Archive for the ‘noticias’ Category

Semed realiza palestra para discutir sobre novas vertentes do autismo

sexta-feira, maio 6th, 2016

Terapia Operacional e Autista -Fotos Rodemarques Abreu (11)Atualmente, pesquisas apontam que há quatro subdivisões dentro do diagnóstico do autismo e 200 tipos desse transtorno. Os dados foram apresentados, na manhã desta sexta-feira, 6, no auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semed) pela  terapeuta ocupacional Igrid Silva, que é pós graduada em Terapia Ocupacional com crianças e adolescente pelo Centro Universitário de Araraquara (Uniara) e certificada em Integração Sensorial pela University of Southern Califórnia Divison Occupational Science and Therapy.

A discussão sobre o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), como é denominado, reuniu profissionais dos Centros Municipais de Atendimento Sociopsicopedagógico (Cemasp), do Centro Municipal de Educação Especial (Cmee) e de diversos setores da secretaria.

Terapia Operacional e Autista -Fotos Rodemarques Abreu (9)A palestra partiu de uma iniciativa da Divisão de Apoio à Gestão (Dage). Segundo a chefa do setor, Jussara Marques, a palestra contribuiu na atuação dos profissionais do Cemasp e Cmee. “A palestrante vem contribuir com uma prática que está dando certo nos Estados Unidos, em relação ao autismo. Pensando nisso, ela vem nos dá  suporte, nos oferecer conhecimento e quebrar paradigmas, como a diferença entre retardo mental e autismo. Então, foi  sóconhecimento”, disse.

Durante a palestra, a especialista ressaltou que o objetivo  da sua palestra foi proporcionar uma visão holística sobre o TEA. “Na terapia ocupacional  a gente visa a funcionalidade. A partir dela proporcionamos  o ambiente mais funcional possível para a pessoa autista. E o objetivo desta palestra é orientar e passar como é possível desenvolver essas adaptações, além de mostrar novas vertentes e uma visão holística sobre o autismo”, explicou Ingrid.

Palestra

Terapia Operacional e Autista -Fotos Rodemarques Abreu (3)Durante a abordagem, a palestrante explicou o conceito do autismo, como fazer um diagnóstico, os critérios norteadores para perceber que uma pessoa tem o transtorno e quais são os principais comportamentos do autista.  Ela pontuou que os déficits significativos e persistentes na comunicação social e nas interações sociais manifestadas pelos padrões restritos repelidos de comportamento, os comportamentos motores ou verbais estereotipados e sensoriais incomuns.

Foi destacado, ainda, que uma pessoa que não olha nos olhos da outra, não fala, mas o seu discurso é incoerente, apresentando hiperatividade, raiva constante, isolamento social, que usa  mão da mãe ou de quem está mais próximo com uma extensão do corpo tem tendência para ter autismo.

“Eu vejo esta palestra como uma iniciativa positiva, pois há muitas peculiaridades e muito o que ser discutido  sobre o autismo, portanto é um assunto que deve ser amplamente trabalhado, difundido  e aprofundado dentro da rede municipal de ensino”, comentou a fonoaudióloga do Cemasp do Polo 1, da zona norte, Elaine Mulle.

 

Texto: Emerson Felipe

Foto: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

Condutores do transporte fluvial da zona Rural da Semed participam de encontro

sexta-feira, maio 6th, 2016

Formação para condutores fluviais. Fotos Cleomir (1)A Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Rural, realizou nesta sexta-feira, 6, um Encontro de Orientações para 52 condutores escolares do transporte fluvial, que atuam nas escolas municipais no Rio Negro e Solimões. A reunião aconteceu nesta sexta-feira, 6, na sede de divisão, no Vieiralves, zona Centro-Sul. A meta foi de passar todas as orientações possíveis aos profissionais do transporte fluvial, que são devidamente habilitados pela Capitânia dos Portos.

O evento contou com a presença do subsecretário de Infraestrutura e Logística da Semed, Franklin Costa, sub-oficial da Capitânia dos Portos, Raimundo Nascimento, gerente de Infraestrutura da DDZ Rural, Melícia Cristina de Souza, assessores da divisão, além de convidados, que assistiram as recomendações e orientações.

De acordo com a chefe da DDZ Rural, Edilene Pinheiro, foi o primeiro encontro do ano com os responsáveis pelo transporte escolar. Para a educadora, todo cuidado é pouco no trabalho de condução dos alunos, pois a preocupação da Prefeitura é com a segurança escolar e a qualificação dos condutores.

