Archive for the ‘noticias’ Category

Professores da DDZ Rural participam de Seminário de Socialização de Experiências em Alfabetização Matemática

quinta-feira, abril 30th, 2015

Professores do 1º ao 3º ano da Divisão Distrital Zonal Rural (DDZ7), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participaram, nesta quinta-feira, 30, do Seminário de Socialização das Experiências Compartilhadas na Formação Continuada em Alfabetização Matemática, do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). O encontro aconteceu na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM).

A apresentação dos trabalhos, desenvolvidos pelos professores alfabetizadores e que são usados em sala de aula com os alunos, foi o encerramento do seminário em Matemática que aconteceu simultaneamente em seis DDZs no último sábado, 25.

O Pnaic é um compromisso formal assumido pelos governos federal, estadual e municipal de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental. Segundo a coordenadora local do Pnaic, Regeane Ramos Chaves, o trabalho da Divisão Rural tem um diferencial por conta da logística e da realidade vivida pelos alunos.

“As formações do Pnaic acontecem em três pólos, no Rio Negro, no Rio Amazonas e na zona rodoviária. A DDZ Rural tem um diferencial por conta da realidade em que eles vivem, o trabalho é adequado para que eles se sintam a vontade e que atenda suas especificidades, pois são trabalhadas escolas indígenas, além de outras culturas. Pode-se perceber pelo trabalho que eles apresentam que são usadas sementes, entre outros materiais do campo, uma beleza diferente”, informou.

Para a professora Moacina Moreira, da Escola Municipal São Sebastião 2, no Rio Negro, a formação do Pnaic levou um suporte maior para melhorar a qualidade das aulas.

“A formação do Pnaic trouxe o suporte que não tínhamos, principalmente quando o trabalho é realizado em turmas multiseriadas, como no meu caso, que tenho alunos do 1º, 2º e 3º ano na mesma turma. Neste caso se precisa de alternativas, pois não dá para se manter apenas com o livro didático. E a formação do Pnaic veio trazer essas alternativas, novas formas de leitura, formas de alfabetizar, como usar os jogos pedagogicamente e aproveitar a alegria das crianças. Nós conseguíamos obter sucesso com o nosso trabalho, mas não era o esperado, agora podemos ver uma melhora significativa com nossos alunos”, informou.

O terceiro ano de formação do Pnaic, com a disciplina de Ciências, deve começar no segundo semestre deste ano.

TEXTO: João Pedro Figueiredo

FOTOS: Rodemarques Abreu

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Escola municipal é destaque na realização de pesquisa e tem projetos aprovados pela SBPC

quarta-feira, abril 29th, 2015

O Amazonas teve três projetos selecionados para participar da 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que será realizada em julho, na cidade de São Carlos, em São Paulo, e dois deles são da Escola Municipal Deputado Ulysses Guimarães, na zona Norte de Manaus. O ‘Enamorado pela Vida’ e o ‘Socializando Saberes’ foram avaliados por uma banca de doutores da SBPC e escolhidos por suas relevâncias na sociedade.

O Enamorado pela Vida atua no combate às drogas. A ideia surgiu após o corpo docente perceber que havia um grande quantitativo de estudantes usuários de entorpecentes e que isso atrapalhava o aprendizado. A partir daí, foi firmada uma parceria com a Casa de Recuperação de Dependentes Químicos ´Chegai-vos a Deus, que atua na prevenção e na ressocialização dos drogados.

“Nós designamos um professor voluntário para alfabetizar as pessoas que hoje moram nessa casa de recuperação. O desejo da maioria deles é aprender a ler a Bíblia. Em contrapartida, eles enviam pessoas que conseguiram sair do mundo das drogas para testemunharem essa mudança de vida para os nossos alunos”, explicou o diretor da escola Ulysses Guimarães, Carlos André da Silva.

Já o Socializando Saberes trabalha na diversidade cultural e racial, valorizando a história do povo afrodescendente e indígena, atendendo a determinação das Leis 10.639, de 2003 e 11.645 de 2008, respectivamente, que tratam do tema no ambiente escolar. O projeto, inclusive, foi pauta de um dos programas do Canal Futura.

