Archive for the ‘noticias’ Category

Alunos da rede municipal participam de atividade de encerramento do projeto English for Kids

sexta-feira, dezembro 5th, 2014

Mais de mil alunos do terceiro, quarto e quinto ano do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino participaram do projeto “English for Kids” durante o ano de 2014. No contraturno escolar, os estudantes participam duas vezes por semana de um curso livre de língua inglesa. Na manhã desta sexta-feira, 5, houve a II Mostra Cultural do projeto para marcar o encerramento das atividades deste ano.

 

O curso é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed), a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Escola de Serviço Público Municipal (Espi).

Iniciado em 2013, o English for Kids é desenvolvido em 15 escolas do município, com um total de 1.100 alunos beneficiados. As aulas são ministradas por estagiários da graduação de letras e língua inglesa da Ufam, bolsistas do Programa Bolsa Universidade pela Espi e professores da rede municipal de educação.

 

São 55 turmas que contam com mesas educacionais E-Blocks, flashcards e CDs de áudio para aprender a língua inglesa. Para a coordenadora geral do projeto, Kátia Florêncio Nogueira, o evento realizado nesta sexta-feira é uma oportunidade de os alunos mostrarem seu aprendizado. Além disso, houve entrega de certificados de honra ao mérito para escolas, assessores das Divisões Distritais Zonais (DDZs), professores, estagiários e bolsistas que participaram do projeto.

 

“O objetivo principal da mostra são os resultados. Por meio das aulas de oralidade, de diálogos e da escrita nossos estudantes adquiriram muitos conhecimentos”, comentou.

 

A bolsista do 8º período do curso de letras e língua inglesa da Ufam, Ilma de Lima, que tem uma turma com 12 alunos na Escola Municipal Padre Puga, bairro Japiinlândia, zona Sul, disse que tem alcançado bons resultados com o projeto.

 

“Meus alunos do 4º ano tiveram o primeiro contato com a língua inglesa. O interessante é que quando entrarem no 6º ano, eles não terão muitas dificuldades. As crianças aprendem muito fácil. Até porque usamos boa metodologia, temos vários livros, enfim, quanto mais cedo eles tiveram contato com o idioma, melhor para eles”, destacou.

A aluna do 5º ano, Ketlen Cristini Viana Silva, da Escola Municipal Waldir Garcia, bairro São Jorge, zona Oeste, faz parte do projeto desde o ano passado. Segundo a estudante, foi uma oportunidade boa de começar a aprender a língua inglesa.

 

“Gostei muito do projeto porque foi a oportunidade que eu tive de aprender inglês, já que minha mãe não tem recurso para pagar uma aula particular”, disse a aluna, que durante a mostra participou da peça “O mágico de Oz”.

 

Para o ano que vem, a rede municipal estuda expandir o projeto para os estudantes do primeiro e segundo ano.

 

 

TEXTO: Paulo Rogério Veiga

FOTOS: Cleomir Santos

Atividades do Mais Educação auxiliam escola a melhorar notas do Ideb

sexta-feira, dezembro 5th, 2014

As atividades do Programa Mais Educação estão ajudando a melhorar as notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) da Escola Municipal Zenaira Bentes, localizada no conjunto Castanheiras,  zona Leste. Segundo a diretora da unidade, Maria Inalda Nascimento, o Ideb da escola saiu de 4,0 em 2011 para 4,2 em 2013.
“O Mais Educação está contribuindo expressivamente nas notas do Ideb. Nós tínhamos um índice grande de crianças que não sabiam ler, que eram indisciplinadas e, agora, todas as atividades vêm contribuindo nesse sentido. Nossa escola foi crescendo a cada avaliação”, afirmou a diretora Maria Inalda Nascimento.
Na manhã desta sexta-feira, 5, os quase 100 alunos participantes do Mais Educação expuseram aos demais estudantes da escola os trabalhos desenvolvidos durante o ano de 2014. Sob a coordenação do professor Tiago Torres, as ações foram pautadas em quatro eixos: produção textual, orientações de estudo, jornal escolar e tecnologia da educação. As atividades, segundo ele, foram escolhidas no início do ano letivo, após levantamento das necessidades de aprendizado dos estudantes.
“Nossos alunos tinham uma grande dificuldade com a questão da interpretação e produção textual. Com a junção de forças dos professores de sala de aula, dos monitores do Mais Educação e do Projeto Tempo de Superação – que disponibiliza aulas de reforço para os alunos com dificuldades de aprendizado – nós estamos percebendo o aumento do nível de conhecimento de nossas crianças. Usamos o esporte e atividades lúdicas como estratégia, priorizando, claro, o aprendizado”, explicou.
Apresentações


