Archive for the ‘noticias’ Category

Gerência de Creches da Semed promove formação com profissionais da Creche Municipal Virginia Marília

quarta-feira, maio 27th, 2015

Os profissionais da Creche Municipal Virgínia Marília Melo de Araújo, localizada na Comunidade Cidade do Leste, Bairro Gilberto Mestrinho, participaram, na tarde desta terça-feira,26, de formação com representantes da Gerência de Creches da Secretaria Municipal de Educação (Semed).  O tema abordado durante a  formação foi “Brincadeiras e Interações de Criança”. Cerca de 25 pessoas participaram do encontro.

Durante a formação foi repassado aos profissionais da unidade como estimular o aprendizado da criança por meio de brincadeiras lúdicas e pedagógicas, formas de socialização entre os alunos e técnicas para reutilizar materiais reaproveitáveis, como papelão e pet descartável para confecção de brinquedos lúdicos e de cunho pedagógico.

A formação faz parte do projeto Mediação Pedagógica, desenvolvido pela Gerência de Creches da Semed. A chefe do setor, Wissilene Brandão, explicou como a formação começou a ser desenvolvida.

 “As formações surgiram a partir de uma necessidade das próprias creches. A intenção é apresentar mecanismospedagógicos que auxiliem na prática da docência com as crianças. As formações acontecem bimestralmente em cada creche e tem a finalidade de oferecer a oportunidade para que os profissionais revejam as suas práticas pedagógicas e seus métodos de ensino”, explicou.  

Na Creche Municipal Virgínia Marília Mello, a formação está acontecendo pela segunda este ano. A primeira aconteceu em março. A temática abordada foi como utilizar ambientes de creche para fazer atividades pedagógicas. Segundo a gestora da unidade, Ériza Passos, os encontros são relevantes para o crescimento dos profissionais e para o aprendizado dos alunos.

 “Estas formações ajudam o educador ou qualquer profissional, que esteja lindando com os alunos de creche, a saber lidar com as técnicas educativas. Elas trazem abordagem mais específicas e voltadas para as realidades das creches. Servem para trocar experiências e encontrar técnicas de trabalho, novos caminhos e meios de didática”, destacou a gestora.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Semed inicia avaliação de metas nas escolas da rede

terça-feira, maio 26th, 2015

O desempenho escolar interno e externo dos alunos do 1° ao 9° ano do Ensino Fundamental será avaliado até o dia 1° de junho em todas as unidades de ensino de Manaus. A análise é parte do encontro para avaliação do Relatório de Análise de Desvio de Meta (RADM), referente ao 1° bimestre do ano letivo, que começou a ser realizado pela Secretaria Municipal de Educação nesta terça-feira, 26.

A metodologia de análise faz parte da Gestão Integrada da Escola (Gide) da Semed. A meta é avaliar se os alunos do 5º, 7º e 9º anos alcançaram os 70% de aproveitamento das avaliações internas aplicadas nas escolas, assim como conhecer o desempenho de 75% dos estudantes do 3º ano na Prova Brasil e na Avaliação do Desempenho do Estudante (ADE).

Foram avaliados no primeiro dia 37 escolas municipais que integram a Divisão Distrital Zonal (DDZ) IV Centro-Sul. Na Escola Municipal Professor Fernando Timóteo da Silva, localizado na comunidade Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus, zona Norte, a coordenadora de gestão da Gide na Divisão, Ana Luiza, reuniu toda equipe pedagógica e explicou como será feito o trabalho com os educadores.

“Nós analisaremos os resultados que a escola obteve na parte interna e externa, ou seja, interno com rendimento bimestral aplicado nas avaliações dos próprios professores. No externo, são as avaliações da Prova Brasil e Avaliação do Desempenho do Estudante. Com base nesses dois dados, nós identificamos que turmas apresentaram dificuldades ou alguns entraves. Juntamente com toda equipe docente, vamos traçar ações para que possamos melhorar esses índices para o próximo bimestre”, destacou.