“Eles (do Canal Futura) ficaram sabendo que nossa escola já está atendendo a determinação da Lei 11.645. Então, em outubro do ano passado nós montamos uma Mostra e apresentamos todos os trabalhamos que desenvolvemos neste tema. Eles gostaram porque contamos as lendas por meio das toadas dos bois de Parintins”, lembrou Carlos André da Silva.

Ganho pedagógico

 

A Escola Municipal Deputado Ulysses Guimarães desenvolve, atualmente, dez projetos e tem 1.150 alunos matriculados, no 1° ao 9° ano do Ensino Fundamental e na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Eles são formatados a partir de problemáticas da própria escola. O professor observa, monta o plano de intervenção e aplica com os alunos. Cada trabalho envolve cinco estudantes.

Segundo o diretor da unidade ensino, os temas obrigatoriamente têm que estar em concordância com os conteúdos da proposta curricular da Semed, pois assim, tornam-se instrumentos de melhoria da qualidade do processo de ensino e aprendizagem.

“Os alunos têm uma motivação maior, até porque os projetos são trabalhados dentro dos próprios conteúdos da proposta curricular da Semed. Nada é isolado, é em conjunto. Eles ficam mais entusiasmados, o número de aprovação aumenta, a desistência e o abandono caem”, afirmou, lembrando que a didática de projetos influenciou na queda do índice de abandono escolar.

“Ano passado não registramos nenhum caso de abandono escolar no turno matutino e somente três no vespertino, mas foram por causa de mudança de domicílio. Isso em uma escola com mais de mil alunos”, concluiu.

Formando pesquisadores

De acordo com o diretor, a unidade escolar está se tornando uma espécie de faculdade para futuros pesquisadores. Carlos André destacou, ainda, que os alunos e professores “respiram” projetos e a escola desenvolve uma seleção interna para que os estudantes façam parte dos trabalhos, com direito a apresentação para uma banca de avaliação formada por professores. Segundo ele, toda essa dedicação tem trazido bons resultados e, no ano passado, dez projetos do colégio foram selecionados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Os participantes receberam bolsa para custear as pesquisas e executarem as ações. Em 2015, outros 10 projetos foram inscritos na seleção da instituição. A expectativa é que todos sejam aprovados.

“A Fapeam ainda não informou os trabalhos aprovados em 2015. Foram inscritos dez e acreditamos que todos sejam aprovados, porque são interessantes e atuam em uma problemática da escola”, observou o diretor.

Ainda segundo o gestor Carlos André Silva, a maioria dos alunos que concluem o 9º ano na Ulysses Guimarães, têm buscado escolas de Ensino Médio que também desenvolvam pesquisas. “Temos percebido essa preocupação deles (estudantes). Eles vão em busca de escolas que tenham a mesma linha que a nossa. Sinal de que está dando certo”, afirmou.

 

TEXTO: Thiago Botelho

FOTOS: Divulgação/ Escola

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Metas são discutidas no primeiro dia de debate do Plano Municipal de Educação

quarta-feira, abril 29th, 2015

As metas para a formação do primeiro Plano Municipal de Educação (PME) começaram a ser discutidas no Fórum de Debate nesta terça-feira, 28. A discussão sobre o documento base do PME acontece até quinta-feira, 30, na Escola de Serviço Público Municipal (Espi), localizada na Avenida Professor Nilton Lins, Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul, reunindo representantes do Fórum Municipal de Educação (FME), representantes da sociedade civil organizada e governamental, além de convidados e demais interessados.

O debate sobre as metas foi dividido por eixos temáticos, nos quais participantes de cada sala discutiram sobre temas diferentes para dar celeridade ao processo. Neste primeiro dia, foram debatidos cinco eixos, que tratavam sobre a Garantia do Direito à Educação Básica com Qualidade; Redução das Desigualdades de Valorização da Diversidade; Ensino Superior; Valorização dos Profissionais da Educação e Financiamento da Educação e Gestão Democrática.

Debater sobre as 20 propostas e mais de 240 metas que compõem o documento base do PME é um momento histórico, como destacou Rosângela Santos de Oliveira, que estava representando o Instituto Federal do Amazonas (Ifam), e ressaltou a importância de poder contribuir para a elaboração do plano. Oliveira disse, ainda, que até quinta-feira, 30, será possível fazer alterações, caso necessárias, ou complementações.