Formação para condutores fluviais. Fotos Cleomir (24)“É um momento importante, de integração e também para que todos possam se conhecer, pois fica um condutor no Rio Amazonas e outro no Rio Negro. Essas orientações são importantes para que eles possam ter o contato e saber da experiência do outro colega sobre o rio e suas particularidades. Foi a chance de todos falarem de como estão na escola, suas condições de trabalho. Enfim, onde passamos e repassamos algumas orientações e informações que eles já têm”, comentou.

O sub-oficial Raimundo Nascimento da Capitânia dos Portos, que atua na vistoria de embarcações, fez uma explanação da importância da navegabilidade pelos rios, orientações gerais e como agir de maneira correta dentro de uma embarcação, em especial do transporte escolar.

“Destaquei a importância da segurança da navegação, sobre a condução e quando adentrarem nas embarcações, eles são os comandantes e com suas devidas prerrogativas. O comandante é o encarregado das pessoas. Ele tem que verificar o documento do barco, coletes, buzina, apito, iluminação e funcionamento da embarcação, ver o colete que a criança está colocando e cuidar do caminho durante navegação”, explicou.Formação para condutores fluviais. Fotos Cleomir (10)

A condutora fluvial Jucimeide Rodrigues de Oliveira, 36, que trabalha no transporte dos alunos da Escola Municipal Santa Rosa I, localizada na Costa do Tabocal, rio Amazonas, disse que o encontro foi bom para conhecer outros colegas e adquirir mais conhecimentos do seu trabalho.

“O que foi dito aqui praticamente já sabia tudo, como por exemplo, o cuidado com as crianças e os coletes salva vidas. Não tenho muitos problemas com os alunos, porque são obedientes quando entram no barco, devido meu trabalho de orientação. Eles estão acostumados a viajar comigo, pois ao entrarem vão colocando logo o colete. Tenho a preocupação de olhar para trás e para frente, porque tem crianças pequenas. Nosso cuidado é muito maior, porque os grande já são bem conscientes”, salientou a condutora, que tem dois filhos, mas trata os alunos como se fosse uma extensão de sua família.  

 

Texto: Paulo Rogério

Foto: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

Manipuladoras de merenda escolar recebem orientação sobre higiene nas cozinhas

sexta-feira, maio 6th, 2016

06-05-16-DDZ Oeste promove palestra-merenda escolar.Foto-Lton Santos (6)Aproximadamente 150 manipuladores de merenda escolar, de 86 unidades da rede municipal de ensino, participaram, nesta sexta-feira, 6, de uma palestra sobre higiene e manipulação nas cozinhas das escolas. O encontro foi promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) por meio da Divisão Distrital Zonal Oeste, com a intenção de qualificar e valorizar o trabalho desses profissionais.

A palestra foi ministrada pela mestre em Nutrição Ellen Nestori, que repassou informações importantes sobre limpeza da cozinha, higiene pessoal e dos equipamentos, além dos males que a negligência nesses quesitos podem causar na saúde dos alunos.

06-05-16-DDZ Oeste promove palestra-merenda escolar.Foto-Lton Santos (4)“Nós esperamos que melhore a higienização de toda a cozinha, não só da pessoa merendeira. A questão de uso de brincos, relógios, anéis, o não uso da touca, o uso de sapato fechado, além do manuseio da merenda e a limpeza dos utensílios foram os pontos focais desse nosso primeiro treinamento”, explicou a chefe da DDZ Oeste, Regina Ortiz.

Manipuladora de alimente os na Escola Municipal São Dimas, no bairro de São Jorge, Adelaide Fontinele conta que cozinha diariamente para mais de 300 estudantes. O encontro, para ela, serviu para aprender, principalmente, sobre a importância de lavar bem as mãos antes de ter contato com os alimentos.

06-05-16-DDZ Oeste promove palestra-merenda escolar.Foto-Lton Santos (1)“Foi bastante proveitoso. É bom que tenham mais eventos como esse, porque pegamos muitas informações importantes. Eu aprendi aqui que lavava minhas mãos de forma errada, mas aprendi a forma correta”, contou.

Um dos poucos homens entre os manipuladores, Willyam Alves, cozinha há oito anos e disse que palestra relembrou informações cruciais para o bom andamento do trabalho do merendeiro.