O assessor pedagógico e coordenador dos anos iniciais (1º ao 5º ano) da DDZ IV, Edinaldo Porto, disse que o objetivo dos profissionais é melhorar o desempenho dos alunos e traçar metas para os educadores da Divisão.

“Nós verificamos os resultados da escola, copiamos todos os resultados em uma amostragem. Após essa amostragem e o status da escola dentro do trabalho da Gide no plano ambiental e pedagógico, será visto o que não foi alcançado no período. Tudo que tiver abaixo do percentual base vai ser novamente replanejado para o segundo bimestre”, esclareceu.

O encontro de análise de resultados da Gide conta com a participação dos assessores da Gide de cada Divisão Distrital Zonal (DDZ) da Semed, equipe pedagógica das escolas municipais, professores, pedagogos e gestores, além dos servidores administrativos e serviços gerais.

Zona Leste

Na DDZ VI Leste I, alunos do 1º ao 9º ano de 56 escolas municipais estão sendo avaliados em seu desempenho escolar no 1º bimestre. Nesta terça-feira, 26, a coordenadora de gestão da Gide da divisão, Cleonice Prestes Pinheiro, esteve acompanhando os trabalhos com a equipe pedagógica da Escola Municipal Escritora Zélia Gattai, na comunidade Grande Vitória, zona Leste.

“Esse momento é de pausa e reflexão, que permite tanto a escola, a divisão e a Semed identificarem os fatores fortes que mais impactam nos resultados. Esse momento é para nós construirmos os relatórios de desvio de metas. Esperamos, em conjunto com o assessor pedagógico, poder fazer uma tomada de ações corretivas, juntando um esforço coletivo para não deixar nenhum aluno sem um bom desempenho escolar”, completou.

A diretora da escola, Danielle Lima da Silva, disse que esse período de avaliação será fundamental para dar continuidade aos resultados conquistados por sua unidade no último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“Esse momento de análise vai ajudar muito as escolas, porque sempre estamos atrás dessas metas e procurando trabalhar da melhor maneira com os alunos e professores. Nós procuramos oferecer mais recursos pedagógicos para melhorar o desempenho da nossa comunidade escolar, assim como foi no último Ideb pelo comprometimento de todos da escola”, afirmou.

 

Texto: Paulo Rogério

Foto: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Paço da Liberdade recebe visita de escola na Semana dos Museus

terça-feira, maio 26th, 2015

Na manhã desta sexta-feira, 22, mais de 30 alunos da Escola Municipal Antônio Matias Fernandes participaram de uma visita guiada ao Paço da Liberdade, no Centro Histórico da cidade, para conhecer a história do local e as obras de arte expostas. A visita foi programada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) e fez parte das atividades da Semana dos Museus, promovida localmente pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Os alunos integram o projeto “Encantarte”, que reúne estudantes do 6º ao 9º ano interessados em participar de atividades ligadas a cultura e arte. O projeto existe há sete anos na escola, localizada no bairro da União, zona Centro-Sul de Manaus. Segundo o diretor da instituição, o historiador Rodrigo Froés, visitar o Paço foi uma escolha da própria turma. “Achamos importante conhecer o prédio por ser um marco histórico. Afinal de contas, trata-se de um dos marcos iniciais da cidade de Manaus”, afirmou Froés. “Além disso, esse diálogo com a arte é muito interessante para os nossos alunos, que podem, pela primeira vez, ter acesso a obras tão distintas, antes de investirem nas suas próprias produções”, completou.

A estudante Julie Moreira, de 12 anos, foi uma das visitantes que aprovou o passeio. “Gostei muito de entrar em contato com esse mundo de arte. A cobra de madeira foi uma das minhas partes favoritas”, contou a aluna, referindo-se à escultura “Cobra Grande”, de Priscila Pinto, uma das obras que integra a I Mostra Manaus de Artes Visuais, em cartaz atualmente no espaço.