“Este é um momento ímpar, em que todas as instituições foram convidadas e deveriam participar. Acredito que a divulgação do plano é extremamente necessária, porque é um momento em que se pode construir, implementar, fomentar e efetivar propostas para a criação do primeiro plano de educação de Manaus”, informou.

Representante do Movimento Negro, Gláucio da Gama, acredita que o momento de debate aberto torna a elaboração do PME um momento democrático.

“Para nós do Movimento Negro, é de suma importância participar. Estamos aqui para fazer a diferença e dar a nossa contribuição até o final do processo. Esperamos que todas as proposições que foram trabalhadas, melhoradas e aprovadas durante o debate sejam implementadas”, relatou.

A participação da sociedade torna o plano mais viável de acordo com as necessidades reais da educação do município, como destacou a servidora da Semed, Janaina Paulino, que participou do debate.

“A discussão contextualiza para a realidade de demandas da secretaria e no contexto geral do município. Já houve a consulta pública, onde todos tiveram a oportunidade de expressar suas sugestões e, agora com o debate, o momento é de afinar, de consolidar essas sugestões e formar um documento final que seja possível de ser cumprido de acordo com a realidade do município”, informou.

O debate acontece até esta quinta-feira, 30, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30, na Escola de Serviço Público Municipal (Espi).

 

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Lton Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Secretária da Semed faz palestra em lançamento de catálogo de cursos da Espi

terça-feira, abril 28th, 2015

A Secretária Municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt, foi a palestrante do tema “Capacitação de recursos humanos para uma cidade melhor”, no auditório da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), na manhã desta terça-feira, 28. O evento marcou o lançamento do catálogo de cursos da Espi deste ano.

Durante a solenidade o prefeito de Manaus, Arthur Neto, fez a assinatura dos termos de cooperação técnica com a Universidade do Legislativo Amazonense (Unialeam), da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) e com a Escola de Contas Públicas (ECP) do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE/AM).

Com a presença de secretários municipais, chefes das Divisões Distritais Zonais (DDZs), de departamentos da Secretaria, convidados e personalidades da sociedade, a secretária da Semed, Kátia Schweickardt, disse que a palestra teve o intuito de mostrar os problemas causados na atualidade, mas também as soluções que podem resolver uma série de situações encontradas pelo mundo atual.

“Eu tentei mostrar que os inúmeros problemas que a gente vem passando em todos os níveis, seja planetário, no país e na nossa cidade, estão muito relacionados como a gente se percebe como ser humano e como se constrói como cidadão. Em cima de pequenas mudanças de atitudes, de comportamentos simples e de um compromisso maior, além dos interesses pessoais. Nós podemos fazer a diferença e mudar aos poucos esse quadro. Nós da educação temos uma responsabilidade muito grande sobre tudo isso, porque nós somos formadores de cidadãos. O papel principal da educação é se preocupar com a qualidade do ensino aprendizagem, mas sobretudo formar cidadãos plenos”, explicou.

Segundo a diretora geral da Espi, Luiz Bessa Rebelo, o lançamento do catálogo e a assinatura do termo de cooperação foram momentos importantes.  Ela destacou a palestra da secretária Kátia por expor a situação da cidade de Manaus em comparação com outras metrópoles do País e do mundo.

“Nesse dia especial para todos da escola e servidores, nada melhor que a presença da secretária da Semed, que abordou seu tema de forma tão brilhante. Muito nos orgulha a escola que tem a missão de capacitar os servidores públicos de convidar a secretária para falar sobre o que é a capacitação e como isso impacta em uma cidade melhor”, disse.

Texto: Paulo Rogério
Foto: Rodemarques Abreu

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Comitê gestor do Instituto Ayrton Senna em Manaus discute metas e ações na rede municipal de ensino

terça-feira, abril 28th, 2015

Para discutir as metas e apresentar as ações em andamento pelos programas Pit Stop e Fórmula da Vitória – de reforço escolar – e Se Liga e Acelera – de correção da distorção idade e série, o Comitê Gestor do Instituto Ayrton Senna em Manaus fez, pela primeira vez, sua reunião, nesta terça-feira, 28, na sede do Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus (Proemem), no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus.

O comitê é formado pela secretária municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt, os subsecretários, chefes de departamentos administrativos e de planejamento, além de profissionais do magistério da rede.

