Archive for the ‘noticias’ Category

Jiu-jítsu adaptado é destaque em aula inaugural do Projeto ‘Aprender, Conviver e Lutar’

quarta-feira, março 2nd, 2016

RA - PROJETO CONVIVER E LUTAR (8)Técnicas especiais e inéditas no Brasil estão sendo aplicadas no ensino do jiu-jítsu adaptado para alunos com necessidades especiais atendidos pela rede municipal de Educação de Manaus. A metodologia inovadora foi apresentada nesta quarta-feira, 02, durante a aula inaugural do Projeto ‘Aprender, Conviver e Lutar’ de 2016.

Além dos alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, o projeto também está voltado para a educação inclusiva, desenvolvida no Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE) André Vidal de Araújo, localizado na Vila Amazonas, zona Centro-Sul.

Aula Inaugural do Projeto Aprender, Conviver e Lutar - André Vidal - Fotos Rodemarques (25)Alunos portadores de paralisia cerebral participaram da primeira aula do projeto no ano, que foi acompanhada de perto pela secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt.

Ela destacou os valores adquiridos pelos alunos que participam do projeto. “Essa metodologia ativa a capacidade cognitiva, trabalhando valores que o esporte traz, como a solidariedade e fraternidade”, ressaltou.

O projeto é coordenado pela Divisão de Apoio a Gestão Escolar (DAGE) do setor de Educação Física, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), e será ampliado este ano para atender mais de mil alunos em nove escolas.

Aula Inaugural do Projeto Aprender, Conviver e Lutar - André Vidal - Fotos Rodemarques (28)De acordo com o coordenador do ‘Aprender, Conviver e Lutar’, Ronnie Melo, o objetivo é levar os ensinamentos das artes marciais em parceria com o pedagógico das escolas.

“Nossa proposta é implantar a metodologia do ensino focado no desenvolvimento do aluno, em parceria com professores de outras disciplinas para fortalecer o nosso trabalho de inclusão social. Essa é uma oportunidade para o aluno aprender uma arte marcial e se desenvolver”, informou.

Para a dona de casa Maria Barros da Cunha, os alunos que participam do projeto tem tudo para melhorar a convivência social. Ela acompanha o neto David Barros de Albuquerque, 10, diagnosticado com grau leve de autismo.

“É muito importante essa atividade para eles, pois a criança rende com um esporte desse tipo. Estou muito feliz porque o David está participando. Ele já melhorou muito aqui na escola e espero que melhore ainda mais participando desse projeto”, relatou.

De forma simples, o aluno David Barros contou o que aprendeu com a primeira aula. “Aprendi na aula de hoje a brincar e a lutar. Foi legal”, contou empolgado.

 

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Equipe técnica da Semed visita Escola Municipal Albérico Antunes

quarta-feira, março 2nd, 2016

 

???????????????????????????????A equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação (Semed) visitou, nessa terça-feira, 1°, a Escola Municipal Albérico Antunes de Oliveira, localizada no bairro São José 4, zona Leste. Liderada pela secretária da pasta, Kátia Schweickardt, a visita teve o objetivo de avaliar a condição estrutural do prédio e as demandas principais que precisam de uma resposta mais imediata.

Problemas na parte elétrica, falta de manutenção de ar-condicionado e entupimento de fossa foram as principais questões levantadas pela assistente administrativa da escola, Elane Nascimento, que acompanhou a visita. Além da secretária, a equipe da Semed foi formada pela subsecretária de Gestão Educacional, Euzeni Trajano, pelo subsecretário de Infraestrutura e Logística, Franklin Pinto, pela chefe da Divisão de Ensino Fundamental, Lucila Bonina, e pelo chefe do departamento de engenharia, Manoel Junior.

A escola Albérico Antunes atende o total de 797 alunos, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e do 1º e 2º segmento da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Apesar dos problemas estruturais que precisam ser resolvidos, a secretária da Semed destacou o empenho da equipe escolar para fazer um bom trabalho no pedagógico.

