Archive for the ‘noticias’ Category

Cmeis Madre Elísia e Paulo Jacob enceram atividades do bimestre com Festa Junina

sexta-feira, junho 24th, 2016

IMG-20160624-WA0038O Centro de Convivência do Idoso do bairro Aparecida, zona Centro-Sul, sediou, na última quinta-feira, 23, a Festa Junina do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Madre Elísia, reunindo mais de 300 pessoas, entre alunos do 1 e 2 ° período da Educação Infantil, Além da participação de toda equipe pedagógica e administrativa da escola, bem como pais e responsáveis.

Na ocasião, foi realizado o tradicional desfile do Rei e Rainha Caipiras do Cmei, e várias apresentações culturais, como a dança do Carimbó, Frevo,  as Olimpíadas, a Dança Gaúcha e o o Boi Bumbá: Coração Azul.

De acordo com a direção do Cmei, as danças foram escolhidas pelas professoras com o objetivo de apresentar as diversas manifestações culturais e um pouco de cada região do país. “As apresentações ficaram magníficas e podemos perceber a participação das crianças em cada etapa, aprendendo sobre a cultura de um determinado lugar e explorando as expressões corporal, musical gestual e dramática, como pede nas diretrizes curriculares”, observou a pedagoga Keitiane Rocha.

Cmei Paulo Jacob 

25Outra unidade educacional que realizou a Festa Junina, na última sexta feira, 24, foi o  Cmei Paulo Herban Jacob, localizado no bairro Colônia Terra Nova, zona Norte. Na programação, houve apresentações da tradicional Quadrilha Junina, Ciranda, além de brincadeiras de roda e a dança da peneira.

A atividade contou com a participação de cerca de 300 alunos, do 1º e 2º período, além da comunidade escolar, composta por pais, responsáveis e educadores do Centro Municipal.

Segundo a gestora do Cmei, Ana Maria Portela, o evento só foi realizado graças ao trabalho em conjunto do corpo docente  da unidade escolar e os pais dos alunos. Ela ressaltou ainda que a festa, que esta na sua 4º edição, tem a finalidade de estreitar os laços entre pais e responsáveis e Cmei.

“A festa tem o objetivo de trazer os pais e responsáveis para convívio da escola e, com isso, oportunizar um momento de entretenimento”, ressaltou.

 

Foto: Divulgação Cmeis Madre Elísia e Paulo Jacob

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Cmei Wilson Mota realiza o evento “Wilsonmotions nas Olimpíadas”

sexta-feira, junho 24th, 2016

20160623_145050O Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Wilson Mota, localizado no bairro Redenção, zona Centro Oeste, realizou na última quinta-feira, 23, a 3ª Edição do Festival Cultural com o tema “Wilsonmotianos nas Olimpíadas “, fazendo alusão as olimpíadas que serão sediadas no Brasil,  em agosto deste ano. O evento ocorreu nos turnos matutino e vespertino, reunindo mais de 200 pessoas, entre os pais e responsáveis, alunos e docentes.

De acordo com a direção da escola, foram escolhidos e homenageados alguns países como Portugal, Espanha e os Estados Unidos, este último, campeão em medalhas, e o Brasil sede das olimpíadas. Além disso, foram apresentadas aos participantes as danças típicas desses países.20160623_103122

Segundo a gestora da unidade, Berenice da Silva, desde o início do mês foi trabalhada a temática com as crianças, onde os pequenos apreenderam sobre as modalidades esportivas e e as curiosidades a respeito das Olimpíadas, bem como a importância de ter a realização de uma evento como esse no país. “Depois das explanações e pesquisas, foram feitas em sala de aula sobre as modalidades esportivas. Houve também a confecção dos anéis olímpicos, bandeiras dos países, réplica da tocha olímpica e demais símbolos olímpicos”, descreveu.

20160623_142003De acordo com a professora Odair, o festival foi um momento de aprendizagem para todas as crianças, professores e pais. “Uma vez que as olimpíadas representa um marco para o nosso país, bem como o conhecimento de algumas culturas de outros povos e a valorização do esporte como um todo”, disse.