A reunião do comitê gestor será bimestral e fará uma espécie de prestação de contas e planejamento estratégico dos programas em andamento nas escolas do município.

“O comitê gestor vai trazer à luz todas as conquistas que nós vamos ter e os projetos de crescimento. Serão discutidos fatores que dificultam a execução do trabalho e como solucioná-los”, explicou a coordenadora municipal do Instituto Ayrton Senna, Neuza Viana.

Ela destacou, ainda, que neste primeiro encontro ficou decidido que algumas metas serão reavaliadas para se adequarem à capacidade técnica da Semed. “Algumas metas serão reajustadas a nossa rede para favorecermos o elemento principal, que é o aluno. Quanto mais alunos pudermos atender, melhor. Mas é necessário que esse atendimento seja de qualidade”, observou.

Cenário

A Gerente de Projetos do Ayrton Senna, Rita Paulon, fez uma apresentação na qual mostrou que ações já foram desenvolvidas desde que a parceria foi firmada, no final do ano passado, como o teste de diagnóstico de aprendizado dos estudantes, avaliação que informou que mais de dez mil estudantes deveriam ser atendidos pelos Programas Pit Stop, Fórmula da Vitória, Se Liga e Acelera. Foi apresentada, também, a projeção de atendimento dos programas até 2018 e os índices de satisfação que se esperam alcançar até lá.

Para Rita, as reuniões são parte estratégica para o êxito na execução da metodologia do Instituto Ayrton Senna. “Nesses encontros vamos discutir vários tópicos, ou seja, traçar novos planejamentos, estratégias, rever direcionamentos e caminhos. Enfim, serão tratadas questões macroestratégicas. As lideranças que compõem o comitê são super importantes porque elas vão poder dar os encaminhamentos necessários”, salientou.

 

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Debate do Plano Municipal de Educação começa nesta terça-feira

terça-feira, abril 28th, 2015

Começa nesta terça-feira, 28, e segue até a próxima quinta-feira, 30, o debate aberto sobre o documento base do Plano Municipal de Educação (PME). Membros do Fórum Municipal de Educação (FME), que representam a sociedade civil organizada e governamental, além de convidados e demais interessados estarão reunidos na Escola de Serviço Público Municipal (Espi), na avenida Professor Nilton Lins, Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul de Manaus.

Nesta segunda-feira, 27, o coordenador do FME, Rosélio Sousa, esteve com sua equipe na Secretaria Municipal de Educação (Semed) conversando com a secretária Kátia Schweickardt e informou sobre as próximas etapas do PME. No encontro, foi entregue também o relatório com as sugestões enviadas pela população por meio da Consulta Pública que esteve disponível no site da Semed, no período de 13 a 22 de abril.

“Teremos três dias de debates sobre o documento base para que a população ainda possa opinar e os membros do FME cheguem à conclusão de um anteprojeto final para ser entregue à secretária municipal de Educação no dia 12 de maio. Esta etapa é para saber o que pensa o Fórum, passando pela comissão coordenadora e técnica O debate será aberto a qualquer cidadão, mas só terá direto a voto os delegados que foram eleitos na conferência municipal de 2013”, explicou o coordenador ao salientar que depois de entregue à Semed, o documento seguirá para o Executivo para, em seguida, ser encaminhado à Câmara Municipal de Manaus (CMM), que terá até o dia 24 de junho para aprovar o plano.

Sancionado pelo Governo Federal (Lei Federal 13.005/2014), em junho de 2014, o Plano Nacional da Educação (PNE) estabeleceu prazo de um ano para que estados e municípios do País elaborassem suas diretrizes educacionais para os próximos dez anos. A elaboração do PME de Manaus está dentro do prazo.

O PME tem como objetivo promover melhorias na qualidade da educação, nas condições de trabalho do docente, a erradicação do analfabetismo e a universalização do atendimento escolar, dentre outras medidas.

 

TEXTO: João Pedro Figueiredo

FOTOS: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Alunos da rede municipal participarão de programa de reforço escolar pioneiro no País

segunda-feira, abril 27th, 2015

Uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semed) com o Instituto Ayrton Senna (IAS), que trabalha há mais de 20 anos com programas educacionais no País, fará de Manaus a primeira cidade a receber, a partir de maio, as ações do Programa Pit Stop, que trabalha no reforço escolar de alunos com déficit de aprendizagem do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Junto ao Fórmula da Vitória, que contempla estudantes do 6º ao 9º ano, mais de 3,5 mil alunos de 79 escolas municipais serão beneficiados.