“A escola funciona em um prédio próprio, antigo, mesmo assim tem tido um ótimo desempenho no ponto de vista pedagógico. A gestora tem uma equipe de professores muitos comprometidos e tem um trabalho de qualidade”.

Após avaliar as dez salas da escola, além de espaços, como cozinha, dispensa, auditório e parte externa, a equipe técnica ficou responsável por dar celeridade às demandas mais urgentes, e também será organizada uma ação para integrar os pais e comunidade escolar.

“Determinei que a gente fizesse o levantamento imediato de algumas intervenções que dá para a gente fazer com o apoio da própria comunidade escolar. Acho que é ???????????????????????????????importante que os vizinhos e os pais ajudem a gente a conservar a escola. A gente tem bastante merenda, a merendeira trabalha satisfeita, não ouvi reclamação nesse sentido, a questão é de infraestrutura, mas algumas coisas já dá para a gente mexer e já vamos fazer” ressaltou a secretária.

De acordo com o subsecretário Franklin Pinto, a equipe de engenharia está trabalhando de forma imediata para solucionar os problemas apresentados na escola.

“Vamos começar com a limpeza da fossa, em parceria com a Seminf, que está afetando a sala dos professores e, o mais rápido possível, vamos, junto à equipe de engenharia, começar a calcular toda a carga e distribuição e ver o que a gente pode fazer para melhorar, principalmente a parte elétrica”.

Os trabalhos de reparos já foram iniciados, nesta quarta-feira, 2. A intenção é que o colégio agregue a sua boa maneira de levar o pedagógico, a uma estrutura confortável para o bem de todos os alunos e profissionais da unidade.

 

Texto: João Pedro Figueiredo

FOTOS: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Palestra sobre bullying orienta alunos da rede municipal de ensino

terça-feira, março 1st, 2016

Palestra sobre bullying orienta alunos da rede municipal de ensino (1)Para marcar o início da semana de comemoração do “Dia Municipal de Prevenção e Combate ao Bullying Escolar” nas unidades de ensino, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou, na manhã desta terça-feira, 01, a palestra “O bullying é coisa séria” aos 160 alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Engenheiro João Alberto Menezes Braga, bairro Monte Sinai, zona Norte. A palestra foi ministrada pela psicóloga e educadora Maria do Perpétuo Socorro Trindade.

O evento atendeu a Lei Municipal nº 1.533, de 11 de novembro de 2010, que institui o “Dia Municipal de Prevenção e Combate ao Bullying Escolar”, que é comemorado anualmente no dia 1º de março. Apesar da data, a discussão do tema ocorre durante todo o ano letivo nas escolas da Semed.

Entende-se como bullying escolar todo ato de violência física ou psicológica, intencional e recorrente, praticado por indivíduo ou grupo contra uma ou mais pessoas no ambiente escolar.

A diretora da escola, Luciane Oliveira, disse que a semana é importante para alertar os alunos sobre o combate a prática. Para ela, a palestra foi fundamental para que os alunos saibam um pouco mais sobre esse problema.

Palestra sobre bullying orienta alunos da rede municipal de ensino (3)“Já estamos realizando esse trabalho há algum tempo, começando com a palestra aos pais. Trabalhamos com os alunos, por exemplo, como é importante não se machucar, não intimidar, não ter preconceito ou diferenças sociais. As crianças estão bem envolvidas e todos divulgam o combate a todo tipo de bullying”, disse a gestora ao destacar que a ação também é realizada na comunidade durante todo o ano letivo.

Para a coordenadora da Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da Semed, Eliana Hayden, responsável pelos programas de enfrentamento à violência, a equipe multidisciplinar vai percorrer todas as 494 unidades de ensino para realizar as palestras temáticas.

“Todas as escolas vão realizar atividades de prevenção e enfrentamento ao bullying escolar. Vamos percorrer uma escola de cada divisão distrital da Semed. Até o dia 9 de março, toda rede vai promover atividades como produção de texto, paródia, palestras. Enfim, falar sobre esse problema tão grave e que atinge um número muito grande de crianças e adolescentes”, comentou Eliana Hayden.