Ainda na tarde desta sexta, a palestra “Museus arqueológicos”, que será ministrada pela historiadora Vanessa Benedito, irá encerrar as atividades da Semana dos Museus no Paço da Liberdade.

Visitação

O Paço da Liberdade oferece o agendamento de visitas de escolas públicas ou particulares. Em cerca de 40 minutos, as turmas percorrem todo o museu acompanhadas por um guia. As visitas podem ser feitas pela manhã ou tarde, entre 9h e 17h, e o agendamento pode ser por meio do telefone (92) 3622-4991. A entrada é gratuita.

Desde sua reinauguração em 2013, o Paço da Liberdade tem se consolidado como um espaço cultural da cidade. Em apenas dois anos, o número de visitantes já aumentou em cinco vezes: de 832 pessoas em 2013, a quantidade saltou para 4.360 em 2014. Só nos primeiros quatro meses de 2015, o lugar já foi visitado por mais de 1.700 pessoas. Este ano, o local também passou a funcionar aos sábados, no horário de 9h às 14h.

Atualmente, o Paço conta com uma programação diversificada promovida pela Manauscult, além de mostras permanentes e de longa duração como a Coleção Thiago de Mello e a Pedra Fundamental da Pinacoteca Municipal. O Paço da Liberdade está localizado na Rua Gabriel Salgado, s/n, no Centro, em frente à Praça Dom Pedro II.

 

TEXTO:Gabriel Oliveira  / Manauscult
FOTOS: Ingrid Anne / Manauscult

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Oca do Conhecimento do Puraquequara conclui o curso de pintura em tecidos

segunda-feira, maio 25th, 2015

Dezenove mães de alunos da Escola Municipal Francisco Nunes da Secretaria Municipal de Educação (Semed) participaram do curso de técnicas de pintura em tecido na Oca do Conhecimento, localizada no bairro Puraquequara, por quase dois meses. Nesta segunda-feira, 25, aconteceu a conclusão da qualificação, com exposições dos trabalhos confeccionados durante o curso e socialização entre os participantes, educadores da Oca e professores que ministraram as aulas.

O curso aconteceu em parceria com Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). As aulas tiveram a duração de 45 dias. Durante o curso, os alunos aprenderam a fazer pintura em pet, matiz, confecção de blusas, barras em guardanapos, dentre outros, utilizando técnicas de pintura em tecido.

A ideia de abrir o curso de técnicas em tecidos na Oca do Puraquequara surgiu a partir de uma necessidade e sugestão da comunidade, como ressaltou a coordenadora da Oca do Puraqueuqrara, Antônia Francinéia

“Como este espaço tem a finalidade de oferecer oportunidade para comunidade, fizemos uma pesquisa entre nossos alunos para saber que tipo de qualificação seria mais visada pela comunidade. A partir disso, buscamos parcerias e o material para começarmos o curso”, falou.

A aluna Lucilene de Lima ressaltou que há algum tempo sentia vontade de aprender a trabalhar com pintura em tecidos, mas como não tinha como pagar  era inviável. “Quando eu soube que a Oca ira abrir inscrições para este curso fiquei muito feliz, pois algum tempo queria me profissionalizar na área de tecidos, mas infelizmente não tinha como pagar. Estou me sentido realizada”, descreveu a finalista.

Segundo a aluna Antônia Pereira, com a qualificação, conseguirá extrair uma renda extra para ajudar no custo familiar.

“Este curso irá refletir positivamente no sustento da família, porque a partir do que aprendi vou poder gerar uma renda extra e outro meio de sobrevivência para minha família”, destacou.

A coordenadora da Ocas da Semed, Gina Gama, que esteve presente no momento de socialização, destacou que estas formações fazem parte dos trabalhos da Oca. “O objetivo das Ocas é justamente este, trabalhar com alunos da rede municipal do contraturno e a com comunidade do entorno onde as Ocas estejam inseridas, com questões ambientais e socioeducativas. Aqui, percebemos que o trabalho foi exitoso pelo número significativo de participantes e pela aceitação da comunidade do Puraquequara”.