As informações foram divulgadas na manhã desta segunda-feira, 27, no Auditório Maria Hercília da Unidade 6, da Uninorte, Centro, durante o lançamento da formação de 180 professores da rede municipal de ensino, que atuarão nos programas de reforço escolar ‘Pit Stop’ e Fórmula da Vitória’.

As ações dos programas contemplam, além do apoio pedagógico aos professores, a distribuição de livros didáticos para os alunos. O IAS é uma entidade sem fins lucrativos, portanto o acordo de cooperação técnica firmado com a Semed não terá custos para a Prefeitura de Manaus.

Além do Pit Stop e Fórmula da Vitória, o Se Liga e o Acelera, programas que atuam para erradicar a distorção idade-série dos estudantes, fazem parte da parceria. Estes já estão em funcionamento nas escolas do município desde fevereiro atendendo quase seis mil alunos. Ao todo, mais de dez mil estudantes da rede participarão de programas que visam à redução da distorção e dos déficits de leitura e escrita na rede. As aulas acontecerão três vezes por semana, no contraturno escolar.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, o Instituto Ayrton Senna vai ajudar a Semed na melhoria da qualidade do processo de ensino e aprendizagem dos alunos. Ela destacou, ainda, que investir no reforço voltado para a alfabetização e letramento trará benefícios ao rendimento escolar dos estudantes.

“Nós temos graves problemas com distorções na idade/ano e com crianças que chegam no 3º ano (do Ensino Fundamental) sem estar plenamente alfabetizadas. Esse trabalho de reforço é para tentar suprir e superar essas dificuldades e nós vamos colher esses frutos, não só na melhoria do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), mas na qualidade da aprendizagem dos alunos”, afirmou.

A coordenadora municipal do Instituto Ayrton Senna na Semed, Neuza Viana, o Pit Stop e o Fórmula da Vitória são programas inovadores de reforço escolar e trarão benefícios para a rede municipal de educação.

“O reforço vai trabalhar o desenvolvimento das habilidades e competência leitoras tanto nos anos iniciais quanto nos anos finais. Cada aluno vai receber um livro de português e matemática. Então, não é somente aquele reforço que estamos acostumados a ver, com uma cadeira, um caderno, aquele negócio parado, muito concentrado. Vai ser, além disso, um reforço lúdico, onde a criança vai estar convidada a fazer parte deste conhecimento, a construí-lo cotidianamente”, disse.

Experiências exitosas

O Instituto Ayrton Senna (IAS) tem 20 anos de atividade e já trabalhou em 19 estados do Brasil e mais de 700 cidades. Segundo a gerente de Projetos do IAS, Rita Paulon, em todos os locais por onde o Instituto passou, houve mais de 86% de melhoria na alfabetização e aceleração dos estudantes. Em Manaus, o objetivo é chegar em 95%. Ela garante que a meta ousada é perfeitamente possível de ser alcançada.

“A meta é ousada, mas acreditamos que vamos conseguir porque existe comprometimento da equipe técnica da Semed. Todos estão engajados em conseguir superar esses desafios. Já formamos mais de 65 mil educadores e trabalhamos anualmente com 1,8 milhões de alunos em todo o País. Sempre tivemos êxito, porém o êxito é fruto deste comprometimento”, afirmou.

TEXTO: Thiago Botelho

FOTOS: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

 

Parceria garante curso de informática gratuito para idosos frequentadores do PMI

segunda-feira, abril 27th, 2015

A Escola Municipal José Carlos Mestrinho, na Vila Amazonas, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul de Manaus, realizou o lançamento do Curso de Informática Básica para Idosos, na manhã desta segunda-feira, 27. O curso vai até o dia 24 de junho e beneficiará 35 frequentadores do Parque Municipal do Idoso (PMI). A iniciativa faz parte de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed), a Fundação Doutor Thomas (FDT) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

O projeto visa atender o público da terceira idade que tem pouco contato com o computador e a internet. As aulas serão realizadas nas salas do Telecentro da escola, com sistema Netbil, em 11 computadores – todos integrados em rede e com internet, no período de segunda a sexta-feira, em duas turmas, com início às 7h30 e término às 11h30.