Palestra sobre bullying orienta alunos da rede municipal de ensino (9)O aluno do 4º ano do Ensino Fundamental da escola, Rudiney da Costa Ferreira, 13, que sofreu um acidente doméstico, perdendo dois braços, assistiu atentamente a palestra. Para ele, o bullying é um grande problema, mas que pode ser resolvido. “Minha opinião sobre o bullying é de muito xingamento, briga e pode levar até a coisas mais sérias. Tenho conversado isso com meus colegas para evitar de falar sobre certas coisas”, argumentou.

Semed combate ações nas escolas há seis anos

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei nº 13.185/2015, que prevê medidas de combate e prevenção ao bullying nas escolas públicas a partir deste ano em todo território nacional. Apesar disso, a Semed já trabalha as ações nas escolas há pelo menos seis anos, por meio da Gerência de Ações Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da secretaria.

De acordo com a assessora pedagógica e psicóloga da Gacpe, Maria do Perpetuo Socorro Trindade, as ações realizadas sobre a temática envolvem não apenas os alunos, como também toda a comunidade escolar. Realizamos palestras para pais, alunos e educadores com temas voltados para a prevenção e o combate ao bullying, por meio de oficinas, fóruns de debates. O objetivo é contribuir para um processo de informação, reflexão e desenvolvimento das ações envolvendo comunidade, pais, professores e outros profissionais que atuam nas áreas da educação e proteção à criança e ao adolescente”, informou.

Socorro disse que mesmo com todo o trabalho realizado na rede municipal, ainda, falta um conhecimento maior de como lidar com a situação, mas que já está sendo superado por atividades desenvolvidas dentro do ambiente escolar. “A desinformação é um dos principais obstáculos para que os educadores trabalhem as situações de bullying. Hoje, o tema ainda desafia pais, educadores e profissionais das demais áreas do conhecimento, que se sentem impotentes para lidar com a situação. A minimização do bullying depende de uma conjugação de esforços, envolvendo toda a comunidade escolar, ou seja, pais, estudantes, professores, funcionários, diretores e membros da sociedade”, destacou.

 

Texto: Paulo Rogério

Fotos: Deilson Lima

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Em ato de solidariedade, servidores da Semed fazem doação de sangue

terça-feira, março 1st, 2016

???????????????????????????????Servidores da Secretaria Municipal de Educação (Semed), tomados por um gesto de solidariedade e cidadania, fizeram doação de sangue na manhã desta terça-feira, 1º. A coleta foi realizada no estacionamento do órgão e envolveu funcionários da sede, Divisões Distritais Zonais (DDZs) e unidades da rede municipal de ensino.

A ação solidária faz parte de uma campanha realizada pela Fundação Hematologia e Hemoterapia Estado do Amazonas (Hemoam), em parceria com a Semed, e visa renovar o quantitativo de bolsas de sangue no Amazonas.

A coleta acontece há mais de dez anos entre os servidores municipais da educação. O momento é realizado, tradicionalmente, a cada semestre e, geralmente, é coletado de 50 a 60 bolsas de sangue por ação. Sobre a parceria e  participação dos servidores, a subgerente de coleta externa do Hemoam, Eleonora Araújo, agradeceu a secretaria  pelo envolvimento e a colaboração.  ???????????????????????????????

“Só temos a agradecer e dizer muito obrigada pela parceria, pois a partir dela salvamos muitas vidas. Esperamos que ela continue, pois a Semed é umas da secretarias da prefeitura que mais coletamos bolsa de sangue, durante coletas externas”, destacou.

A primeira pessoa a doar sangue foi a servidora Juliana Araújo, que atua no setor de Protocolo, da secretaria. Juliana já é doara há cinco anos e sempre está envolvida quando há campanhas de coleta na Semed. Para ela, o ato de doar representa em outras coisas um gesto de cidadania. “Faço doação porque acho que esse gesto representa uma ação nobre, uma ação de civilidade e de cidadania”, disse.