Os alunos receberão os certificados de conclusão do curso em aproximadamente 90 dias.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Escola Especial André Vidal de Araújo realiza a abertura dos Jogos Adaptados

segunda-feira, maio 25th, 2015

Com a proposta de promover a integração, socialização e inclusão dos alunos por meio do esporte, respeitando os limites e a individualidade de cada pessoa, a Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, localizada na Vila Amazonas, Parque Dez, zona Centro-Sul, realiza o I Festival dos Jogos Adaptados Internos da instituição, em homenagem ao professor Cleotemberg Gama.

A solenidade de abertura ocorreu, na manhã desta segunda-feira, 25, na quadra da unidade educacional. O evento seguirá até a próxima sexta-feira, 29, com a participação de 449 alunos dos três turnos da escola.

O gestor da escola, Helivan Dantas, informou que as provas acontecerão na quadra e piscina da escola, envolvendo as atividades de bola ao alvo, circuito, chute ao gol, imersão com ajuda, revezamento com argola, passar por dentro do bambolê submerso, entre outras. Segundo ele, o festival foi idealizado e organizado pelos professores de Educação Física e a equipe pedagógica tanto da instituição quanto do Complexo Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo.

“Já temos os jogos da rede, porém faltava na escola uma atividade direcionada para nossos alunos. Por meio do esporte, estamos fazendo a inclusão desses alunos socialmente e vendo a alegria deles  estarem participando”, disse.

A aposentada Norma Santiago de Aquino, 62, mãe do aluno com paralisia cerebral Alexandre Santiago de Aquino, 22, afirmou que os jogos internos valorizam as pessoas especiais e ajudam em seu desenvolvimento.

“Esses jogos são importantes pela integração. Eles (os alunos) participando, começam a aprender cada vez mais todas as atividades diferentes, mas dentro do nível de cada um”, destacou.

Na solenidade de abertura, houve a entrada das delegações, do fogo simbólico e tocha conduzida por aluno especial, além do juramento do atleta e apresentações culturais e a presença do Corpo de Bombeiros.

Homenagem

Há 27 anos atuando como professor de Educação Física na Secretaria Municipal de Educação (Semed) e, atualmente, como assessor pedagógico da Escola Especial André Vidal de Araújo, para Cleotemberg Gama, ter seu nome homenageado com os jogos adaptados é uma honra. O professor também é autor dos projetos municipais, como o Programa de Atividades Adaptadas à Reeducação Comportamental; Psicomotricidade Aquática da Educação Física e Psicologia na Rede Municipal.

“Eu me sinto gratificado e honrado por essa homenagem. Acredito que esses jogos vão trazer mudanças profundas para nossos alunos na parte da integração e participação. Esse momento é importante, pois valoriza eles e mostra que são capazes”, destacou.

 

Texto: Paulo Rogério

Foto: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Equipe da rede municipal de educação visita escolas indígenas para acompanhamento pedagógico

segunda-feira, maio 25th, 2015

Quatro escolas indígenas localizadas na zona rural, às margens do Rio Negro, receberam, no último fim de semana, a visita de técnicos da rede. A secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, explicou que a visita não visa trabalhar as escolas indígenas de forma diferenciada, mas sim dar a atenção necessária para que elas possam oferecer um melhor ensino.

Além da secretária, a visita teve a presença de subsecretários e chefes de divisão da Semed. A primeira unidade a receber o grupo foi a Escola Indígena Municipal Cunyata Putira (que significa Menina-Flor), localizada na comunidade São Thomé, onde a secretária ouviu as demandas relatadas pelos funcionários e moradores sobre a unidade educacional, que atende a 38 alunos. Depois, a comitiva seguiu para a Escola Indígena Municipal Kawata T-Ykua (Luz do Saber), na Comunidade Três Unidos.