Segundo a pedagoga Silvia Andrade, o festival foi relevante para toda a comunidade escolar, uma vez que o Brasil é o primeiro país sul americano a receber uma edição de Jogos Olímpicos.

A programação contou, ainda, com o desfile dos candidatos a Rei e Rainha Caipira 2016, brincadeiras, sorteios e apresentações das crianças sobre a temática da festa. Ao final do evento, houve a entrega da premiação e brindes aos participantes.

 

Foto: Divulgação Cmei Wilson Mota

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Em clima de São João, Cmei Abelhinha realiza Festival Folclórico

sexta-feira, junho 24th, 2016

24-06-16-Festival Folclorico no Cmei Abelinha - Fotos Rodemarques abreu (2)Em clima de São João o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Abelhinha, localizado no bairro Coroado II, zona Leste, envolveu as cerca de 500 crianças do 1º e 2º período com atividades pedagógicas durante o II Festival Folclórico “Abelhinha na Roça”. A programação ocorreu nesta sexta-feira, 24, apresentando as tradições culturais com de danças folclóricas de várias regiões do país. 

O evento contou com a presença de pais e responsáveis, que acompanharam as crianças com a apresentação da quadrilha junina, carimbo, dança brasileira, da peneira, do boneco, além do desfile do Rei e Rainha do Festival, e sorteio de cestas aos participantes.
De acordo com a gestora da escola, Regina Coelli, o festival é uma ação do projeto “Criança Cidadã”, que trabalha as questões de cidadania e a educação fiscal, além de agregar outros três  programas da unidade de ensino com atividades pedagógicas com os alunos. Ela disse que a direção da escola tem a preocupação de realizar o evento respeitando as diretrizes curriculares nacionais. 

24-06-16-Festival Folclorico no Cmei Abelinha - Fotos Rodemarques abreu (5)“É todo um respaldo legal para nós executamos a festa junina. Nós trabalhamos o desenvolvimento cognitivo da criança para levá-las a conhecerem as tradições culturais do Brasil. É fundamental não perder essa tradição”, explicou. 

A gestora disse ainda que foram realizadas algumas experiências trabalhadas na escola, como favorecer a imersão das crianças nas diferentes linguagens e o progressivo domínio em vários gêneros e formas de expressão, seja, gestual, verbal, plásticas, dramática e musical. “Além disso, o trabalho ampliou a confiança e a participação das crianças nas atividades individuais e coletivas, bem como, possibilitou a interação e o conhecimento das manifestações e tradições culturais brasileiras”, completou. 

Aprendizado 

24-06-16-Festival Folclorico no Cmei Abelinha - Fotos Rodemarques abreu (4)A operadora de caixa Patrícia Paixão Silva, 26, mãe da aluna do 1º período Isabelly da Paixão dos Santos, 4, gostou muito de toda programação, pois viu de perto o quanto as crianças aprenderam sobre a temática e ao mesmo tempo brincando. 

“É um aprendizado muito bom para nossos filhos, pois esse momento incentiva muito na educação das crianças. Estou sempre presente aqui para prestigiar as festinhas da escola.”, declarou. 

O vigilante Samuel Araújo da Silva, 27, pai de Esther dos Santos Costa, 4, aluna do 1º período, foi outro responsável que aprovou a realização da festa. Para ele, a temática trabalhada com as crianças foi assimilada. 

“O festival é bom porque as crianças interagiram e participaram das atividades, sem contar que melhora o aprendizado, o crescimento e ajuda no desenvolvimento da própria educação. Foi um bom momento para as crianças se confraternizarem com outros colegas e as professoras da escola”, disse. 

 

Texto: Paulo Rogério

Fotos: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

 

Escola Rita de Cássia Cassiano da Silva faz encerramento de curso de informática

sexta-feira, junho 24th, 2016

IMG_20160622_145039544Alunos da Escola Municipal Professora Rita de Cassia Cassiano da Silva, localizada no bairro Novo Israel, zona Norte de Manaus, chegaram ao término do curso de informática realizada na unidade escolar em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). O encerramento ocorreu na última quarta-feira, na sede da escola, reunindo todos os participantes.