???????????????????????????????Outra servidora que contribuiu para a campanha de coleta de bolsas de sangue do Hemoam foi a assistente administrativo da DDZ Oeste da Semed, Eluzanira de Oliveira. Segundo ela, o que a motiva doar sangue é poder salvar vidas. “Vejo que a partir de uma doação eu posso salvar diversas vidas e, com isso, fazer minha parte como cidadã”, mencionou.

A ação foi coordenada pela Gerência de Desenvolvimento do Servidor. A chefa do setor, a assistente social Lúcia Regina agradeceu aos servidores que se prontificaram a doar sangue. “Ficamos felizes com a participação de nossos servidores, que, diga-se de passagem, foi intensa. Esta participação demostra que os nossos servidores acham relevante o ato de doar sangue e que gostam de praticar o bem ao próximo”, descreveu.

Uma nova ação de coleta na Semed deverá ocorrer no mês de setembro.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Professores do Cmei Rozendo de Lima participam de formação ‘Sensibilizar para Incluir’

terça-feira, março 1st, 2016

Sensibilizar para Incluir (3)Para melhor atender os alunos com algum tipo de deficiência, professores e servidores administrativos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Rozendo Neto de Lima, localizado no conjunto Boas Novas, bairro Cidade Nova, zona Norte, estão recebendo a formação continuada ‘Sensibilizar para Incluir’. A formação, aplicada por profissionais do Centro Municipal de Educação Especial (CMEE) da Secretaria Municipal de Educação (Semed), começou no dia 29 e vai até o dia 4 de março.

De acordo com a gestora do Cmei, Samantha Marczynski, a formação garante que todos os profissionais da unidade escolar possam estar preparados para ajudar a desenvolver nos alunos com deficiência suas habilidades e minimizar suas dificuldades.

Sensibilizar para Incluir (2)“A demanda de alunos com deficiência aumentou no Cmei e sentimos a necessidade de dar o apoio aos nossos funcionários, pois precisamos aprender sempre mais como lidar com todos os alunos, principalmente, aqueles que necessitam de uma maior atenção”, informou.

Cada dia é abordada uma temática diferente. Os professores-alunos aprendem sobre a Legislação, Deficiência Auditiva, Deficiência Visual, Deficiências Múltiplas, Autismo e Super dotação. Ainda de acordo com a gestora, o Cmei Rozendo atende quatro crianças com deficiência comprovada por laudo, mais quatro que estão aguardando resultado de laudos e outras que ainda não descobriram qual a deficiência. Elas estudam em salas regulares e na sala de recursos, que recebe, ainda, alunos de outras escolas.

“Como em todas as unidades escolares da Semed, todos os anos recebemos um número expressivo de crianças com deficiência nas salas regulares. Essa formação é espetacular, pois tem coisas que a gente não sabia e vai ajudar no desenvolvimento dos nossos profissionais”, destacou.

A formação continuada é aplicada nos turnos matutino e vespertino, atendendo os 16 professores e mais os profissionais da área administrativa do Cmei, que atende ao todo, 364 crianças.

 

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Divulgação/Cmei Rozendo Neto de Lima

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Servidores da Semed são formados como brigadistas contra o Aedes aegypti

segunda-feira, fevereiro 29th, 2016

Palestra com servidores  Mobilização nacional contra aedes. Aud. Semed. Fotos Cleomir (1)Servidores da sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed) receberam, na tarde desta segunda-feira, 29, orientações e informações sobre estratégias de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. Representantes de cada setor do órgão foram formados como brigadistas para combaterem focos e criadouros que possam ser encontrados no prédio da secretaria.

De acordo com a assessora de projetos da Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da Semed, Lourdes Souza, a formação de servidores em brigadistas tem o objetivo de aumentar o cuidado de prevenção ao mosquito no ambiente de trabalho.

“Já fizemos a formação dos gestores que implantaram suas brigadas nas escolas. Hoje, estamos formando brigadistas da sede, para que fiquem antenados aos cuidados de combate e para diminuir a proliferação do mosquito, que transmite a Dengue, Zika e Chikungunya”, informou.