No hall da unidade de ensino, foram montados stands onde os alunos apresentavam as atividades desenvolvidas em cada eixo. Iago dos Santos, do 5º ano, participou da elaboração do jornal escolar na função de repórter. Ele conta que antes do Mais Educação, usava as horas vagas para ficar na rua.
“Hoje eu fico na escola durante a tarde. É mais legal porque eu aprendo melhor e na sala de aula eu sempre sei as explicações antes. É bem melhor do que ficar na rua porque lá (na rua) eu não aprendo nada”, disse.
Já Evelyn da Silva, 11, participa das oficinais de produção textual e conta que aprendeu a gostar de leitura e escrita após as aulas. Aluna do turno vespertino, ele vai diariamente à escola pela manhã participar das atividades.
“Antes eu ficava dormindo ou vendo televisão. Agora, venho para cá e faço os meus textos que gosto bastante e me ajuda a entender melhor as explicações da professora”, contou.
Mais Educação

 

O Programa Mais Educação constitui-se como estratégia do Ministério da Educação para induzir a ampliação da jornada escolar e a organização curricular na perspectiva da Educação Integral, por meio do desenvolvimento de atividades nos macrocampos de acompanhamento pedagógico; educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica.

TEXTO: THIAGO BOTELHO

FOTOS: LTON SANTOS

Medalha do Mérito Educacional entregue para profissionais da educação

sexta-feira, dezembro 5th, 2014

Profissionais da educação da capital e do interior do Estado foram homenageados, pelos relevantes serviços prestados à sociedade, no final da tarde desta quinta-feira, 4, no plenário Ruy Araújo, da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE/AM). Ao todo, 34 profissionais receberam a medalha do Mérito Educacional Professora Ignês de Vasconcelos Dias.

O secretário Municipal de Educação (Semed), Humberto Michilles, recebeu a medalha das mãos do deputado estadual Arthur Bisneto, pelo qual foi indicado à homenagem. O titular da Semed destacou que todo reconhecimento ao trabalho do profissional da educação é uma forma de valorização e de incentivo para a melhoria do ensino do País.

“Essa homenagem tem a importância de valorizar a educação. Gosto de citar uma pesquisa de um jornal de grande circulação do País, onde diz que, mais de 70% dos professores estão satisfeitos com a profissão,porém, mais de 90% não se sentem valorizados, não se sentem reconhecidos. Reconhecer o profissional da educação é  valorizar aeducação, pois todos nós gostamos de ter nosso trabalho reconhecido.
Nós, como sociedade, precisamos ter gestos, atitudes como estas, devalorizar os profissionais da educação pelo seu trabalho. A medalha que me foi conferida certamente é uma medalha conferida a todos quetem amor pela educação, que constroem a educação, que fazem com que nossas crianças, nossos jovens, no dia a dia, possam adquirirconhecimento, maturidade, noção de cidadania e com isso ter uma vida melhor e nós, como um todo, construirmos um País melhor para todos”, informou.

O objetivo da solenidade foi reconhecer o trabalho prestado pelos educadores em Manaus e nos municípios do Amazonas, que superam as dificuldades do dia a dia para honrar o compromisso de educar. A solenidade foi proposta pela Comissão de Educação, Cultura e Assuntos Indígenas da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas.

TEXTO: João Pedro Figueiredo

FOTOS: Rodemarques Abreu

*Secretaria Municipal de Educação (Semed)*

Assessoria de Comunicação (92) 3632-2054

Projetos exitosos aplicados em sala de aula marcam último dia de congresso da Semed

sexta-feira, dezembro 5th, 2014

As práticas inovadoras aplicadas em sala de aula e que surgiram a partir dos cursos de formação continuada oferecidos pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) foram destaque nesta quinta-feira, 4, último dia 1º Congresso de Educação. Palestras e debates com especialistas renomados também fizeram parte da programação.