“São coisas que a gente sabe, mas muitas vezes, dentro da cozinha, não colocamos em prática. É importante ter pessoas relembrando nossas obrigações. O curso serviu para relembrarmos o nosso papel dentro da escola e o quanto somos importantes. Eu sempre digo que numa escola pode faltar professor, porque haverá aula, o diretor pode faltar que também terá aula, mas se faltar o merendeiro a escola para, porque sem merenda as crianças não ficam”, disse.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

Educadores do Manaustrans orientam estudantes com jogos educativos de trânsito

sexta-feira, maio 6th, 2016

IMG_3384Crianças de uma creche municipal e de nove Centros Municipais de Ensino Infantil (Cmeis) apresentaram, na tarde desta quinta-feira, 05, jogos educativos de trânsito criados a partir de material reciclado. A mostra interna aconteceu na Escola Municipal de Educação Fundamental Cleonice Menezes Fernandes, no bairro João Paulo II, zona Leste, e faz parte do Projeto Transversalizando o Trânsito, além de integrar a agenda de atividades do movimento “Maio Amarelo 2016”, da Prefeitura de Manaus.

A Diretoria do Departamento de Educação do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) esteve na ação para avaliar e orientar os professores e alunos envolvidos na criação do material apresentado. O objetivo da iniciativa é garantir que os conhecimentos trabalhados nos jogos desenvolvidos pelas crianças estejam de acordo com as leis e normas previstas no Código de Trânsito Brasileiro.

IMG_3360Para a chefe do Departamento de Educação do Manaustrans, Minuza Lira, o trabalho educativo desenvolvido pelas crianças é importante na construção de um trânsito mais seguro. É preciso também se certificar que as crianças estão aprendendo as regras corretamente. “A proposta do Transversalizando é trazer o tema ‘trânsito’ para ser trabalhado nas escolas durante o ano inteiro. Estamos acompanhando os jogos que estão sendo desenvolvidos e serão apresentados na Semana Nacional de Trânsito, em setembro, para que estejam de acordo com o CTB”, garantiu.

Para a chefe da Divisão Distrital Leste 2 da Semed, professora Socorro Duarte, a grande importância desta parceria está no fato de se criar uma consciência cidadã nessas crianças de 4 e 5 anos. “Estamos plantando essa semente ainda na educação infantil e com certeza, no futuro, se tornarão condutores responsáveis, pedestres atentos e cidadãos que preservem a vida. Portanto, essa parceria é mais uma forma de alcançar aquilo que todos querem para a nossa sociedade, a paz”, comentou.

IMG_3395A professora da Escola Municipal de Educação Fundamental Raimunda Nonata Maciel, Nelita Alves também destaca a importância de começar a educar as crianças sobre trânsito, para que ela possa, inclusive, se tornar uma multiplicadora da mensagem do trânsito seguro em sua família. “Quando um pai ou mãe não está usando o cinto de segurança e a criança sabe que é preciso usar, ela vai alertar seus pais e talvez até sensibilizar para tomarem mais cuidado”, disse.

A dona de casa Célia Almeida, 23, mãe de uma das alunas contou que a filha, quando chega em casa, faz questão de ensinar a família como atravessar no semáforo com segurança. Ela diz: “mamãe, o sinal vermelho é quando o carro tem que parar, o verde é pra andar e o amarelo é pra tomar mais cuidado”. E ao atravessar recomenda, “tem que parar na faixa, olhar para os lados, levantar as mãos e quando os carros param eu tenho que segurar na mão da senhora pra gente atravessar”.

Outras mostras serão realizadas com escolas de todas as áreas da cidade, ocasião em que o Manaustrans estará orientando a produção do material para que as crianças e os professores possam desenvolver jogos coerentes com as leis de trânsito.

 

Texto: Helton de Lima/Manaustrans

Fotos: Marcelo Lima/Manaustrans

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

 

 

Semed oferece uma programação especial em comemoração ao Dia das Mães

quinta-feira, maio 5th, 2016

Dia das Mães (2)Um lugar descontraído, preparado com muito carinho e dedicação. Assim foi o cenário criado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) para homenagear as mães do órgão, na tarde desta quinta-feira, 05. A programação foi realizada no auditório da Semed e contou com a participação de cerca de 150 servidoras de diversos setores da instituição.