A palestra foi ministrada pela gerente de Promoção da Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Francinara Lima. Ela explicou como deve ser feita a limpeza dos locais onde o mosquito pode se procriar, falou sobre os sintomas de cada doença e explicou sobre as ações de combate tanto no ambiente de trabalho, quanto em casa. “O foco da apresentação é a identificação, eliminação de criadouros e atuar como multiplicadores de informações de combate”, destacou.

Palestra com servidores  Mobilização nacional contra aedes. Aud. Semed. Fotos Cleomir (9)A auxiliar de serviços gerais, Fabíola Viana de Castro, contou que ficará mais atenta durante a limpeza do local de trabalho e na cada dela. “É para o nosso bem, para a nossa saúde, então temos que ajudar a prevenir para que o mosquito não esteja no nosso local de trabalho e nem em nossas casas”, contou.

De acordo com a gerente de Pessoal, Olívia Costa, mesmo sendo um tema muito divulgado nos meios de comunicação, ultimamente, ressaltou que, durante a palestra, recebeu informações que ainda não sabia sobre a atuação do Aedes. “Essa palestra foi ótima, pois houve situações que ela explanou e que eu não sabia, como o fato do mosquito colocar o ovo ao redor dos ralos e entrar naquele pequeno espaço para se proliferar. É um conhecimento a mais, situações que temos que verificar em casa e no trabalho. Agora mesmo já vou olhar no nosso setor para ver se estamos cuidando bem”, ressaltou.

Os servidores que participaram da capacitação serão responsáveis por repassar as informações para os demais, a fim de que todos tenham atitudes de prevenção no ambiente de trabalho e em casa.

Texto: João Pedro Figueiredo/ Semed

Fotos: Cleomir Santos/Semed

 

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

 

Semed disponibiliza Cédula C para seus servidores

segunda-feira, fevereiro 29th, 2016

Os 15 mil servidores da Secretaria Municipal de Educação ( Semed)  já podem ter acesso a sua Cédula C, também conhecida como Comprovante de Renda Anual, para a Declaração de Imposto de Renda,  em versão impressa ou pela internet. Os servidores lotados na sede deverão apanhar o documento, na Divisão de Gestão de Pessoal, em horário comercial. Aos que atuam nas unidades educacionais, receberão a guia de maneira gradativa, em suas respectivas escolas.

De acordo com a chefa da Folha de Pagamento da Semed, Idelci Vilhote, o documento também poderá ser retirado pela internet. “Para isso, o servidor pode retirar acessando o endereço eletrônico: http://portalservidor.prodam.am.gov.br/index.php/usuarios/login/pmm. Mas é bom ressaltar que caso o servidor não tenha um cadastro no portal do servidor, terá que fazê-lo para ter acesso a Cédula C via online”, enfatizou.

Para fazer o cadastro é solicitado o número do CPF, RG, Pis ou Pasep, além da data de nascimento do servidor. Os servidores lotados na secretaria, que desejarem a versão impressa, deverão apresentar um documento oficial, no guichê de atendimento da Divisão de Pessoal do órgão, para retirar a sua Cédula C.

Informações IR 2016

Começa amanhã e seguirá até o dia 29 de abril o prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2016. Quem fizer depois deste prazo terá que pagar multa de 1% ao mês ou pagar fração de atraso que é baseada em cima do total do imposto devido, ou multa mínima de R$ 165,74.

Deverá declarar o Imposto de Renda o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.123,91, em 2015. Além deles, os contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado, entre outros.

Maiores informações sobre a retirada da Cédula C ligar para os telefones 3632-2224/2231.

 

Texto: Emerson Felipe

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Processo seletivo para professor substituto da Semed tem mais de 7 mil inscritos

segunda-feira, fevereiro 29th, 2016

Mais de 7 mil candidatos estão inscritos no Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Secretaria Municipal de Educação (Semed) para a contratação de professores substitutos. As inscrições encerraram na última sexta-feira, 26. A lista dos selecionados, para contratação imediata, deverá ser divulgada entre os dias 7 e 11 de março. O PSS oferta 160 vagas para docentes, sendo 130 para o ensino regular e 30 para a Educação Indígena

Das 130 vagas para ensino regular, 30 são para professores que atuarão em creches-Educação Infantil, 30 para Educação Infantil, 30 para professores de 1° ao 5° ano do Ensino Fundamental, 20 para professores de Educação Física e 20 para professores de Ciências, do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental.