Adaptar os romances de Shakespeare a uma linguagem acessível e traduzida para o ensino da língua inglesa foi a ideia da professora Mary Ellen Cacheado. A experiência divulgada durante o congresso fez toda a diferença no processo de aprendizagem dos alunos de 6º ao 9º ano da Escola Municipal Francisca Campos, no bairro Tarumã.

“Eu dou estratégias de leitura e aula do vocabulário básico adaptando textos como Romeu e Julieta. Eles aprendem um diálogo através de um contexto literário e isso torna o aprendizado mais atraente”, explicou Mary Ellen.

Outro caso de sucesso é o Blog Reflexões de Maria (www.emefreflexoesdemaria.blogspot.com.br). Criado pela professora Alessandra Tomé Campos, a ferramenta utiliza o diário online para ensinar ortografia e concordância verbal aos estudantes.

“Foi detectado nos alunos um grande problema com a questão da leitura, escrita e interpretação. Eles têm dificuldades com a ortografia. Nós pensamos em criar o blog, já que é uma ferramenta muito presente no dia a dia deles. Hoje, todos os textos postados foram escritos pelos alunos e surgiriam a partir de temas relevantes na sociedade, como a gravidez na adolescência. São 400 alunos envolvidos que de uma maneira mais interessante aprendem Língua Portuguesa”, afirmou.

Em três dias de evento participaram do Congresso de Educação mais de 800 profissionais do magistério, segundo levantamento da coordenação. A ideia foi reunir os projetos desenvolvidos a partir das orientações dos cursos de formação continuada ofertados pela Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), informou a gerente de Tecnologia Educacional da Semed, Aldemira Câmara.

“Foram expostos trabalhos que a DDPM desenvolve durante as formações continuadas. Eles (professores), muitas vezes, saem de uma faculdade e procuram outros cursos para complementar a graduação, então essa é a função da DDPM e só haverá melhoria do rendimento escolar desta forma”, declarou.

Palestras

A professora doutora da Universidade Federal do Pará (Ufpa), doutora Wilma Nazaré, e uma das palestrantes deste último dia de atividades, destacou que as práticas inovadoras são vitais para a formação dos professores. “A partir deste congresso, a Semed terá profissionais mais capacitados e preparados”.

Ainda no encerramento, houve a palestra Africanidades, que discutiu sobre a aplicabilidade da lei 10.619/2003 que trata sobre o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana, ressaltando a importância da cultura negra na formação da sociedade brasileira.

Para o professor da Escola Municipal Sonia Maria, Francinézio Amaral, o congresso serviu para trocar experiências e divulgar projetos.  “Foi uma oportunidade de mostrar um projeto de extensão quando fui professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e, também, de divulgar meu livro que lancei no ano passado”, mencionou o educador.

 

TEXTO: Thiago Botelho e Emerson Felipe

FOTOS: Lton Santos e Cleomir Santos

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação (92) 3632-2054 / 8842-1188

Prefeitura institui o Dia do Transportador Escolar

sexta-feira, dezembro 5th, 2014

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, sancionou, na terça-feira, 2, a lei de número 1.939, que institui o Dia do Transportador Escolar, a ser comemorado, anualmente, em 1º de julho. O projeto, de autoria do vereador Rosivaldo Cordovil (PTN), é uma homenagem aos profissionais que assumem extrema responsabilidade na locomoção de crianças e adolescentes.

De acordo com a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), em Manaus, 309 profissionais estão autorizados a atuar no transporte escolar, sendo 46 pessoas físicas e 263 pessoas jurídicas.

As regras para o condutor de transporte escolar estão previstas na Lei Municipal 1.892/2014, que determina, entre outras coisas, a obrigatoriedade da presença de um acompanhante auxiliar, maior de 18 anos de idade e devidamente cadastramento junto à SMTU, para fazer o embarque e desembarque dos estudantes.

Para ser um condutor de transporte escolar é necessário apresentar à SMTU Certidões negativas criminais, certificado do curso de formação de escolar oferecido pelo Sest/Senat e Detran-Am, e não ter mais de 21 pontos na CNH. Os veículos regularizados para o serviço precisam ter uma faixa amarela com a legenda ESCOLAR na cor preta.  As laterais e traseira do veículo também devem ter o número de ordem fornecido pela SMTU.