O evento reuniu chefes de departamentos, gerências e demais setores. Umas das  homenageadas foi a subsecretária de Gestão Educacional, Euzeni Trajano, que aproveitou o momento para deixar uma mensagem de carinho as mães.

Homenagem ao dia das mães. Aud. Semed. Fotos Cleomir (75)“A secretaria deseja a todas as mães, hoje, e no próximo domingo, 9,  um dia de confraternização,  alegria, reflexão, mensagens e troca de carinho de seus filhos e amigos,  além de muita paz em suas famílias”, desejou.

A ação foi coordenada pela Gerência de Desenvolvimento do Servidor da Semed (GDS). De acordo com a chefa do setor, a assistente social Lúcia Regina atualmente há cerca de 300 mães no quadro pessoal da sede do órgão.  Ela destacou ainda que o intuito do evento é dizer as homenageadas o quanto são importantes para a sociedade.

“Mãe é uma figura sublime na sociedade,  por isso realizamos este momento para dizer o quanto são importantes para sociedade e para secretaria”, disse.

Homenagem ao dia das mães. Aud. Semed. Fotos Cleomir (4)Programação

Durante a programação houve apresentações, danças e a exibição de um vídeo que mostrou o dia a dia de mães e filhos. Para começar o momento foi exibido o vídeo. Em seguida, a aluna do 6º ano,  da Escola Adventista da Cidade Nova, Maria Eduarda Pinheiro, emocionou a plateia cantando a música “Coração de Mãe” da cantora Aline Barros. Logo após, os alunos do 2º período do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Flavio Emanoel dramatizaram canções voltadas as mães.

A servidora Norberta Gaspar, lotada na Gerência de  Direito e Deveres, setor vinculado a Divisão de Gestão de Pessoal da Semed, foi uma das servidoras que participou da atividade. Para ela, o evento foi acolhedor. “Adorei a homenagem, me senti acolhida e valorizada. A secretaria está de parabéns por propiciar esta atividade “, comentou.

Ao final do evento, o ex-bailarino da banda Carrapicho, Hudson Praia, fez as mulheres tirarem o pé do chão, dançando músicas de variados ritmos, inclusive, zumba.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Cleomir Santos e Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

Unicef acompanha programa de desenvolvimento social realizado em parceria com a prefeitura

quinta-feira, maio 5th, 2016

05-05-16-Plataforma centros urbanos UNICEF.Foto-Alex Pazuello (3) (1)Nesta quinta-feira, 5, o representante nacional do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Gary Stahl, esteve em Manaus para acompanhar o desenvolvimento do Plataforma dos Centros Urbanos (PCU). Ele foi recebido pelo o prefeito Arthur Virgílio Neto, na Escola Municipal Maria do Socorro Azevedo de Oliveira, que fica no bairro Jorge Teixeira, na zona Leste. A unidade desenvolve uma série de atividades complementares, sempre direcionadas aos valores de cidadania.

Realizado há pouco mais de três anos na capital, o PCU é voltado para o desenvolvimento social de crianças e adolescentes e, atualmente, atende a 200 jovens da zona Leste.

“Vi aqui um material humano fantástico para ser trabalhado por nós e pelo Unicef. Esses jovens se mostram preocupados com a realidade de sua comunidade e com o futura da nossa cidade. Esse é o cidadão que queremos para a Manaus que sonhamos”, disse o prefeito, que também, agradeceu o empenho do Unicef com os jovens das áreas mais carentes da cidade.

05-05-16-Plataforma centros urbanos UNICEF.Foto-Alex Pazuello (5)Além da Secretaria Municipal de Educação (Semed), também participam do projeto as secretarias municipais de Saúde (Semsa), Limpeza Pública (Semulsp), Juventude, Esporte e Lazer (Semjel) e da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh). Ao final deste ano, o Unicef irá avaliar o desempenho de Manaus e de outras sete capitais brasileiras onde o PCU está sendo realizado.

“Vamos avaliar dez indicadores sociais, como o número de homicídio entre jovens, gravidez na adolescência e outros dados que possam nos mostrar se a distância social entre jovens de diferentes classes reduziu ou aumentou. A ideia é criar parâmetros e políticas públicas que possibilitem uma cidade melhor para o amanhã, com mudanças sociais concretas para o público infanto-juvenil”, explicou Gary Stahl, representante do Unicef no Brasil. 