Os educadores atuarão nas escolas municipais das Divisões Distritais Zonais (DDZs) Leste 1 e 2, e Rural/Ribeirinha. O aviso do PSS foi publicado, no Diário Oficial do Município (DOM), do dia 18 de fevereiro e as inscrições iniciaram no último dia 22.

No total, 7.444 candidatos inscreveram-se para as 130 vagas de professores substitutos do ensino regular e mais 57 concorrem as 30 vagas da Educação Indígena.

De acordo com a chefe da Divisão de Pessoal da Semed, Altina Magalhães, no período de 29 de fevereiro a 4 de março, a Comissão Coordenadora do PSS fará uma força-tarefa para concluir a análise dos inscritos, a fim de divulgar a lista dos selecionados no período entre 7 e 11 de março. “Nosso intuito é divulgar o quanto antes a lista dos selecionados, porque até o dia 21 de março todos já estarão contratados e lotados em sala de aula”, disse.

As inscrições para o ensino regular foram feitas on-line, pelo do site da Semed (http://semed.manaus.am.gov.br/). Para a Educação Indígena, os candidatos tiverem que fazer a inscrição presencial, na Gerência de Educação Indígena, localizada na sede da Semed, na avenida Maceió, Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul de Manaus.

Mais informações podem ser obtidas com a Comissão Organizadora do PSS por meio do telefone de contato 3632-2254.

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Semed promove carnaval da inclusão no CMEE André Vidal

segunda-feira, fevereiro 29th, 2016

Carnaval da incluusão. EM. Andre Vidal. Fotos Cleomir (48)Com o objetivo de promover um momento de sociabilização, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) promoveu na tarde desta sexta-feira, 26, o carnaval da inclusão, voltado para os alunos com deficiência de toda rede de ensino. A atividade aconteceu na quadra do Complexo Municipal de Educação Especial André Vidal Araújo, localizada na Vila Amazonas, zona Centro-Sul, e marcou o início das atividades dos Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas) de 2016, que completa cinco anos de fundação.

De acordo com a coordenadora do projeto, Shirley Amaral, a ideia do carnaval inclusivo foi começar a 5ª edição do projeto de forma diferenciada, unindo festa popular, alegria e momento de conscientização acerca dos direitos e potenciais das pessoas com deficiência. “Decidimos começar esta edição do projeto de uma forma diferente, mais alegre, utilizando uma festa popular para conscientizar e mostrar a sociedade os direitos e o grande potencial que as pessoas com deficiência possuem”, afirmou.

O evento contou com presença de alunos atendidos pelo complexo André Vidal de Araújo e demais unidades da rede municipal de ensino que trabalham com pessoas com deficiência. Durante a atividade, pais e responsáveis se envolveram no momento, compartilhando e fazendo parte da programação que contou com canções típicas de carnaval e entretenimento.

Carnaval da incluusão. EM. Andre Vidal. Fotos Cleomir (31)A dona de casa Clara Said, mãe de Leonardo Said, que é assistido pelo Complexo há mais de nove anos, fez questão de participar da ação. Para ela, atividades como o carnaval inclusivo, de fato, contribui para integração das pessoas com deficiência, pois eles gostam de estar no meio de outras pessoas para conversar, compartilhando alegrias, extravasando e interagindo.

“Eu sempre trago meu filho em momentos como este, porque acredito que é um grande canal de sociabilização e ele adora. Ele brinca, se distraí, interage com amigos e, com isso, aumenta a sua autoestima”, contou.

Outro brincante foi o aluno atendido pela Escola André Vidal de Araújo, Jorge Alves, que no início do evento dançou e se divertiu com seus amigos ao som de marchinhas de carnaval. Ele foi acompanhado da mãe, Maria Pascoal. A dona de casa pontuou o carnaval da inclusão como algo especial para seu filho.