Durante a visita, a secretária Kátia Schweickardt destacou a importância que essas escolas dão ao trabalhar tanto com a língua nativa indígena, quanto com a língua portuguesa. “Este foi um momento de formação. Apesar de lermos relatórios sobre os problemas enfrentados pelas escolas rurais, nas escolas indígenas, quando as visitamos, sabemos que estratégias estão usando para poder vencer as adversidades. Acho que isso dá um tom diferente na nossa gestão, além de ser o nosso dever, como rede municipal de educação, estarmos perto destes povos, apoiá-los no máximo que pudermos”.

Gestor da Escola Indígena Municipal Kawata T-Ykua, na comunidade Três Unidos, Raimundo Cruz da Silva, ressaltou a importância da visita como forma de valorização, para que os alunos da zona ribeirinha tenham tanta condição de estudos, quanto os alunos da zona urbana.

“É um momento gratificante esse reconhecimento, essa valorização que a secretária nos dá visitando as escolas. Isso mostra que o trabalho está avançando, que está fluindo tanto na parte administrativa, quanto no ensino e aprendizagem das crianças da zona ribeirinha. É importante para que, no futuro, as nossas crianças possam ter condições de competir no mercado junto com os alunos das escolas urbanas”.

A visita seguiu para a Escola Indígena Municipal Puranga Pi Sasú (Boas Novas), localizada na comunidade Nova Esperança. Dentre as unidades visitadas, esta é a que atende o maior numero de alunos. Ao todo são 85 crianças, todas indígenas, que cursam a Educação Infantil e do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

A última comunidade visitada foi a Terra Preta, onde está a Escola Indígena Municipal Aru Waimi (uma homenagem ao seu fundador Aleixo Bruno), que atende a 54 alunos da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano, mas ainda não tem estrutura para atender a demanda do 6º ano 9º. Todas as demandas foram anotadas e colocadas como prioridades.

Para a chefe da Divisão Rural da Semed, Edilene Pinheiro, a atitude da secretária de conhecer de perto todas as escolas da rede aproxima mais a comunidade escolar.  “É bom tanto para a comunidade, quanto para a secretaria, estar mais junto do professor, do gestor, da comunidade em geral. O trabalho dos indígenas é diferenciado, mas é feito com prazer”, disse.

 

TEXTO: João Pedro Figueiredo

FOTOS: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Servidores da Semed são imunizados contra o H1N1

segunda-feira, maio 25th, 2015

Servidores da Semed são imunizados  contra o H1N1Servidores da sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed) participaram nesta segunda-feira, 25, da ação de prevenção contra a influenza H1N1. Em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), cerca de 300 doses da vacina foram aplicadas na sala da Gerência de Desenvolvimento do Servidor/Serviço social (GDS) da Semed, no bairro Parque 10.

De acordo com a chefe da GDS, Lúcia Regina Silva, a ação para a prevenção da doença acontece também nas Divisões Distritais Zonais (DDZs).

“O objetivo desta ação é a prevenção contra esse vírus que provoca  febre, dor de cabeça e deixa a pessoa abatida e sem condição de trabalhar. Priorizando essa prevenção, que o serviço social organiza todo ano, para imunizar os servidores. Esta ação também é realizada nas DDZs (Divisões Distritais Zonais)”, informou.

O público-alvo da campanha, que encerrou na última sexta-feira, 22, foram pessoas idosas com 60 anos ou mais de idade; trabalhadores de saúde; os povos indígenas (aldeados); crianças na faixa-etária de seis meses a menores de 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes; as puérperas (até 45 dias após o parto); os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Apesar de não estar na lista de prioridades, Aline Costa, responsável pelo setor de Comissão de Posse da Semed, destacou a importância do atendimento aos servidores da educação por trabalhar diretamente com o público.

“É uma questão de valorização do servidor, levar essa prevenção até ele. Se for até o posto de saúde nós não entramos no critério de atendimento da vacina, mas muito de nós trabalhamos diretamente com o público, por isso acho importante essa vacina para prevenir”, ressaltou Aline após tomar a dose da vacina.