Os cursos oferecidos foram de Informática Básica Linux, no turno matutino, e Informática Avançada Linux, no turno vespertino, com aulas diárias, de segunda a sexta, e duração de duas horas por dia.

índicePara a conclusão dos cursos, os alunos apresentaram um trabalho final referente aos aprendizados adquiridos, mediante as orientações da instrutora, a professora Maria do Perpétuo Socorro Corrêa de Assis.

Para a coordenadora do Telecentro da escola, Márcia Guedes Egas, a iniciativa da parceria com o Cetam foi importante, pois oportunizou aos comunitários obterem uma certificação que lhes será promissora tanto para a vida pessoal como para a profissional. “Ofereceu a eles a valorização no currículo e a aquisição de conhecimentos essenciais nos dias de hoje”, afirmou.

 

Texto e foto: Divulgação Escola Municipal Professora Rita de Cássia

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Manaus sedia encontro estadual de conselheiros municipais de educação

sexta-feira, junho 24th, 2016

Encontro de conselheiros municipais de educação; Fotos: Assessoria.Com o tema “O Papel dos Conselheiros Municipais de Educação no Monitoramento dos Planos Municipais de Educação como estratégia para assegurar um direito”, foi dado início nesta quinta-feira, 23, o 7º Encontro Estadual da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme), que acontecerá até esta sexta-feira, 24, no auditório da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), no bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul de Manaus

Uma série de debates e discussões sobre a temática foram iniciadas com palestras ministradas pelo presidente do Fórum Estadual de Educação, José Luiz Braz Melgueiro, e pela secretária executiva da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Silleti Lúcia.

O encontro reúne representantes de educação de diversos municípios, conselheiros municipais, além de representante do Ministério da Educação (MEC) e de outras instituições de educação de todo o Brasil.Encontro de conselheiros municipais de educação; Fotos: Assessoria.

De acordo com subsecretária de Gestão Educacional da Semed em exercício, Marcíonilia Bessa, que representou, na ocasião, a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, o momento é importante para que os municípios revejam suas estratégias e metas estipuladas no Plano Municipal de Educação.

“Um dos pontos do encontro é a emenda 59, de 2009, que ressalta a universalização da educação infantil em todo território brasileiro. É importante discutimos este assunto para acharmos, juntos, um caminho viável que atenda a legislação, uma vez que em grande parte os Estados brasileiros ainda não conseguiram cumprir a contento essa legislação. Há diversos fatores a se discutir para conseguirmos esta meta”, considerou.

Encontro de conselheiros municipais de educação; Fotos: Assessoria.De acordo com a coordenadora da Uncme Amazonas, Maria das Graças Alves, o evento irá buscar, principalmente, formas e estratégias para implementar o Plano Municipal de Educação. “Discutiremos o processo de formação e atualização dos conselheiros municipais de educação; o financiamento da educação; o monitoramento dos planos municipais de educação; a educação do campo e universalização da educação infantil”, disse, ao destacar que no encerramento serão feitos relatos de experiências, com apresentação de trabalhos dos conselhos.

Do encontro, 25 municípios participam, entre eles Amaturá, Anori, Atalaia do Norte, Autazes, Benjamim Constant, Barreirinha, Careiro da Várzea, Coari, Iranduba, Elvira, Lábrea, Manacapuru, Manaus, Tapauá, Tefé, Tonantins e Urucará.

Encontro de conselheiros municipais de educação; Fotos: Assessoria.O conselheiro do município de Rio Preto da Eva, Valdo Moreira destacou a importância do encontro, considerado por ele relevante para fortalecer a atuação dos novos conselhos municipais e trazer à tona temas que melhorem a qualidade de ensino no Estado do Amazonas. “Este momento é valioso para dinamizar o nosso trabalho, dar suporte aos conselhos que existem há pouco tempo, e com isso, melhorar a qualidade de ensino em todo Estado”, disse.

2º dia

Para encerrar o encontro, a professora doutora Michele de Freitas Bissoli, o ex- presidente do Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), Marcos Paulo da Rocha, e a doutora em Educação Arminda Rachel Mourão serão os palestrantes.