Os pais devem sempre se certificar de que estão contratando o serviço de transporte escolar autorizado. Por meio do SAC da SMTU no número 118, devem informar a placa do veículo e nome completo do condutor.

 

TEXTO: Semcom

Escola da rede municipal participará de Encontro Nacional sobre educação no trânsito

quinta-feira, dezembro 4th, 2014

O  Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Paulo Herban Jacob, na Colônia Terra Nova, zona Norte, participará do IV Encontro Nacional do Programa Educação Viária é Vital, no próximo dia 12 de dezembro em São Paulo (SP). Organizado pela Fundação Mapfre, o evento conta com a participação de representantes de diferentes lugares do país.

O Programa Educação Viária é Vital busca envolver os alunos na observação, análise e crítica das condições de circulação viária dentro da escola, na comunidade do entorno e na cidade; promover ações solidárias, participativas e responsáveis entre os alunos envolvidos, que incentivem a circulação segura e harmoniosa dentre e fora da escola, além de favorecer a adoção de hábitos e atitudes seguras e solidárias na circulação dos estudantes em diferentes espaços. A escola participará do Encontro com o projeto “Educando para a vida, educando para o trânsito”.

Com o objetivo de construir valores éticos e morais sobre a circulação e respeito ao espaço escolar com relação ao trânsito, o Cmei Paulo Herban Jacob envolveu 334 crianças da escola, com apoio pedagógico de 13 professores, no período de 3 a 6 de novembro.

Segundo a coordenadora do projeto, professora Marcya Gabryelle Freitas Santos, foram feitas ações com músicas sobre trânsito, usando material do Programa de Ensino Sistematizado das Ciências (Pesc). Foram trabalhadas as cores de sinalização, meios de transporte, importância da travessia na faixa, entre outras orientações e informações.

“As crianças participaram efetivamente de um projeto que tentamos resumir em algumas atividades. Eles participaram com atividades práticas, de conversas de roda com música, utilizando várias linguagens. Esse projeto veio para mostrar que aprendemos desde pequenos os valores e podemos levar para o futuro. É importante que eles aprendam agora para serem bons condutores lá na frente”, completou.

O assessor ambiental e para o trânsito da Semed, André Soledade, que vai acompanhar a professora da escola na capital paulista, disse que é gratificante ter uma escola do município apresentando essa temática em um encontro nacional.

“É uma alegria para a Semed receber esse reconhecimento nacional. O Cmei está de parabéns porque trabalhou a temática de educação para o trânsito e agora terá a chance de ir para São Paulo mostrar o trabalho desempenhado pelo município. A educação para o trânsito é transversal, ou seja, toda rede precisa desenvolver com a comunidade escolar, de acordo com as realidades encontradas”, disse.

O trabalho feito com as crianças do Cmei Paulo Herban Jacob foi feito em sete momentos: reconhecimento e observação do espaço da sala de referência e escolar; conhecendo e aprendendo valores sobre educação viária; aprendendo sobre o trânsito a partir das linguagens matemática; escrita, oral e visual; Aprendendo as regras do trânsito; Sinalizando o espaço escolar e observando a importância do espaço escolar sinalizado.

A Fundação Mapfre tem como um de seus objetivos contribuir com a formação do cidadão, disseminando valores e cultura para a sociedade como um todo, apostando em iniciativas inovadoras.

 

TEXTO: Paulo Rogério Veiga

FOTOS: Lton Santos

Tecnologias no Contexto Escolar é tema de palestra de professor Doutor da PUC em 2° dia do Congresso de Educação da Semed

quarta-feira, dezembro 3rd, 2014

Dando seguimento as atividades do 1º Congresso de Educação, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou na tarde desta quarta-feira, 3, a palestra “Tecnologias no Contexto Escolar: Uma nova cultura e um novo olhar”. O palestrante foi o professor Doutor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), João Mattar.

A atividade aconteceu no auditório da Semed, reunindo um público de aproximadamente 150 pessoas, entre professores, gestores e assessores pedagógicos da secretaria. No decorrer da palestra, foram ensinadas estratégias e possibilidades de uso de tecnologias na educação. Aplicativos, softwares, processador de texto e games offline foram os principais assuntos abordados.