Além de se prevenir contra a influenza H1N1, os servidores também puderam aferir a pressão.

 

TEXTO: João Pedro Figueiredo

FOTOS: Lton Santos  

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Escola Elineia Folhadela promove discussão sobre violência contra criança e adolescente

sexta-feira, maio 22nd, 2015

Alunos, pais e o corpo docente da Escola Municipal Elineia Folhadela, localizada no bairro Alvorada I, zona Centro-Oeste, realizaram, na tarde desta sexta-feira, 22, uma atividade para tratar e discutir a exploração sexual de crianças e adolescentes. O evento faz parte das ações realizadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) durante todo o mês de maio para combater e prevenir atos de violência Infanto-juvenil, tendo em vista o dia Nacional, celebrado no dia 18 de maio em todo o país.

A ação contou com a participação da Secretaria Municipal de Ação Social e Direitos Humanos (Semasdh), por meio dos Centros de Referência da Alvorada 1 e 2 e Redenção e com representantes do Centro de Referência de Assistência Social (Crea) da Secretaria de Estado de Ação Social (Seas), Policia Militar e do Conselho Tutelar.

Durante a atividade houve exposições de cartazes com frases como “Não a violência, “Não a pedofilia”. Além de palestras que trataram sobre os tipos de casos de violência contra criança e adolescente, bem como as formas de prevenção e como e onde denunciar atos de violência.

Uma das palestrantes foi a assistente social do Cras do bairro Nossa Senhora das Graças, Fabiana Machado. Ela ressaltou que o tema ainda é visto como um tabu pela sociedade. “Infelizmente, ainda há pessoas que não entendem a necessidade de repassar e ouvir informações sobre o assunto. E estes eventos que envolvem alunos, pais e responsáveis são relevantes para implantarmos uma nova cultura, um novo olhar para este mal que assola a sociedade”, alertou.

Para Jamilly Linhares, 9, aluna do 4º ano, é importante que crianças da idade dela tomem conhecimento da temática. “Apesar de ser criança, entendo que o assunto é relevante e que devo tomar conhecimento”, disse.

Para a gestora da escola, Alexia Hayden de Moura, não foi a primeira vez que unidade reuniu pais e alunos para tratar sobre a violência contra criança e adolescentes.

“A escola prima por fazer ações como estas, porque acreditamos que a partir da discussão e de debates podemos contribuir para conscientizar, aumentar o número de denuncias e, consequentemente, diminuir o índice de casos”, observou.

A Semed promoverá atividades de enfrentamento nas escolas até o fim deste mês.

 

Texto: Emerson Felipe

Foto: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Prazo para a apresentação de convocados da Semed encerra na próxima terça-feira

sexta-feira, maio 22nd, 2015

O prazo para a apresentação dos 155 convocados do concurso público de 2014 da Secretaria Municipal de Educação (Semed) vai encerrar na próxima terça-feira, 26. Deste total, 140 profissionais já compareceram à sede da secretaria, localizada no bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul, até esta sexta-feira, 22. A lista de convocados foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 23 de abril (edição nº 3633). São 150 pedagogos e cinco professores de Educação Física.

Desde a convocação, os candidatos aproveitaram para pedir orientações sobre a relação de documentos e a validação do diploma no Conselho Municipal de Educação (CME), entre outros itens do edital. Dos convocados, 93 candidatos já tomaram posse na rede municipal de ensino e outros 14 educadores pediram prorrogação de posse por motivos particulares ou pendências na documentação. Estes candidatos têm até o dia 25 de junho para a regularização, caso contrário serão desclassificados do concurso.

A responsável pela Comissão de Posse da Semed, Aline Costa, informou que a solicitação de prorrogação de posse deve ser feita por quem não conseguir entregar toda a documentação exigida ou não conseguir realizar todos os exames admissionais até o próximo dia 26. Neste caso, o convocado deverá comparecer à sede da Semed, com uma cópia do RG, CPF e comprovante de residência para solicitar a prorrogação do prazo.