“Como o Parque do Idoso não tem uma sala de informática, nós resolvemos atendê-los nesse sentido de interagir com o computador e a novas tecnologias. É legal tudo isso, porque esses idosos vão estar no mundo mágico da internet e com um instrutor do Cetam para ensiná-los”, explicou a diretora da escola, Conceição Aguiar, ao destacar que já há idosos no cadastro de espera para fazer o curso em outra oportunidade

O instrutor do Cetam, Alex Lima Pedroso, responsável pelo curso, disse que utilizará uma didática diferente para este público. Segundo ele, toda atenção possível será prestada para que o idoso esteja usando as ferramentas da internet e informática ao término do curso.

“É uma metodologia diferente porque são idosos e merecem um pouco mais de atenção. Vamos fazer uma explicação do conteúdo, mostrar slides dentro de uma linguagem que eles possam entender. Nesse primeiro dia, eles aprenderam a manipulação do mouse. Vou trabalhar com uma hora de aula teórica e depois uma na parte prática”, explicou a didática.

Com uma pequena noção de computador, a aposentada Francisca das Chagas Pereira de Souza, 63, ficou feliz pela oportunidade de aprender um pouco mais sobre como usar um computador.

“Já usei um computador antes, mas sem muita técnica. Acho ótimo esse curso, porque nem todas (as pessoas) têm a chance de ter um computador em casa. Hoje em dia, temos que saber de tudo um pouco, inclusive mexer em um aparelho desse. Meus netos têm computador em casa e agora com esse curso vou usar melhor”, avaliou.

Ao final do curso de informática básica, os participantes receberão um certificado que será entregue no auditório do Parque Municipal do Idoso.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Divulgação/ escola

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Escola Municipal Magalhães Cordeiro realiza 1ª Semana da Literatura

segunda-feira, abril 27th, 2015

Com a proposta de integrar toda a comunidade acadêmica, a Escola Municipal Raimundo Nonato Magalhães Cordeiro, localizado no Amazonino Mendes, Zona Norte de Manaus, iniciou, nesta segunda-feira, 27, a 1ª Semana da Literatura Amazonense. No primeiro dia, 600 alunos do 6º ao 9º do Ensino Fundamental se mobilizaram para realizar uma apresentação teatral, envolvendo música e dança, buscando personagens da literatura amazônica e fazendo uma reflexão sobre a preservação do meio ambiente. Nesta terça-feira, 28, a unidade escolar receberá a escritora Ana Peixoto e o cantor Zezinho Corrêa, que serão homenageados pelos alunos.

Para a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, que prestigiou a apresentação dos alunos, a integração entre professores, gestores e os estudantes mostra a vontade da instituição em superar o baixo rendimento no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Ela disse que esta foi a segunda vez que esteve na unidade de ensino e mais uma vez se surpreendeu com o esforço que vem sendo feito para superar as dificuldades.

“Na entrada, observamos que a nota do Ideb ainda está abaixo do ideal. No entanto, a gestora e os professores juntos com os alunos estão empenhados em reverter esse quadro com um belíssimo trabalho. Não é apenas reverter de qualquer maneira, mas de um processo de valorização de todo o potencial que eles têm aqui, envolvendo os adolescentes e professores, trabalhando em cima de uma nova realidade. O índice será apenas um reflexo do que eles já estão fazendo”, avaliou.

A gestora da escola, Francisca Mourão, afirmou que durante toda esta semana serão realizadas atividades culturais para envolver toda a comunidade acadêmica. Segundo ela, os trabalhos apresentados, nesta segunda-feira, foram idealizados pelos próprios alunos do turno matutino. “A apresentação serviu para identificarmos as potencialidades de cada aluno por meio da dramatização, dança e canto. Eles (alunos) mostraram o que têm de melhor. É uma forma de desvincularmos a versão negativa que a escola tem no município e ainda valorizá-los”, revelou.

Para o aluno Bruno Mendes, 14, que viveu na peça teatral o personagem “Jacanelson”, líder dos jacarés, as atividades expuseram os trabalhos e os potenciais de cada colega. “Mostramos um pouco do que somos capazes de fazer. Queremos que isso seja valorizado. É sempre um prazer fazer esse tipo de interpretação na escola ainda mais com os colegas de sala de aula”, contou.