Apesar do encontro ser direcionado para os conselheiros municipais, qualquer pessoa interessada poderá participar, basta assinar uma lista de frequência na entrada do DDPM .

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Deilson Lima

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Jogos indígenas reúnem mais de 100 competidores em eventos

quinta-feira, junho 23rd, 2016

23-06-16-VII Jogos Indigenas - Fotos Rodemarques abreu (6)Alunos indígenas e moradores das comunidades da região do rio Cuieiras e baixo Rio Negro participam da 8ª edição dos Jogos Indígenas Interculturais da rede municipal de ensino. As competições iniciaram nesta quinta-feira, 23, e vão até amanhã, sexta-feira, 24, na Escola Municipal Puranga-Pisasú, localizada da comunidade Nova Esperança, na zona Rural de Manaus.

Os jogos devem reunir aproximadamente 100 participantes de dez comunidades da região, atendidas pelas escolas indígenas Puranga- Pisasú, Arú Waimi, Kanata T-Ykua e Kunya Taputira e dos espaços culturais Poranga Yasarú, Weku Durpuá. A competição é coordenada pela Gerência de Educação Indígena (DEI) da Secretaria Municipal de Educação (Semed), com apoio da Divisão de Apoio e Gestão Escolar (Dage) de Educação Física.

23-06-16-VII Jogos Indigenas - Fotos Rodemarques abreu (9)Durante a abertura dos jogos, os alunos fizeram apresentações de dança e música. A secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, destacou que o evento é uma importante forma de fortalecimento da identidade dos povos indígenas. “O que estamos fazendo é revalorizando e reorganizando essa cultura, que estava em alguns aspectos sendo perdida, mas que também passa por mudanças importantes”, destacou.

A secretária destacou ainda que a Semed vem trabalhando essa revalorização com a existência de escolas indígenas bilíngues e os centros culturais. Ela ressaltou que o esporte é um importante aliado para a boa aplicação do projeto político pedagógico da secretaria, principalmente por se tratar de uma rede com mais de 200 mil alunos nas zonas urbana e rural de Manaus.

23-06-16-VII Jogos Indigenas - Fotos Rodemarques abreu (3)De acordo com o gerente de Educação Escolar Indígena da Semed, Rossini Maduro, o objetivo dos jogos é, justamente, promover a interação social dos povos indígenas residentes nessas regiões, com a construção de novos saberes e a revitalização de aspectos culturais, assim como melhoria na qualidade de vida dos indígenas por meio das práticas esportivas, sendo uma grande oportunidade de descobrir talentos do esporte.

“Nós temos indígenas e moradores da comunidade que são atletas e fazem parte da seleção brasileira de arquearia. E esse é o reflexo dos benefícios que a realização desses jogos nos proporcionam”, frisou.

23-06-16-VII  Jogos Indigenas - Fotos Rodemarques abreu (11)Modalidades

Entre as modalidades de disputa a maioria é de atividades tradicionais desses povos como o arremesso de lança, tiro ao alvo com arco e flecha, tiro ao alvo com zarabatana, natação, canoagem e peconha. Os competidores também vão disputar partidas de futebol e voleibol.

Moradores da comunidade São Tomé e pertencente à etnia Baré, Edilson Almeida e o filho Tiago, são alguns dos inscritos na disputa. Edilson que entre as modalidades vai competir no arco e flecha, destacou que os jogos são fundamentais, principalmente, para os mais jovens. “É importante, principalmente, para os mais jovens, que podem ter contato com arco e flecha, zarabatana, não deixando que esses traços da nossa cultura sejam esquecidos”, enfatizou.

O aluno Denilson Pereira da Silva, 11, é outro que vai participar da competição. Também morador da comunidade São Tomé e aluno da Escola Municipal Kunya Taputira, o pré-adolescente contou que todos na comunidade se envolvem durante a preparados para os jogos. “Quando começam as inscrições nós já começamos a treinar arco e flecha, e zarabatana. Formamos também o time de futebol. É sempre bom participar desses jogos”, destacou.