Ganho educacional 

05-05-16-Plataforma centros urbanos UNICEF.Foto-Alex Pazuello (1)Para a estudante do 8º ano do Ensino Fundamental, Fernanda Cristina Santos dos Anjos, de 12 anos, o programa possibilitou que ela se sentisse mais incluída na sociedade, reconhecendo seus direitos e exercendo um papel mais participativo nos problemas de sua comunidade.

“Hoje estamos ganhando voz e assumindo nosso papel de transformadores. É a partir do nosso cotidiano que nos tornamos capazes de entender mais a sociedade e de mudar para melhor a vida de todos”, disse a aluna da Escola Municipal Maria do Socorro A. de Oliveira.

Ao todo, 100 adolescentes do Jorge Teixeira e mais 100 do Santa Etelvina, na zona Norte da capital, participam do programa Plataforma dos Centros Urbanos. Após o fechamento desse primeiro ciclo, a proposta é ampliar a capacidade de atendimento para outros bairros de Manaus.

 

TEXTO: Alita Falcão

FOTOS: Alex Pazuello/Semcom

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

Aberta exposição arqueológica na Oca do Conhecimento Ambiental do Cigs

quinta-feira, maio 5th, 2016

20160503_091236A Exposição Artefatos Arqueológicos que está na Oca do Conhecimento Ambiental do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), localizada na avenida São Jorge, zona Oeste, iniciou na última terça-feira, 03, e estará disponível para visita da comunidade até o dia 31 deste mês, de terça a sexta-feira, no horário das 9h às 17h, e durante os finais de semana, das 9h às 18h.

O evento é o resultado da parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio das Ocas do Conhecimento Ambiental, com o projeto Zona Leste – Cultura e Arqueologia do Museu Amazônico, vinculado a Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Na oportunidade, os visitantes poderão ver de perto peças inteiras e fragmentos cerâmicos, além de artefatos líticos, divididas entre peças de atividades cotidianas, como lâminas de machado e torradores para assar beiju e peças de ritual, como urnas funerárias. 20160503_091435

Segundo a coordenadora das Ocas do Conhecimento Ambiental, Gina Gama, a participação da rede municipal de ensino partiu do convite do presidente do Ministério Público Federal (MPF-AM), Rafael da Silva Rocha, ao destacar a importância do projeto da Zona Leste em conformidade com o trabalho realizado no município de Manaus sobre a questão ambiental.

“Em fevereiro, a coordenação das Ocas foi convidada para conhecer o projeto Zona Leste. Nessa exposição, foi definido algumas ações para serem implementadas em nossa rede, como visitas das escolas municipais ao Centro de Projetos e Estudos Ambientais do Amazonas, palestras com nossos alunos do Projovem e a exposição de artefatos arqueológicos, em que a população vai conhecer um pouco da nossa história e dos povos indígenas”, destacou.

c2d59a9e-6c61-4ef6-8a25-0fac377588a3 (1)Um dos membros do projeto Zona Leste, o arqueólogo Nogueira Almeida, disse que a exposição é importante para mostrar a história da região amazônica à rede municipal de ensino como ponto de visita para conhecimento e aprendizado.

“Quando as pessoas vêm visitar o zoológico do Cigs, eles conhecem um pouco da floresta, mas esquecem de que ela é habitada por pessoas. Esse trabalho só vem a somar com trabalho da Semed nessa parceria com Cigs. Isso também faz com que os alunos comecem a refletir sobre o nosso passado indígena. Costumo ministrar palestras em escolas da Semed e Seduc na zona Leste, mas percebo que a garotada desconhece sobre a história do povo que já habitou no passado”, salientou.

Ações

A parceria das Ocas do Conhecimento Ambiental com projeto Zona Leste – Cultura e Arqueologia proporcionou as três Ocas e as escolas municipais João Paulo II e Emanuel Rebelo, da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Rural, uma visita ao Sítio Arqueológico Daisaku Ikeda do Centro de Projetos e Estudos Ambientais do Amazonas (Cepeam), beneficiando lazer e conhecimento a cerca de 200 alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

Além disso, foram realizadas palestras com professores do curso de arqueologia da Ufam em quatro escolas da rede, que atendem alunos do Projovem.