“A comissão enviou, por e-mail, a relação de exames, documentos, modelos de declaração e orientações gerais, assim como o diário de nomeação e convocação. Foi enviado, também, mensagem de texto para os candidatos que não compareceram nos primeiros 15 dias como alerta de seus compromissos”, informou Aline Costa.

Os 155 candidatos aprovados serão divididos da seguinte maneira: os cinco professores de Educação Física mais 11 pedagogos irão para a Divisão Distrital Zonal (DDZ) 2; quatro pedagogos para a DDZ 1; outros 40 para a DDZ 3; mais 36 para a DDZ 4; além de 15 para a DDZ 5 e mais 44 pedagogos para a DDZ 6.

 

Texto: Paulo Rogério

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Alunos da Oca do Conhecimento têm dia de conscientização ambiental

sexta-feira, maio 22nd, 2015

Vinte e seis alunos da Oca do Conhecimento da Zona Norte, que realizam atividades extracurriculares no contraturno das aulas, tiveram um dia de conscientização ambiental participando da 152ª edição do Circuito da Ciência, na manhã desta sexta-feira, 22, no Bosque da Ciência, em Petrópolis, zona Sul.

Durante o evento, os estudantes tiveram a oportunidade de expor os trabalhos desenvolvidos com materiais recicláveis e a orquestra de flauta. As atividades fazem parte do projeto Formando Cidadão, da Polícia Militar, que na zona Norte, é realizado em parceria com a Oca do Conhecimento.

Porta treco, cofre, vaso de plantas e até um bebedouro foram alguns dos objetos feitos com garrafas pets expostos pelos alunos. O estudante Breno Martins, 15, disse que gostou mais de fazer o avião, que, com ajuda de um gerador de energia, mexia a hélice.

“Nós pegamos a garrafa pet e montamos esse avião. Depois desmontamos um DVD, tiramos o gerador e colocamos nele para que a hélice rodasse. Minha vida mudou após conhecer o Formando Cidadão”, admitiu. “Não tinha o que fazer em casa e passava o dia na rua fazendo o que não prestava. Hoje, meu sonho é seguir nos  estudos e ser alguém na vida”, disse o estudante.

Para o assessor pedagógico das Ocas do Conhecimento, Milton Melo, participar do Circuito da Ciência em um local como o Bosque da Ciência é um momento diferente para os alunos. “É uma aula diferente. Eles saem do ambiente da Oca e têm uma proximidade com a construção do conhecimento. É uma forma de nós ocuparmos esses alunos, pois além de tirarmos eles da ociosidade, eles participam de outro momento de construção, com ênfase na educação ambiental”, explicou, ao destacar que na Oca do Conhecimento da zona Norte há vários projetos realizados com outros parceiros.

Circuito da Ciência

O Circuito da Ciência é um projeto que trabalha a divulgação científica voltada para questões ambientais, realizado há 16 anos pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Há dez  edições, o Circuito conta com a parceria de escolas públicas e a apresentação de trabalhos desenvolvidos no ambiente escolar.

De acordo com o coordenador do projeto, Jorge Lobato, mais de 60 mil estudantes já participaram do evento. “O Circuito da Ciência tem contribuindo para que esse instrumento de divulgação científica que o Inpa tem, que é o Bosque da Ciência, possa fazer uma interface com a sociedade. O intuito é ajudar a elevar o conhecimento científico e tecnológico, visando popularizar a ciência”, explicou.

Participante da orquestra de flauta da Oca do Conhecimento, Samuel Sarmento, 15, disse que visitou o Bosque da Ciência pela primeira vez e confessou que se sentiu em casa ao visitar o local. “Eu sou do interior e durante a maior parte da minha vida eu brinquei na mata.  e aqui é muito parecido com o interior. Estou gostando muito”, declarou.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054