O gestor da escola Puranga-Pisasú, Joralison Garrido, ressaltou que os jogos fortalecem conceitos muito fortes entre as nações indígenas como solidariedade, união e confraternização entre os povos.

 

Texto: Martha Bernardo

Fotos: Rodemarques Marques

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Alunos de escola municipal fazem caminhada ecológica no ramal do Cetur

quinta-feira, junho 23rd, 2016

23-06-16-Alunos fazem caminhada ecológica.foto.Lton Santos (10)O ramal do Cetur, no Tarumã, zona Oeste, recebeu uma caminhada ecológica, que reuniu 200 alunos da Escola Municipal Francisca Campos,  na manhã desta quinta-feira, 23. Os estudantes contaram com o apoio da Polícia Militar e do Exército Brasileiro para chamar a atenção dos moradores para a preservação da natureza e dos animais silvestres, constantemente encontrados no entorno da unidade de ensino.

Com faixas e cartazes, os estudantes gritaram palavras de ordem, clamando pela conscientização ambiental por parte dos comunitários. As crianças também entregaram panfletos com instruções de limpeza e conservação dos terrenos.

A diretora da escola, Naomi Hattori,  explicou que a ação foi planejada em face da grande quantidade de “visitas” de animais à escola e, também, por conta do acúmulo de lixo no ramal.23-06-16-Alunos fazem caminhada ecológica.foto.Lton Santos (6)

“Queremos sensibilizar os alunos e a comunidade para a preservação do meio ambiente, visto que estamos recebendo visitas de alguns animais, como o sauim de coleira e o bicho preguiça, animais estes que estavam desaparecidos daqui. Então, precisamos saber como preservar, entender que não podemos desmatar, e não jogar lixo na floresta, porque queremos preservar a natureza intacta”, disse.

Sem esquecer o momento que o país vive, um dos pelotões da passeata fez alusão aos Jogos Olímpicos 2016. Com a tocha olímpica em mãos, o aluno Henrique de Carvalho, 9, do 4º ano, lembrava aos comunitários que a maior vitória do Brasil não é ganhar medalhas, mas que a população aprenda a conviver e respeitar o meio ambiente.

“Essa caminhada representa o meio ambiente e também os bichos em extinção. Nós estamos aqui para as pessoas se tocarem que não podem desmatar a floresta e a matar os animais”, explicou.23-06-16-Alunos fazem caminhada ecológica.foto.Lton Santos (4)

Moradora do Ramal do Cetur há 15 anos, a dona de casa Jacilene Lima, 51, parabenizou a atitude da direção em promover uma caminhada em prol da preservação ambiental e lembrou que é papel da escola fomentar a conscientização das crianças. Ela conta que nunca viu uma passeata no local.

“Eu acho importante para que as crianças se conscientizem desde pequeno, apesar de que muitos pais de alunos são os que desmatam. É legal os filhos levarem essa consciência para dentro de casa”, afirmou.

Equipe de limpeza

O último pelotão da passeata foi o dos alunos do 9º ano, que com luvas e sacos plásticos nas mãos recolhiam o lixo acumulado na rua. Integrante do grupo, Clarice Leal, 14, conta que participou da atividade para passar uma mensagem para os vizinhos:

“Temos que preservar porque a Floresta Amazônica faz parte da nossa história e é como se fosse o símbolo de todos nós amazonenses”, destacou.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Cmei Graziela Ribeiro realiza Festa Junina com tema “Cantigas de Roda”

quinta-feira, junho 23rd, 2016

_MG_4011As brincadeiras invadiram o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Graziela Ribeiro, localizada no bairro Alvorada, zona Oeste, na Festa Junina, abordando a temática “Cantigas de Roda”, nesta quinta-feira, 23. O evento envolveu os 460 alunos do 1º e 2º período, a coordenação pedagógica, pais e responsáveis. A programação contou, ainda, com o desfile dos candidatos a Rei e Rainha Caipira 2016, brincadeiras, anúncio do vencedor do desfile, sorteio de rancho e apresentação das crianças sobre a temática da festa.