“Acho uma atitude muito louvável da Semed, é algo que tem que ser contínuo, porque possibilita que o educador se socialize, troque experiências, que conheça outras realidades e que expanda sua formação e conheça novas metodologias  exequíveis em sala de aula”, destacou o palestrante.

De acordo com assessor de matemática da Divisão Distrital Zona Sul, Douglas Gualberto, a palestra possibilitará que os professores desenvolvem aulas mais atrativas.

“Nós educadores temos que nos adequar as novas tecnologias, a nova forma de ensinar, que cada dia mais trabalha com tecnologia como ferramenta pedagógica. Portanto, vejo esta palestra como um meio de tornar isso possível”.

Já o professor da Escola Municipal Dom Correia Pereira, Dídimo Soares, mencionou o que espera até o fim do Congresso.

“Esta formação só vem contribuir no nosso dia a dia. Acredito que até fim deste congresso vou aprender diversas coisas que vão agregar valor na minha formação e, consequentemente, em sala de aula. Espero que tenham outros momentos como esse”, falou.

O congresso encerará, nesta quinta-feira, com exposições de banners, mesas redondas, palestras e workshop.

 

Texto: Emerson Felipe

Fotos: Cleomir Santos

 

Secretaria Municipal de Educação (Semed)

Assessoria de Comunicação

(92) 3632-2054/ 98842-1188

Prefeitura realiza 1º Congresso de Educação da Semed

terça-feira, dezembro 2nd, 2014

A formação continuada para professores é o foco das discussões do 1º Congresso de Educação da Secretaria Municipal de Educação (Semed) que começou nesta terça-feira, 2, e vai até o próximo dia 4. Na abertura, realizada na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), os investimentos voltados para elevar a qualidade da educação na rede municipal, uma determinação do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, foram destacados pelo secretário da Semed, Humberto Michiles.

O secretario enfatizou a importância da participação dos inscritos e frisou que os gestores devem liberar os mesmos para participar do evento que faz parte do encerramento das atividades de formação dos educadores da rede.

“Reformar a escola, a estrutura física, é só você contratar uma empresa e está resolvido, mas construir qualidade de educação é mais difícil, é todo um processo que requer dedicação, empenho, debate, discussão, é um processo que tem que ser bem construído. É muito importante esse congresso e tenho certeza que teremos bons trabalhos a serem seguidos. Não foi inventada nenhuma tecnologia que possa substituir o professor em sala de aula e investir no professor é investir na qualidade de educação”, declarou Michiles.

O tema do congresso, “Formação continuada e pesquisa: reflexões sobre a prática pedagógica” será discutido em seminários, mesas redondas, apresentações de trabalhos, apresentações culturais, workshops e palestras com profissionais da educação. Segundo a chefe da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), Jecicleide Nascimento, os trabalhos apresentados durante o congresso se tornarão um livro disponível para todos os professores.

“O congresso é o encerramento de toda a formação de 2014, ele tem o objetivo de divulgar e compartilhar as práticas pedagógicas realizadas pelos nossos professores, através dos trabalhos. Todas as publicações, ao término do congresso, irão se tornar um livro de 500 páginas”, relatou.

Para a professora Michele de Albuquerque Rodrigues, o congresso é uma ótima oportunidade para expor seu trabalho feito com alunos e professores da Semed. “O congresso fala da formação continuada e pesquisa, dentro da minha área, que é a psicologia escolar, nós trabalhamos bastante a formação continuada com os professores dentro da educação sexual. O meu trabalho teve como tema ‘Analises dos Processos Dialógicos entre Adolescentes Multiplicadores em Educação Sexual’, trabalhado com professores da educação infantil até o 9º ano”, informou a professora.

A programação deste primeiro dia de congresso encerrou com a palestra do professor Vasco Moretto sobre educação continuada. Nesta quarta e quinta-feira o evento ocorre nos auditórios da Secretaria Municipal de Saúde e na DDPM, ambos na avenida Maceió, Parque 10, zona Centro-Sul.