 

Texto: Paulo Rogério

Fotos: Augusto Vieira

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

CMEI Odete Puga comemora dia das mães no Teatro Amazonas

quinta-feira, maio 5th, 2016

05-05-16-City Tour dentro do Teatro Amazonas - Fotos Rodemarques Abreu (5)A tradicional festa de dia das mães do Centro Municipal de Educação Infantil Odete  Puga, com bolo, brincadeiras e brindes deu lugar, este ano, a uma atividade mais cultural. Na manhã desta quinta-feira, 5, mais de 50 mães de alunos da unidade de ensino visitaram o Teatro Amazonas, numa ação coordenada pela direção da escola.

Um guia contou toda a história sobre a construção do monumento, abordando o uso de peças vindas da França e também sobre as pinturas do teto de artistas renomados. Elas conheceram o salão nobre, o salão verde, além dos camarotes e da sala que guarda relíquias de concertos realizados no ano de inauguração do teatro, em 1896.

No final do passeio os visitantes puderam tirar foto ao lado de uma maquete do teatro feita com 30 mil peças de Lego. Com o celular na mão, Cláudia Cristina da Silva, mãe da pequena Clara, de 5 anos, filmou toda a visita.05-05-16-City Tour dentro do Teatro Amazonas - Fotos Rodemarques Abreu (6)

Ela confessou que há muitos anos não visitava o local e ficou feliz em poder levar a filha para conhecer um dos cartões postais de Manaus. “Para mim foi marcante porque faz muito tempo que não venho no Teatro Amazonas, até mesmo por falta de tempo. Para mim foi muito emocionante e gratificante. Faltei ao trabalho, mas valeu a pena”, disse.

Os olhos compenetrados e o sorriso no rosto das crianças e das mães foram para a diretora do CMEI, Amanda Macanoni, a comprovação  de que a escolha pela visita ao teatro foi acertada.

“A gente não pode pensar em escola somente em sala de aula e atividades pedagógicas. O interessante, principalmente, na educação infantil é inserir a comunidade e os familiares no contexto escolar. Essa visita juntou a cultura e o divertimento para comemorar o dia das mães”, destacou Amanda ao explicar muitas mães não conheciam o teatro.

05-05-16-City Tour dentro do Teatro Amazonas - Fotos Rodemarques Abreu (12)Emoção

A visita foi mais especial que o normal para a nutricionista Greicy Anne Souza, mãe da aluna Ana Maria, 4. Foi a primeira vez que ela e sua filha entraram no Teatro Amazonas. Ela se disse encantada com a beleza do local.

“Eu achei muito bonito. É um espetáculo. Sempre tive curiosidade, mas nunca entrei, só passava em frente. O que mais me chamou a atenção foram as luminárias, tudo na verdade é muito bonito”, afirmou.

Sem ainda conseguir verbalizar sua alegria, Bruno Lucas Pinho, de apenas 5 anos, resumiu a experiência de conhecer o Teatro Amazonas ao lado de sua mãe em poucas palavras: “É lindo demais”, afirmou.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

 

 

Estão abertas inscrições para cursos na área de tecnologia educacional

quinta-feira, maio 5th, 2016

Estão abertas as inscrições para cursos na área de tecnologia educacional na modalidade online “Mediação de Especialistas” e “Auto-Instrucionais”, e presencial “Stop Motion” e “HQ”.  A capacitação, que tem com público alvo professores de sala de aula, é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed),  Fundação Telefônica e o Instituto Crescer. Na capacitação à distância a inscrição está sendo realizada no site www.escolasconectadas.org.br e na presencial no link https://goo.gl/fDpeFC . Mais informações poderão ser obtidas pelo 3642-6188 Gerência de Tecnologia e Educacional (GTE). As formações serão realizadas nos dias 8 e 9 junho, no laboratório 3 do GTE.

Formação online

Na modalidade à distância, estão sendo oferecidos os cursos de “Mediação de Especialistas” e “Auto-Instrucionais”.  O primeiro curso  é destinado a quem possui pouca experiência em tecnologias digitais. Já o Auto-Instrucionais é voltado para pessoas que têm familiaridade com recursos tecnológicos e formação à distância.

Ambos terão 15h de carga horária e ao final deles, o aluno receberá certificado de conclusão. Dentre os conteúdos trabalhados nas capacitações estão construção de jogos, materiais e atividades de matemática para séries iniciais e laboratórios  de criação de vídeos.

