirmou.

A chefe da DDZ Leste 2, Socorro Duarte, destacou as ações pedagógicas que serão realizadas dentro do projeto ‘Bonde do Ideb 2015’. Segundo ela, o projeto é motivacional não só para gestores e professores, mas para alunos e toda a comunidade para que se unam com o objetivo de colocar Manaus entre as dez melhores capitais na média do Ideb.

“Dentro da programação, teremos a realização de simulados nas unidades de ensino, reforço escolar, lançamento do selo ‘Sou promotor de sucesso’, ciclo de palestras motivacionais, apresentação do quadro da contagem regressiva e vamos finalizar nossas ações com a caminhada Pró-Ideb”, relatou Socorro.

TEXTO: João Pedro Figueiredo
FOTOS: Rodemarques Abreu

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Alunos da Divisão Sul da Semed participam de seletiva para as Municipíadas

sexta-feira, julho 17th, 2015

CS - 17-07-15 - Seletivas da XVII Minicipíadas DDZ Sul. EM Vicente de paula.  (2)Para fomentar a prática do esporte e selecionar alunos para a XVIII edição das Municipíadas, a Divisão Distrital Zonal (DDZ) Sul da Secretaria Municipal de Educação (Semed) começou as competições internas com mais de 250 alunos do 6º ao 9º ano. A abertura oficial do evento aconteceu na quinta-feira, 16, na quadra poliesportiva da Escola Municipal Vicente de Paula, localizada no Japiim, zona Sul. Os jogos vão até sábado, 18.

As seletivas serão realizadas nas quadras poliesportivas das escolas municipais José Wandemberg e Vicente da Paula, ambas no Japiim. Para a coordenadora das seletivas da DDZ Sul, Carla Melo, a atividade será relevante para reforçar o trabalho pedagógico realizado pelas unidades da DDZ. “A atividade ajuda a desenvolvermos e promovermos valores humanos que são trabalhados na escola, como cooperação, solidariedade, amor ao próximo com os nossos alunos. Ou seja, o evento contribui diretamente para a promoção da cidadania e na formação pessoal dos nossos meninos e meninas”, afirmou a coordenadora.

CS - 17-07-15 - Seletivas da XVII Minicipíadas DDZ Sul. EM Vicente de paula.  (3)A competição é dividida nas modalidades futsal, queimada e vôlei, no infantil e juvenil, e acontecem no período da manhã e tarde, dependendo das modalidades e categorias. Na quinta-feira, os jogos de futsal do infantil e juvenil concentraram-se na escola Vicente de Paula.Uma das unidades de ensino participantes foi a Ana Mota Braga, localizada no bairro São Sebastião. A escola levou 16 atletas nas categorias infantil e juvenil. O professor de Educação Física da unidade e treinador dos alunos, Gilberto Frota, destacou a relevância do esporte na vida dos adolescentes e participação dos estudantes nas seletivas da Divisão.

CS - 17-07-15 - Seletivas da XVII Minicipíadas DDZ Sul. EM Vicente de paula.  (4)“Todos os alunos que estão aqui foram selecionados. Além do talento com a respectiva modalidade na qual estão competindo, foram estabelecidas algumas condições. No meu caso, por exemplo, verifiquei se os alunos tinham boas notas, comportamento em sala, dentre outros critérios. Por isso, acredito que este evento é um meio de valorizarmos os atletas de nossa divisão e integrar o desporto à aprendizagem”, afirmou o professor.

Abertura

A abertura das seletivas na quinta-feira, 16, contou com a participação das nove escolas da DDZ Sul, com a participação de 200 pessoas. Houve entrada da bandeira, juramento do atleta representante da competição e a entrada de fogo simbólico.
Além das unidades mencionadas, também participam das seletivas as escolas Anastácio Assunção, Antônio Matias Fernandes, Izabel Angarita, Graziela Ribeiro, Sebastião Luiz dos S. Puga Barbosa, Francisca Pereira de Araújo e Vila Lobos.


Texto: Emerson Felipe
Foto: Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054



Novo sistema de distribuição da Semed vai gerar economia e eficiência ao Município

quinta-feira, julho 16th, 2015

Inauguração da Subsecretaria de Infraestrutura SEMED - Fotos Rodemarques Abreu (4)O prefeito Arthur Virgílio Neto apresentou, nesta quinta-feira, 16, o novo sistema de distribuição e armazenagem de merenda e material escolar da rede municipal de educação, que vai garantir a economia de R$ 550 mil mensais ao município. A apresentação foi feita no novo prédio da Subsecretaria de Infraestrutura e Logística da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em Flores, zona Centro-Sul, que possui mais de cinco mil metros quadrados e tem capacidade para armazenar 4,5 mil toneladas de produtos.

“Estamos dando um passo muito seguro para uma revolução na educação aqui em Manaus, apesar da crise econômica nacional que acaba refletindo na cidade. Essa estrutura de logística é o futuro da educação, claro que ainda tem o passado, como os prédios alugados, mas nós estamos andando para frente e é questão de tempo para que esse passado fique para trás”, garantiu o prefeito Arthur Virgílio Neto, apresentando a nova estrutura ao lado da secretária Kátia Schweickardt.

Inauguração da Subsecretaria de Infraestrutura SEMED - Fotos Rodemarques Abreu (3)Localizado na rua Anhanduí, em Flores, zona Centro-Sul, o prédio representa um novo formato de armazenamento, distribuição e controle de materiais e merenda que saem, diariamente, para as 506 escolas e mais de 230 mil alunos atendidos pela rede municipal de ensino. Além da redução na perda de material, a expectativa é que os ganhos sejam ainda maiores na fiscalização de todo processo de logística.

“Lutei durante dois anos do meu governo para termos essa conquista. Hoje, temos a equipe de logística ideal, fazendo com que dez mil unidades de qualquer produto sejam dez mil unidades e não oito ou sete mil. Esse depósito apresenta uma organização excepcional encontrada em poucos locais no Brasil e é exatamente isso que vamos fazer com a qualidade da nossa educação, colocando Manaus entre as dez melhores cidades no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)”, afirmou Arthur Neto.

A Subsecretaria de Infraestrutura e Logística da Semed também passou a ter 22 caminhões, e não apenas oito, como era antes, disponíveis para realizar a distribuição de materiais. Desse total, 18 são para transporte de materiais seco e quatro refrigerados, além disso, possui duas embarcações para realizar a distribuição da merenda escolar nas escolas da zona ribeirinha.

Inauguração da Subsecretaria de Infraestrutura SEMED - Fotos Rodemarques Abreu (11)Para a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, agora é possível ter controle sobre a chegada, a saída, o transporte e a entrega nas escolas. “Estamos iniciando uma nova história em Manaus no que diz respeito à infraestrutura e logística de materiais escolares. Antes tínhamos alimentos desperdiçados, com materiais acondicionados de forma inadequada e outros problemas que agora estão resolvidos. Estamos mostrando para sociedade todo o nosso zelo para fazer com que os alimentos e os materiais escolares cheguem até os alunos da melhor maneira possível”, reforçou Schweickardt.

A distribuição dos alimentos da Semed para as escolas acontecem de forma semanal com os alimentos da agricultura familiar e quinzenalmente com os alimentos secos. As proteínas são enviadas a cada dez dias e as embarcações para a zona rural saem a cada 15 dias com os alimentos necessários para o consumo estipulado pelos estudos da subsecretaria.

TEXTO: Alita Falcão (Semcom) e João Pedro Figueiredo (Semed)
FOTO: Rodemarques Abreu (Semed)

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054