“As cantigas de roda fazem parte do contexto da infância no universo infantil. São músicas que as crianças ouvem no DVD, em casa, na televisão e continuam ouvindo quando chegam à escola. O tema foi escolhido tanto para resgatar dos próprios pais e avós isso, quanto vencer a resistência de alguns pais, que por questões religiosas e outras, não gostam as vezes que os filhos dancem nas festas juninas da escola”, disse a diretora, Raquel Thomé._MG_4026

Com presença frequente nos eventos da escola, o lojista Antônio Ubiratan Mota Fonseca, 35, pai do aluno do 1º período, Gabriel da Silva Fonseca, 4, disse que gostou muito da programação, principalmente da temática com atividades pedagógicas.

“Sempre acompanho a programação da escola, como por exemplo, a festa do Dia das Mães e agora a Festa Junina. Essa interação é bem legal da escola, a comunidade e toda família participando. Hoje em dia, na era da tecnologia, as crianças andam com celular e tablete, mas é bom resgatar as cantigas de roda para uma interação de uma criança com a outra”, explicou._MG_4042

A doméstica Andreza Almeida da Silva, 27, mãe da aluna do 1º período, Yasmim Karoline da Silva, 4, ficou feliz ao ver sua filha participando das atividades e os pais acompanhando as atividades na escola.

“Foi super legal e divertido participar com as crianças, onde não foi aquelas músicas que não combinam com a crianças, mas sim as cantigas de roda, que faz bem para nossos filhos”, citou.

Cantigas de roda

Cantigas de roda são brincadeiras infantis, onde tipicamente as crianças formam  uma roda de mãos dadas e cantam melodias folclóricas, podendo executar ou não coreografias acerca da letra da música. É uma grande expressão folclórica e acredita-se que pode ter origem em músicas modificadas de um autor popular ou nascidas anonimamente na população.

 

Texto: Paulo Rogério

Foto: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

 

Semed promove palestra sobre doenças psicológicas relacionadas ao trabalho

quarta-feira, junho 22nd, 2016

Palestra doenças psicologicas relacionados ao Trabalho -Fotos Rodemarques abreu (17)Cerca de 220 servidores, entre assessores pedagógicos, administrativos, assistentes sociais e professores da Secretaria Municipal de Educação (Semed) tiveram a oportunidade de conhecer os sintomas, causas e como se prevenir de doenças psicológicas causadas no exercício do trabalho. A temática foi abordada na tarde desta quarta feira, 22, na palestra do especialista em Neuropsicologia e  psicólogo Elson Melo Santiago, realizado no auditório da secretaria. A atividade é fruto de uma parceria entre a Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi) e a Semed e faz parte do  ciclo de palestras, que vem  acontecendo deste o início do ano.

Durante abordagem, o palestrante falou sobre controle emocional, depressão, ansiedade, tipos de emoções, linguagem não verbal e mudança de modelo mental. Ele disse, ainda, que a temática é importante para promover uma mudança de comportamento entre os servidores. “A abordagem vai ajudar o profissional a mudar de comportamento. Caso ele queira, vai ajudar este servidor a saber como lhe dar com estas doenças psicológicas”, disse.Palestra doenças psicologicas relacionados ao Trabalho -Fotos Rodemarques abreu (3)

De acordo com a agente de Recursos Humanos da Espi na Semed, Ray Câmara, tanto este tema como os demais trabalhados foram escolhidos a partir de diagnóstico feito no final de 2015, com os próprios servidores do órgão. Segundo ela,  estes momentos têm o objetivo de trazer aos profissionais temas  relevantes e que melhorem, de alguma forma, a atuação dos mesmos em seus respectivos setores de atuação.

“Neste diagnóstico, foram detectados diversos pontos, entre eles, um alto nível de estresse, falta de acolhimento, índice de competição entre os servidores e o adoecimento do servidor causado por doenças psicológicas”, destacou.Palestra doenças psicologicas relacionados ao Trabalho -Fotos Rodemarques abreu (8)

Participantes

Dentre os participantes, estavam os servidores da sede, unidades escolares, do Centro Municipal de Atendimento Sociopsicopedagógico (Cemasp) e das Divisões Distritais Zonais (DDZ). Uma das ouvintes foi a assistente administrativa, lotada no setor Folha de Pagamento da Semed, Saiba Steil. Para ela, a discussão demostrou que a secretaria está preocupada com a saúde do servidor. “Eu vejo que a Semed está preocupando em oferecer uma melhor qualidade de vida para nós”, disse.