 

Texto: Auriane Carvalho

Foto: Rodemarques Abreu

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054

Professores da rede municipal participam de Seminário sobre Alfabetização Matemática

segunda-feira, abril 27th, 2015

Professores do 1º ao 3º ano da Secretaria Municipal de Educação (Semed) participaram, neste sábado, 25, do Seminário de Socialização das Experiências Compartilhadas na Formação Continuada em Alfabetização Matemática, do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). O evento reuniu trabalhos desenvolvidos em sala de aula por cerca de dois mil professores de 358 escolas da rede municipal.

O Seminário aconteceu simultaneamente durante todo o dia em seis escolas de seis Divisões Distritais Zonais (DDZs). Na DDZ 1, o encontro ocorreu na Escola Municipal Dr. Sérgio Pessoa de Figueiredo, na DDZ 2 aconteceu na Escola Municipal Desembargador Candido Honório Ferreira, já na DDZ 3, foi na Escola Municipal Jornalista Sabá Raposo, e na DDZ 4 na Escola Municipal Jarlece Zaranza. Também ocorreram encontros na DDZ 5, na Escola Municipal Leonor Uchoa e na DDZ 6, na Escola Municipal Ignês de Vasconcelos. O encontro da DDZ 7 vai acontecer no próximo dia 30, na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Semed, na Avenida Maceió, zona Centro-Sul de Manaus.

O Pnaic é um compromisso formal assumido pelos governos federal, estadual e municipal de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental. De acordo com a secretária da Semed, Kátia Schweickardt, que visitou o seminário na Escola Municipal Desembargador Candido Honório Ferreira, no bairro Alvorada, zona Centro-Oeste, este é um dos programas mais importantes dentro da secretaria e que visa à melhoria na educação.

“Nós já identificamos que um dos maiores problemas na nossa rede é superarmos alguns desafios básicos referentes ao letramento e ao aprendizado da matemática. O que vi hoje foi um produto de todo esse trabalho de formação do Pnaic, o desenvolvimento de várias ferramentas metodológicas bastante criativas, muito simples, mas profundamente revolucionárias no aprendizado. O depoimento dessas professoras, que adoraram a formação, que aprenderam como ensinar melhor, é motivador.  Tenho certeza que este ano já vamos colher melhores resultados”, informou.

Segundo a coordenadora local do Pnaic, Regiane Ramos Chaves, o programa atende cerca de dois mil professores de 358 escolas da rede municipal de ensino, contando com 74 orientadores que conduzem turmas de até 25 professores alfabetizadores. A coordenadora explicou, ainda, como se dá a formação e a importância na vida escolar do aluno em fase de alfabetização e letramento.

“Estamos encerrando mais um ano de formação do Pnaic. Este é o ano de alfabetização matemática. Hoje, é dia dos professores socializarem, dentro do seminário, todas as experiências que aconteceram durante os dez meses de formação, em que eles desenvolviam a alfabetização que aprendiam na formação, em sala de aula com os alunos. A formação tem como objetivo melhorar a prática do professor em sala de aula, desenvolver técnicas através de jogos, do lúdico, sair um pouco da rotina dos livros e assim, por meio da “brincadeira”, alfabetizar os alunos na matemática”, explicou, acrescentando que a formação acontece em todos os polos e tem a duração de três anos, sendo trabalhada no primeiro ano a linguagem, no segundo ano a matemática e no terceiro ano, que vai iniciar no próximo mês de junho, a etapa de ciências.

Para a professora Steliany Santigo, que leciona na Escola Municipal Benjamin Matias Fernandes, localizada no Viver Melhor, a formação do Pnaic torna os professores mais dinâmicos e eleva o conhecimento pedagógico.

“Para mim, que estou participando desde a primeira etapa, a formação está ampliando o conhecimento na área pedagógica, pois começamos a ver que o jogo e o lúdico podem ser trabalhados desde a língua portuguesa até a disciplina de ciências. Eu cheguei a aplicar a matemática em minhas aulas de ciências, trabalhando com o meio ambiente. Passamos a mudar de postura, nos tornando mais dinâmicos, professores que se preocupam mais com os alunos para que estejam, realmente, aprendendo os conceitos na forma prática”, destacou.

 

TEXTO: João Pedro Figueiredo

FOTOS: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054