“Isto parece algo simples, mas não para eles (alunos com deficiência). Percebo no seu olhar, no jeito e no comportamento depois que acaba o evento. Por isso, acredito que momentos de interação como este devem ser repetidos constantemente, pois tenho certeza que não é só meu filho que é beneficiado”, destacou a mãe.

Carnaval da incluusão. EM. Andre Vidal. Fotos Cleomir (5)O evento contou ainda com o grupo pedala mania que levou cadeiras de rodas adaptadas para utilizar no decorrer da atividade e com participação da banda que tocou diversos ritmos.

Jaavas

Os Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas)  tem a finalidade de promover a integração, socialização e inclusão dos alunos de toda a rede municipal de ensino de Manaus, por meio do esporte, respeitando os limites e a individualidade de cada um. No decorrer de cada edição, são realizados jogos envolvendo as modalidades de atletismo, basquetebol, voleibol, futsal, natação, jogos recreativos, tênis de mesa, queimada e atividades que envolvem a sociedade em geral em lugares públicos e abertos.

O público alvo é pessoas com deficiência intelectual, síndrome de autismo, deficiência  visual, auditiva e paralisia cerebral, que façam parte da rede municipal de ensino ou de entidades filantrópicas e instituições que trabalham com pessoas com deficiência. O evento deve reunir, este ano, mais de 5 mil pessoas.

 

Texto: Emerson Felipe

Foto: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Cmei Maria Raimunda mobiliza alunos no Dia “D” de combate ao mosquito Aedes

sexta-feira, fevereiro 26th, 2016

Mobilização de combate ao aedes. CMEI. Maria Raimunda. Fotos Cleomir (2)Nem mesmo a forte chuva registrada na manhã desta sexta-feira, 26, desanimou os 217 alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Profª Maria Raimunda, localizado no bairro  Colônia Terra Nova, zona Norte, que realizaram o Dia “D” de Mobilização da Educação contra o mosquito Aedes aegypti. A ação é promovida pelo Ministério da Educação (MEC) em todas as escolas do Brasil.

O lançamento da mobilização nacional ocorreu no último dia 19, reunindo o Exército, Marinha e Aeronáutica, além de membros da Prefeitura de Manaus e Governo do Amazonas, para combater o mosquito transmissor da Dengue, Zika vírus e Chikungunya.

Na programação inicial, marcava uma passeata da escola até a Chácara Arco-íris nas proximidades da unidade escolar. As crianças teriam o contato direto para identificar possíveis focos de criadouros, mas a coordenação pedagógica resolveu realizar uma atividade na área interna da escola.Mobilização de combate ao aedes. CMEI. Maria Raimunda. Fotos Cleomir (10)

De acordo com a pedagoga Michele de Souza, a comunidade escolar  assistiu um vídeo temático e uma palestra sobre a prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti.

“Nosso principal objetivo é que os alunos se tornem disseminadores, porque a criança quando aprende algo desde pequena, ela leva adiante. O que eles têm aprendido na escola, eles vão levar para sua família, seus vizinhos e quando identificar uma situação de risco vão saber agir”, salientou.

Mobilização de combate ao aedes. CMEI. Maria Raimunda. Fotos Cleomir (24)Uma das integrantes da equipe brigadista da escola, responsável pela identificação de possíveis criadouros e combate ao mosquito transmissor, a servidora Claudeci Viana da Silva, disse que o trabalho é intenso, mas muito importante com os alunos e pais.

“Nosso trabalho é diário não só na escola, mas também em casa todos nós temos que cuidar e orientar os pais das crianças. Fico observando toda a escola para ver se tem algum foco do mosquito e temos feito a devida orientação aos nossos pequenos, que já sabem o que é a doença”, disse.

Cantando refrão “xô, xô, xô dengue, dengue xô, xô, xô”, o aluno do 2º período, Denilson de Souza Nogueira, 5, disse que aprendeu quase tudo sobre o mosquito, que chama de “perigoso”. “Sei que esse mosquito passa doença. Se eu ver uma caixa aberta, tenho que tampar, porque a pessoa pode ficar doente por esse mosquito”, disse.

 

Texto: Paulo Rogério

Foto: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054