 

Texto: João Pedro Figueiredo

Fotos: Rodemarques Abreu

 

Divisão distrital da Semed realiza “Diversidade para o mundo ver”

terça-feira, dezembro 2nd, 2014

Por meio do projeto “Escola da adversidade”, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão Distrital Zonal (DDZ) 6 – Leste II realizou no último dia 26 de novembro, a programação “Diversidade para o mundo ver!”. O evento ocorreu na sede da DDZ, bairro Zumbi I, zona Leste da cidade.

Cerca de 300 alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental de 70 escolas municipais participaram das atividades. As unidades de ensino foram divididas em polos, que representaram cada continente e mostraram o valor, a cultura, a religião, curiosidades e a importância do negro em todos os continentes.

Segundo o coordenador de adversidade da DDZ 6, Gilson Moura Victor, a programação contou com apresentações temáticas, exibição de banners e degustação de comidas típicas. Para ele, o ano finaliza com um trabalho satisfatório por alunos, professores e a comunidade em geral.

“O evento vem como forma de sensibilização da comunidade de valorizar o negro como peça fundamental em todo planeta. A influência do negro nos continentes é algo bem expressivo.”, comentou.

Durante o ano letivo o tema adversidade foi desenvolvido com várias ações. Em abril, com a mostra de cinema da adversidade. Em agosto, com a segunda semana da cultura e tradição local e o encerramento com a programação na DDZ 6.

TEXTO: Paulo Rogério Veiga

Semed levará campanha de enfrentamento da Aids às escolas municipais

terça-feira, dezembro 2nd, 2014

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) atuará enfrentamento da Aids por meio de uma campanha de luta contra doença nas escolas públicas da capital. O evento foi realizado no auditório da secretaria, nesta terça-feira, 2, e contou com a participação de agentes de saúde escolar e assessores do Programa Saúde na Escola (PSE).

A campanha tem o objetivo de levar informações sobre a prevenção da doença aos alunos das 506 unidades de ensino do município, e também auxiliar no combate contra o preconceito que os soropositivos sofrem na sociedade.

Durante a cerimonia de lançamento, a enfermeira Adriana Raquel Nunes, da Coordenação Municipal DST/Aids da Semsa, ministrou uma palestra onde apresentou as estatísticas da Aids no país e no Amazonas, entre elas, o aumento de 5% de notificações do HIV entre jovens de 15 a 19 anos, em 2014.

Segundo a coordenadora do PSE na Semed, Lourdes Souza as informações serviram para que os agentes escolares elaborem ações sobre o tema nas escolas.

“É importante que o dia mundial de luta contra Aids que seja trabalhado nas escolas, até porque neste ano há uma estatística bem assustadora, que é o aumento dos casos de Aids em jovens na cidade. Então, nós precisamos levar essa temática para as nossas escolas, nos preocuparmos em passar esses números para os nossos alunos afim de que eles fiquem atentos a esse índice e aos cuidados que devem ter para não serem infectados”, disse.

A agente de saúde escolar Socorro dos Santos, da Escola Municipal Irmã Edelvira Esmeralda, no Morro da Liberdade, na zona sul, participou do evento e contou que a unidade de ensino promoverá no próximo dia 18 uma palestra sobre Aids com os pais dos alunos.

“Nossa escola atende alunos até 12 anos, então achamos mais adequado trabalhar o tema HIV com os pais. Fizemos uma parceria com a UBS (Unidade Básica da Saúde) do bairro e o enfermeiro irá ministrar a palestra. Esse é foi a saída que encontramos para contribuir na luta contra a doença”, revelou.

Apresentação

O grupo de teatro mudo Strike fez uma apresentação onde chamou a atenção das pessoas sobre como as drogas e noitadas acabam influenciando na transmissão do HIV entre os jovens. A peça retratou a vida de um rapaz que se envolvia com várias mulheres e que, por estar sob o efeito de entorpecentes, não se prevenia da maneira correta.

 

Febre Chikungunya

Durante o evento, uma palestra sobre a febre chikungunya, que acometeu cerca de 870 mil pessoas nas Américas e no Caribe, foi ministrada pelo gerente de epidemiologia da Semsa, Jair Pinheiro. Segundo ele, no Amazonas, foram registrados três casos da doença que é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, mesmo transmissor da dengue.

 

TEXTO: THIAGO BOTELHO

FOTOS: LTON SANTOS