A agente de Recursos Humanos da DDZ Sul, Meire Lane Araújo, disse que mais lhe chamou atenção foi à discussão sobre estresse. “Eu vejo este momento como oportunidade ímpar, porque estamos passando por um processo político e social no âmbito nacional no país, que contribuem para aumentar o nosso nível de estresse. Então, esta é uma forma de entender este processo que acontece a sua volta e procurar alternativas para amenizar este processo”, falou

A última discussão do ciclo de palestra será realizada em setembro  e vai abordar sobre  inteligência emocional.

 

Texto: Emerson Felipe

Foto: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Escolas municipais recebem orientações sobre como evitar acidentes elétricos

quarta-feira, junho 22nd, 2016

_MG_3832Mais de 31 mil alunos, de 50 escolas da rede municipal, devem receber orientações sobre como evitar acidentes elétricos, além do uso consciente da energia. A ação faz parte do projeto “Portas Abertas”, uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Eletrobrás Amazonas Energia, que levará técnicos às salas de aulas para ministrar palestras e fazer o acompanhamento dos casos de acidentes, seja no ambiente escolar ou na comunidade onde a escola está inserida.

Na manhã desta quarta-feira, 22, projeto teve sua primeira ação na Escola Municipal Raimundo Botinelly, zona Leste de Manaus. Um painel de monitoramento foi afixado no corredor de entrada da unidade, onde serão mostrados os dias em que a escola e o bairro ficarem sem o registro de incidentes.

De acordo com a diretora Comercial da Eletrobrás, Andressa Oliveira, as escolas escolhidas ficam nos bairros com maior número de vítimas de acidentes relacionados à energia elétrica. Segundo ela, o foco inicial da ação é a segurança da população.

_MG_3873“A ideia é levar para crianças e jovens informações sobre os perigos de brincar próximo à rede elétrica, como usar a energia de maneira eficiente e como viver em segurança”, explicou. “Recentemente, tivemos um acidente trágico onde crianças brincavam com papagaio próximo a rede elétrica e esse papagaio danificou os fios, que caíram no quintal de uma casa vitimando pessoas”, completou, reforçando a importância desse contato.

A secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, acredita que o projeto vai orientar as pessoas a como usarem a energia elétrica de forma consciente, prática que deve ser estabelecida, também, nas escolas e prédios da Semed.

“Precisamos otimizar certos gastos. Essa semana, por exemplo, fui a uma escola que às 13h todas as luzes estavam acesas. Por isso, peço que os gestores sejam esses fiscalizadores, porque, se diminuirmos essa conta, economizaremos para investir em outras frentes pedagógicas”, alertou a titular da Semed.

 

Ação na escola

_MG_3911De acordo com o diretor da Escola Municipal Raimundo Botinelly, Emerson Bastos, com o conhecimento adquirido os alunos serão multiplicadores em casa e no ambiente escolar. Para isso, cinco estudantes foram escolhidos para serem fiscalizadores, observando onde a unidade de ensino pode economizar.

“Nós vamos repassar esse projeto para a comunidade, para que eles nos tragam esses casos. Particularmente, gostei muito do projeto e vejo que é importante, porque saberemos onde os casos aconteceram e, assim, poderemos prevenir para que não aconteça novamente”, avaliou o diretor.

A aluna Andressa Gabriele Cavalcante, de 13 anos, do 8º ano do Ensino Fundamental, será uma das fiscais da escola. “Eu vou ajudar a escola a economizar energia e evitar acidentes. Descobri que não podemos ligar muitos aparelhos em uma única tomada, porque ela pode ficar muito quente e explodir, causando algum acidente. Confesso que não sabia disso e fazia errado em casa, mas agora não vou mais fazer”, afirmou.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Lton Santos / Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054