Formação presencial

Na formação presencial será oferecida duas oficinas: Stop Motion, que é uma técnica de animação feita a partir do auxílio da máquina fotográfica ou computador; e HQ Digital, um curso que ensina técnicas para se produzir  histórias em quadrinho de forma digital. Serão disponibilizadas 60 vagas distribuídas em duas turmas. As inscrições poderão ser feitas até o dia 20 de maio e as formações acontecerão nos dias 8 e 9 de junho, de 8h às 12h e das 14h às 17h, no laboratório 3, da Gerência de Tecnologia e Educacional (GTE).

Os candidatos devem aguardar  o contato das instituições parceiras para validar as suas inscrições. Os interessados também podem se inscrever nos dois cursos.

A coordenação e organização das formações estão sendo organizados pela GTE. Segundo a gerente Aldemira Câmara, a expectativa da secretaria é que os professores se apropriem do conhecimento que será repassado durante as capacitações e, em seguida, se tornem multiplicadores, repassando o que aprenderam.

“A finalidade destas formações é capacitar  nossos professores sobre os novos  recursos tecnológicos educacionais existentes e, também, motivá-los a usar os mecanismos tecnológicos disponíveis em suas respectivas escolas”, afirmou.

 

Texto: Emerson Felipe

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054

 

Biblioteca Volante estimula leitura de alunos de escolas municipais

quinta-feira, maio 5th, 2016

05-05-16-Biblioteca Volante.foto.Cleomir Santos (9)Alunos de 11 escolas da rede municipal de ensino terão a oportunidade de conhecer obras de autores regionais, nacionais e internacionais, até o fim de 2016, por meio do projeto Biblioteca Volante. Obras de Aldísio Figueiras, Elson Farias, Ana Peixoto, Thiago de Mello fazem parte do acervo que será apresentado para os alunos contemplados com a ação.

O projeto está inserido no Programa “Mania de Ler”, que funciona em vans adaptadas como bibliotecas, com acervos de 600 livros de literatura e oferece, ainda, material didático, lúdico e estrutura para realizar pequenas apresentações e atividades ao ar livre, com supervisão de equipes pedagógicas da Secretaria Municipal de Educação (Semed), nos bairros da periferia da capital. O “mania de Ler” passará por 10 escolas da zona Leste da cidade e uma da zona Oeste. Em cada espaço ficará de 2 a 3 dias.

05-05-16-Biblioteca Volante.foto.Cleomir Santos (7)Clássicos da literatura infantil como ‘Chapeuzinho Vermelho, de Charles Perrault, obras de Walt Disney, dentre outras, fazem parte do acervo das Bibliotecas Volantes, que é mantido pela Secretaria de Estado da Cultura (SEC). De acordo com a coordenadora do programa, Fabiana Lima, o acesso às obras é gratuito. “O principal objetivo do projeto é despertar o hábito da leitura e fazer a circulação de livros em Manaus”, destacou.

Estímulo à leitura

Nesta semana, o projeto contemplará o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Renata Holanda de Souza Gonçalves, localizado no bairro Jorge Teixeira, zona Leste. Atividade lúdica beneficiará 480 alunos, de 4 e 5 anos, do 1º e 2º período. De acordo com a pedagoga da unidade de ensino, Greice Santos, o projeto se alinha com práticas pedagógicas do Cmei.

05-05-16-Biblioteca Volante.foto.Cleomir Santos (1)“Esta ação vem somar o com um projeto desenvolvido pela unidade, chamado “Quem conta um conto encanta, dentre outros”, que trabalha também com contos infantis e valores como: respeito e verdade” salientou.

A educadora ressaltou, também, a importância do estímulo à leitura na fase infantil. “Esta fase de 4 e 5 anos é a fase que as crianças estão fantasiando bastante. O contato de obras e livros além de ajudar no desenvolvimento da leitura e escrita, contribui no raciocínio lógico”, explicou.

Cronograma

Em seguida, o projeto contemplará, respectivamente, as escolas municipais Hiran de Lima Caminha e João Castro Filho, ambas localizadas no Bairro Jorge Teixeira; Cmei Poeta Antônio Gonçalves e Escola Municipal Antônio Nelson Neto, no Armando Mendes; Cmei Maria Emília e Escola Violeta de Matos Areosa, centralizadas na área da Colônia Antônio Aleixo; Escola Eliana Lúcia, localizada na Compensa e, sequência, as unidades de ensino Moisés de França Viana e Jorge Resende, pertencentes ao Bairro Tancredo Neves.

 

Texto: Emerson Felipe/ Semed

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)
Assessoria de Comunicação
(92) 3632-2054